Legislativo

Quarta-Feira, 20 de Fevereiro de 2019, 21h:52 | Atualizado: 20/02/2019, 22h:39

POR UM VOTO

No Colégio de Líderes, Maluf é escolhido para cadeira no TCE; nome vai ao plenário

Maurício Barbant

Guilherme Maluf colegio de l�deres

Guilherme Maluf durante discurso de 10 minutos no Colégio de Líderes, onde recebeu 11 votos, um a mais do que o colega deputado Max Russi

Após reunião de quase 2 horas, o Colégio de Líderes da Assembleia escolheu o deputado Guilherme Maluf (PSDB) para ser indicado para a vaga de conselheiro no Tribunal de Contas (TCE-MT). Pelo rito definido pela Mesa Diretora, a próxima etapa é a arguição do escolhido pelos deputados em plenário, na sessão da próxima terça (26). Foram 11 votos favoráveis, em votação secreta numa urna.

A reunião conduzida pelo presidente Eduardo Botelho (DEM) contou com a participação de todos os deputados. Os seis postulantes pela indicação tiveram 10 minutos para se apresentar e dizer suas pretensões para o cargo vitalício. O primeiro a fazer uso de seu tempo foi o deputado Sebastião Rezende (PSC), seguido pelo contador Luiz Mário de Barros, Maluf, o juiz Eduardo Calmon, Max Russi (PSB) e Dilmar Dal Bosco (DEM). Sebastião e Dilmar, visivelmente contrariados, abriram mão da candidatura.

O tucano venceu por apenas um voto de diferença. Max, que foi indicado por um grupo formado por 11 deputados, recebeu 10 votos. Calmon recebeu dois e um parlamentar deixou a cédula em branco. Com a vitória apertada, Maluf ainda não tem vida fácil, já que precisa de 13 votos no plenário para ser o indicado do Legislativo. O grupo que apoiou o nome de Max promete trabalhar para vetar o tucano e voltar o processo de escolha para o início.

Maluf tenta ocupar a cadeira do conselheiro aposentado Humberto Bosaipo, que deixou o TCE-MT em dezembro de 2014. Desde então, por questionamentos as regras de indicação da Assembleia, a vaga estava emperrada. No fim de janeiro, o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), liberou os deputados a escolherem o novo membro da corte de contas. Com tal decisão, os bastidores políticos de Mato Grosso fervilharam.

Logo que a disputa ao cargo foi autorizada pela Justiça, Maluf passou a ser considerado um dos nomes mais fortes para a cadeira. No entanto, começou a enfrentar resistência interna ao tornar-se réu, na semana passada, por corrupção passiva, organização criminosa e embaraço a investigação no âmbito da Operação Rêmora – que apura fraudes na Secretaria Estadual de Educação.

O prazo para a indicação dos concorrentes terminou na noite desta terça (19). Na tarde de hoje, os protocolos de indicação foram analisados pela Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), presidida provisoriamente por Paulo Araújo (PP). Relatório do deputado Wilson Santos (PSDB) chegou a vetar os nomes de Max, Sebastião, Dilmar e Luiz Mário. Após muita confusão, tal relatório foi derrubado e substituído pelo parecer de Sílvio Fávero (PSL), que manteve todos os seis concorrentes no páreo.

Além do salário de R$ 33,7 mil, os conselheiros têm direito a R$ 4,3 mil mensais de auxílio-moradia, R$ 503,03 de auxílio-alimentação, R$ 19,2 mil de verba indenizatória e ainda R$ 28,9 a cada semestre para aquisição de obras técnicas. A verba indenizatória pode ser utilizada para diárias de viagens, passagens, veículos, combustíveis e suprimentos de fundos.

Perfil

Maluf é cuiabano, pai de três filhos e médico. Em 2004, depois de trabalhar como médico cirurgião nos Prontos-Socorros de Cuiabá e Várzea Grande, decidiu entrar na vida pública. Disputou e foi eleito um dos vereadores mais votados da Capital. Dois anos depois, candidatou-se e foi eleito deputado estadual. Em 2010, conseguiu se reeleger. Em 2014, o deputado foi reeleito com mais de 24 mil votos para o seu terceiro mandato e com o apoio de 23 dos 24 deputados, foi eleito presidente da Assembleia, função que ocupou durante o biênio 2015/2016.

Durante sua fala no Colégio de Líderes, destacou sua trajetória e as ações como presidente do Legislativo. Sobre a vaga de conselheiro, disse que Mato Grosso tem um TCE-MT "muito punitivo, distante da realidade dos municípios, que penam com multas sem conseguir demonstrar gestão". Ressaltou ainda que os membros da corte de contas devem andar pelo Estado, para não julgar contas sem desconhecer realidades das prefeituras.

"Tenho a proposta de de tornar um TCE mais político e eficiente. Poder colaborar com o desenvolvimento do nosso Estado. Aproximar esse tribunal desse Parlamento", afirmou.

Postar um novo comentário

Comentários (14)

  • paulo | Quinta-Feira, 21 de Fevereiro de 2019, 09h14
    6
    1

    mais um sujeito com situação complicada na justiça vai para o tal TCE, SERÁ QUE LA SO SERVE PARA ESCONDER PESSOAS SUJAS. QUE MORAL TCE. SE VOCÊS ACEITAR.

  • Erivaldo | Quinta-Feira, 21 de Fevereiro de 2019, 09h00
    8
    1

    O Maluf foi pego com o batom no colarinho(Seduc) e mesmo assim os deputados juram que ele é inocente! E os novatos ??? tudo farinha do mesmo saco....... é um conluio que chega a dar nojo!

  • alexandre | Quinta-Feira, 21 de Fevereiro de 2019, 08h18
    10
    0

    500 milhoes anuais de duodecimos, pra fazer isso ?

  • clara | Quinta-Feira, 21 de Fevereiro de 2019, 08h08
    12
    0

    Ai o culpado são os servidores do tce , kakakakakakakakaka. essa assembleia é um circo , coitados dos servidores da corte de contas , pagam um pato que não é deles . Quem indica ? kakakakakaka TNSecx .

  • Manoel Silva | Quinta-Feira, 21 de Fevereiro de 2019, 07h54
    10
    0

    Esperar o quê desses deputados? Entre tantos possíveis, escolheram um mult encrencado com desvios da Seduc e Convescote. A sociedade votou por mudança na Al/MT, mas parece que é pisar naquele lugar e se contaminam. Lamento.

  • SEBASTIAO EUZEBIO DE FREITAS | Quinta-Feira, 21 de Fevereiro de 2019, 07h17
    12
    0

    Porque esses conselheiros não são eleitos direto pelo povo que pagam seus salários.

  • Maria José de Paula Corrêa | Quinta-Feira, 21 de Fevereiro de 2019, 07h03
    9
    0

    Vergonha né... Infelizmente temos essas mazelas no país... tinha que ter vergonha fazer essa indicação, só mostra que a assembléia continua a mesma

  • Teka Almeida | Quinta-Feira, 21 de Fevereiro de 2019, 06h35
    9
    0

    Ótimo, que agora entre em cena o MP para contestar essa aberração. A ALMT confunde o direito de indicar o conselheiro com o direito (a todo custo) de ser um deputado, com isso manchando ainda mais o que não tem REPUTAÇÃO. Realmente tornou-se o QUARTEIRÃO DA VERGONHA.

  • Os Matogrossenses | Quinta-Feira, 21 de Fevereiro de 2019, 05h28
    0
    9

    Parabéns Deputado Guilherme Maluf, acreditamos que o mesmo será um Conselheiro participativo, vai mudar o Tribunal de Contas, vai orientar os Prefeitos ao invés de Punir, reprovar suas contas, como disse no seu discurso, vai fazer visitas in loco, mostrou para essa Janaína Riva que ela é minoria na AL...

  • Lau | Quinta-Feira, 21 de Fevereiro de 2019, 00h22
    8
    10

    Janaina. Seu Ex saiu da cadeia. Larga de tchoro. Vai visita ele. Larga de mardade com joao emanoer

Matéria(s) relacionada(s):

Expediente suspenso e posse no TCE

guilherme maluf 400 curtinha   O expediente no TCE-MT será suspenso na segunda, a partir das 12 horas. É que às 15 horas acontece a sessão especial na Escola Superior de Contas, marcando a posse de Guilherme Maluf (foto) na presidência do órgão fiscalizador. O hoje presidente Domingos Neto passa ao...

Túlio, desgaste e disputa em Cáceres

tulio 400 caceres   Derrotado a deputado estadual duas vezes, a última em 2018, Túlio Fontes (foto) não sustenta mais o que declarou há três meses, quando anunciou que ficaria de fora da corrida à Prefeitura de Cáceres. Mesmo tendo abandonado o município por um bom tempo, desde quando concluiu...

Disputa em Sinop e vaga na Câmara

juarez costa 400 curtinha   O deputado federal Juarez Costa (foto) tem espalhado que será candidato a prefeito de Sinop, posto já ocupado por ele por dois mandatos. No fundo, o emedebista espera que Rosana Martinelli (PL), que foi sua vice e depois se elegeu prefeita nas urnas de 2016, desista do projeto de reeleição...

Francis forçando a barra ao Senado

francis maris 400 curtinha   Francis Maris (foto), empresário e prefeito de Cáceres, é mesmo corajoso. Ele anunciou que vai reunir colegas prefeitos da região Oeste para discutir a ideia de entrar na disputa ao Senado, na eleição suplementar para a vaga de Selma, cassada esta semana. Francis se acha "o...

Sindal repudia postura de "indicado"

O presidente do Sindal Jovanildo da Silva se diz traído por Osmar Capilé, representante dos segurados da AL e que exerce cargo de diretor dos Aposentados, que votou favorável a nova alíquota de 14% no Conselho da Previdência. O apoio ao aumento da cobrança gerou revolta entre os servidores do Legislativo, que partiram para cima de Jovanildo cobrando explicações. Em nota de repúdio, o sindicato, que o indicou como representante no...

Arena fechada ao público por 3 dias

virginia mendes curtinha 400   Nos seis primeiros dias de portas abertas, a Arena Encantada, considerada o maior parque natalino que Mato Grosso já viu, recebeu quase 10 mil visitantes. Mas ficará três dias inacessível ao grande público. Na segunda (16), a Arena será exclusiva das milhares de crianças...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.