Blog do Romilson Cuiabá, 21 de Janeiro DE 2020 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

Governo federal

PR define até março se volta à base; vai depender do governo, diz Maggi

Senador Blairo Maggi, líder do PR no Senado     O PR deve definir até 15 de março se voltará a fazer parte da base aliada da presidente Dilma Rousseff (PT) ou não. O prazo limite foi estabelecido nesta quarta (14), após uma reunião entre os líderes do partido no Senado, o ex-governador Blairo Maggi, e na Câmara Federal, o deputado Lincoln Portela. "Estamos dispostos a volta à base do governo, de onde, na verdade, nunca saímos. Mas queremos saber que posição podemos assumir. A bola agora está com o governo", disse o senador.

     Conforme Maggi, a definição deve ser anunciada num encontro com Dilma e o presidente do partido, o ex-ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento. A audiência está sendo intermediada pela ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti. Apesar de participar das negociações, o senador ressalta que a maior "ansiedade" por uma definição parte da Câmara e não do Senado.

     O rompimento do PR com a base do governo Dilma ocorreu em meados de junho do ano passado, quando um escândalo acerca de susposto superfaturamento em obras no setor de infraestrutura rodoviária resultou na exoneração de Nacimento, do Ministério dos Transportes, e de Luiz Antônio Pagot, do Dnit. À época, Maggi, padrinho político de Pagot, foi um dos republicanos que defenderam que o partido deveria adotar uma postura mais independente.

     O próprio senador reconheceu, no entando, que a iniciativa de se afastar das decisões do governo não surtiu tanto efeito quanto o esperado. "Com raras excessões, o partido tem acompanhado o governo em todas as votações depois que saiu do ministério", afirmou.

     Agora o partido já estuda a possibilidade de retornar à base de Dilma e até de reassumir o posto que perdeu. Segundo Maggi, representantes do partido na Câmara já têm indicações de nomes para o cargo. O ex-governador pondera, no entanto, que o Senado não deve interferir na discussão. "Primeiro tem que se definir qual o espaço o governo está disposto a nos dar. Depois vem a escolha dos nomes. Mas, como eu disse, a inquietação é muito maior na Câmara do que no Senado", ressaltou.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • kalixto guimaraes | Quarta-Feira, 15 de Fevereiro de 2012, 10h44
    0
    0

    O senador Blairo MaggI, não percebeu ainda que; após o vergonhoso pé no traseiro dado pela presidente Dilma, em seu parceiro e afilhado político, Luiz Pagot, mais as denúncias sobre a corrupção avassaladora que aconteceu no seu governo e trambiques antigos de seus progenitores, revelados em arquivos secretos da PF, que a Presidente Dilma e muito menos o PT, não mais interessa em tê-lo como aliado.

  • Pedro Paulo | Terça-Feira, 14 de Fevereiro de 2012, 23h35
    0
    0

    Blairo ta se achando. O Partidinho dele não vale nada na esfera federal... dono de escândalos, desvios, falcaturas de toda ordem lá em Brasilia e aqui em Mato Grosso, só que tem uma diferença: aqui tá tudo dominado - devidamente abafado, blindado, aos poucos rachando a casa, mas escorando. Enquanto em Brasilia a coisa não fica escondida na gestão Dilma. Uma sugestão Blairo, bota a viola no saco e vai plantar soja, de politica você já mostrou que não sabe nada, politicagem e "cositas" pouco republicanas é contigo mesmo, mas isso só vale onde seu dim-dim pode comprar. Pior de tudo isso é que os seus suplentes, ave Maria.

  • marcos | Terça-Feira, 14 de Fevereiro de 2012, 20h20
    0
    0

    ta com demais sem o pr no governo, dilma não é igual lula ainda bem......

CONTESTAÇÃO

Taques reage e diz não ser ladrão

Por 21/01/2020, 11h:54 - Atualizado: 01h atrás

pedro taques 680

Como um leão que acaba de acordar de um sono profundo, o hoje advogado Pedro Taques (PSDB), que deixou a cadeira de governador há um ano, decidiu partir pra cima e contrapor quem lhe vincular à corrupção. Afirma que ficou um ano sabático e só apanhando. Agora, reagirá.

Postar um novo comentário

EM SORRISO

Rossato tem 5 opções e deve lançar ex-vereador para duelo com prefeito

Por 21/01/2020, 11h:44 - Atualizado: 02h atrás

rossato 680 sorriso

Dilceu Rossato (centro) e aliados Cesar Schevinski, Silvana Faccio, Alei Fernandes, Cláudio Oliveira e Ilton Polizello

O ex-prefeito de Sorriso, empresário Dilceu Rossato, não vai à reeleição, para pretende mergulhar na campanha do aliado que definir para o confronto nas urnas com o prefeito Ari Lafin (PSDB), que buscará novo mandato.

Postar um novo comentário

EDUCAÇÃO

MEC credencia 3 faculdades de MT

Por 21/01/2020, 09h:00 - Atualizado: 21/01/2020, 01h:02

curso mec 680

Em sessão no mês passado, a Câmara de Educação Superior, vinculada ao MEC, aprovou o credenciamento da Faculdade Saber de Cuiabá (FASC), a ser instalada na rua Tenente Thogo da Silva Pereira. O relator Francisco Cesar de Sá se manifestou contra, mas foi voto vencido.

Postar um novo comentário

FRAUDES E CASSAÇÃO

Ex-vereador alertou Selma ainda no início da campanha sobre cassação

Por 20/01/2020, 20h:13 - Atualizado: 20/01/2020, 20h:20

Rdnews/arquivo

yuri bastos 680

O ex-vereador por Cuiabá, ex-diretor da extinta Secopa e ex-presidente do MT Saúde, Yuri Bastos Jorge, uma figura emblemática, encrencada com a Justiça e que hoje está entregue ao ostracismo político, foi o primeiro a alertar Selma Arruda sobre o risco de cassação.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Big John | Terça-Feira, 21 de Janeiro de 2020, 08h45
    2
    0

    Com um conselheiro desse, se fosse agora... seria depois a cassação.

  • Ramon | Terça-Feira, 21 de Janeiro de 2020, 07h08
    7
    0

    Com um " conselheiro" como Yuri , pode- se ter em mente uma série de equívocos.

TRIBUNAL DE CONTAS

2 desafios de Maluf na presidênica

maluf 680 tce

Com menos de um ano no quadro vitalício de conselheiro, Guilherme Maluf está determinado a cumprir, na presidência do Tribunal de Contas do Estado, dois grandes desafios. E inicia este trabalho já na próxima semana.

Postar um novo comentário

PALÁCIO PAIAGUÁS

Mauro inicia 2º ano sem trocar staff; Taques mudou 7 no mesmo período

Por 20/01/2020, 10h:18 - Atualizado: 20/01/2020, 10h:27

mauro mendes posse 680

Mauro Mendes (DEM) entra o segundo ano de mandato sem promover uma mudança no secretariado. Todos 16, incluindo os que tocam a PGE e a Controladoria, estão nos postos desde 1º de janeiro de 2019.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • andreia | Segunda-Feira, 20 de Janeiro de 2020, 15h19
    2
    2

    Jesus não agradou todo mundo, mas a sec. marioneide, vem desenvolvendo um trabalho, não é facil pegar as escolas todas arrebentada, aos poucos vai se arrumando, temos que ter esperança.

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2478