Polícia

Quinta-Feira, 13 de Agosto de 2020, 12h:12 | Atualizado: 13/08/2020, 16h:55

PERÍCIA

Estojo com arma usada para matar Isabele estava em guarda-roupa de casal - veja

Advogado da família, Ulisses diz que arma foi guardada por segurança e entregue depois à polícia

Laudo pericial sobre a cena da morte de Isabele Guimarães Ramos, de 14 anos, em Cuiabá, trata, entre diversos aspectos, do estojo onde estava a pistola usada pela amiga, para o disparo fatal, supostamente por acidente. Investigações estão em curso e detalhes deste caso de grande repercussão têm sido levantados, como por exemplo a localização deste estojo, ou case pistol, como também é chamado. Isso porque a arma não estava no banheiro, onde o crime aconteceu.

De acordo com o documento, haviam quatro maletas (com armas dentro) alinhadas no guarda-roupas no quarto dos pais da menor que atirou, em mansão no Alphavelli I, onde a tragédia aconteceu. O estojo com a arma utilizada aparece em foto pericial, um pouco mais ao fundo do móvel, entre camisas, mala e outros objetos. É possível ver que está parcialmente aberto.

O perito oficial criminal Thiago José Resplande Lima, que assina o laudo, detalha que, assim como há indícios de que a cena como um todo foi alterada, o estojo também foi mexido. O caso corre em sigilo, mas o conteúdo do laudo vazou nesta quarta (12).

caso isabele estojo case pistols armas

“Em que pese o controle de acesso observado no momento da chegada da equipe pericial, percebeu-se certa deficiência na preservação do local nos momentos anteriores à chegada da equipe. Isto porque o estojo, supostamente ejetado pela arma de fogo utilizada no evento, teve sua localização descaracterizada, uma vez que fora apresentado em mãos aos investigadores da Polícia Civil e repassados à equipe pericial a seguir”, diz trecho.

O laudo, solicitado pelo delegado Olímpio Cunha Fernandes Júnior, da DHPP, primeiro a atender a ocorrência registrada em 12 de julho, é resultante de três dias de coletas periciais. Dia 13 de julho de 2020, na mansão onde aconteceu a tragédia no condomínio de luxo Alphaville I. Dia 14 de julho foram feitas mais coletas complementares e dia 17 houve a aplicação do reagente Luminol, para detectar todas as marcas de sangue.

No detalhamento criterioso diz que o estojo, mudado de lugar, continha duas pistolas, uma Tanflóglio, calibre 38, italiana, em condição “eficiente para produzir tiro”, e uma brasileira, Imbel, calibre 380, “com o cão retraído em sua totalidade para a parte posterior e havia uma munição alocada no interior da câmara. A trava de segurança lateral encontrava-se acionada”. Essa arma de calibre 380 que é indicada como arma do crime.

“O estojo, do guarda-roupas posterior, era confeccionado em polímero de cor preta. Possuía alça para o transporte que se encontrava quebrada sua parte mediana. Internamente, era forrado por espuma também de cor preta apresentava formato composto por padrões de depressões e saliências. Havia duas (2) pistolas em seu interior, dentre as quais uma foi apontada como a arma utilizada no disparo que atingiu a vítima”, diz o laudo.

No quarto do empresário Marcelo Cestari, 46, pai da menina que atirou, a perícia observou ainda em mais quatro estojos armas italianas, norte-americanas e da República Tcheca.

Reprodução

montagem_armas_laudo

Veja legenda com explicações sobre cada cena acima, todas elas relacionadas ao estojo que guardava a arma usada pela menor para matar a amiga Isabele

Depoimento de tenente

O estojo com a arma do crime é citado pelo 2º tenente da PM, que acompanhado por dois soldados, atendeu a ocorrência da morte de Isabele. Ele prestou depoimento na Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica) dia 29 de julho e disse que não encontrou no local do crime a arma, case (estojo para guardar arma) e munições.

Detalha ainda que ficou sabendo que dois soldados presenciaram o momento em que o advogado da família entregou o estojo para uma pessoa, "que acredita ser um perito por estar usando uniforme”. O soldado PM também disse que “o advogado da família teria recebido estojo das mãos do irmão da garota que atirou".

O que diz a defesa

O advogado da família, Ulisses Rabaneda, comenta a situação em entrevista ao , concedida um pouco antes da divulgação dos laudos. Ele nega que a família tenha tirado a arma do local para alterar a cena do crime.

Detalha que, após o acidente, a arma ainda estava na mão da filha do Marcelo que atirou. "Ela sai do local, acondicionando ela (arma) numa cômoda, que era local de passagem das pessoas, onde por ali passaria o Samu. Seu irmão então pediu para que ela tirasse a arma dali para que não ficasse no caminho das pessoas", argumenta Rabaneda.

Rodinei Crescêncio

Ulisses Rabaneda

Advogado Ulisses Rabaneda sustenta que arma foi guardada por segurança, já que estava municiada. Ele ressalta que a Imbel  foi entregue à polícia

O advogado lembra que a Imbel, calibre 380 estava municiada e alega que o irmão da jovem pediu que ela fosse acondicionada num local seguro. "E, logo que a polícia chegou, essa arma foi entregue", finaliza.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • marcia | Quinta-Feira, 13 de Agosto de 2020, 15h04
    6
    0

    mudar a cena do homicidio é crime?

  • HELO | Quinta-Feira, 13 de Agosto de 2020, 14h33
    8
    0

    A arma foi entregue após ser " limpa" das digitais Será que foi a adolescente quem atirou?

  • José dos Reis | Quinta-Feira, 13 de Agosto de 2020, 13h58
    11
    0

    Melhor vc tb falar a verdade Advogado, pois já são milhares e milhares querendo saber a verdade. Chega de mentiras! Chega! Bando de mentirosos! Estamos todos seguindo de perto e não vamos deixar a mentira vencer!

  • Dr Paulo Almeida | Quinta-Feira, 13 de Agosto de 2020, 13h24
    11
    0

    Esse jovem advogado caiu muito no meu conceito, de técnico aplicado, se tornou advogado do Diabo. Todos merecem ser defendidos mas sobre as verdades não sobre mentiras. Pactuar com uma mentira dessa natureza trará a ele consequências gravíssimas na vida.

Tião com Flávio e "pau" nos Campos

tiao da zaeli 400 curtinha   A maior bronca dos Campos em Várzea Grande hoje é com o ex-prefeito Tião da Zaeli (foto), que motivou o amigo e empresário Flávio Vargas, dono do frigorífico Frical, a entrar na disputa à sucessão municipal. E Flávio conseguiu construir um amplo arco de...

A única dos maiores fora da reeleição

rosana martinelli 400 curtinha   Seis dos 10 prefeitos dos maiores municípios de MT poderiam disputar a reeleição neste ano por estarem no primeiro mandato ou já tendo exercido outros não consecutivos. E, destes, somente Rosana Martinelli (foto), de Sinop, não se recandidatou. Percebeu dificuldades...

Poconé tem 4 no páreo; Euclides dança

euclides santos 400 curtinha   Em Poconé, o ex-prefeito Euclides Santos (foto) nadou e morreu na praia. Numa queda de braço dentro do PSDB, Euclides, que havia se mudado para Cuiabá e tem o filho na disputa para vereador, perdeu espaço e autonomia para a ex-prefeita Meire Adauto, presidente municipal da legenda tucana e...

Fernanda em almoço com Bolsonaro

fernanda 400 bolsonaro curtinh   A coronel Fernanda, candidata à senadora pelo Patriota, almoçou com Bolsonaro nesta sexta, em uma fazenda, em Sorriso. A militar foi a única que teve o apoio declarado do presidente na eleição suplementar ao Senado que acontece em 15 de novembro. Mais cedo, por volta das...

Prefeita cobra duplicação e ferrovia

rosana_curtinha   A prefeita de Sinop Rosana Martinelli aproveitou a visita do presidente Jair Bolsonaro na Capital do Nortão para cobrar uma solução para a duplicação da BR-163, sob concessão, e também pediu empenho na Ferrogrão e a implementação de porto seco na cidade. O...

Podemos se alia à esquerda em Barra

sandro saggin 400 curtinha   O direitista Podemos, comandado no Estado pelo deputado Medeiros, fechou coligação com partidos de extrema esquerda em Barra do Garças, como PC do B, PT e Pros. Sandro Saggin (foto), até então pré-candidato a prefeito pelo Pode, recuou e compôs com o grupo liderado pelo...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você está animado para votar nas eleições de novembro?

sim

não

nem sei!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.