Blog do Romilson Cuiabá, 23 de Abril DE 2021 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

RETROSPECTIVA

Maggi deixa Paiaguás; Silval assume em meio à turbulência

30/12/2010, 16h:00 - Atualizado: 30/12/2010, 16h:07

   O ano de 2010 marcou o fim da gestão republicana de Blairo Maggi e o início da era Silval Barbosa (PMDB). Após ficar quase 8 anos à frente do Paiaguás e deixar o cargo com um alto índice de aprovação, o republicano resolveu trilhar novos caminhos e, ao obter 1.073.039 votos, se consagrou como o senador mais votado da história do Estado. Com estilo mais técnico que político, Maggi fez história e conquistou os mato-grossenses, principalmente, devido ao alto investimento na pavimentação e recuperação de estradas e construção de casas.

   Em 31 de março, ele deixou o comando do Estado numa solenidade acompanhada ao vivo por milhares de mato-grossenses. A cerimônia foi marcada pela emoção e tanto Maggi quanto Silval não esconderam as lágrimas. O ex-prefeito de Matupá entrou para a história como o 11° a ocupar a cadeira de governador e terceiro vice a assumir a condição de chefe do Executivo para conclusão do mandato nos últimos 30 anos, desde o processo de divisão territorial, que se efetivou em 1979 com o surgimento do vizinho Mato Grosso do Sul. Meses mais tarde, em 3 outubro, foi reeleito ainda no primeiro turno e vai comandar Mato Grosso pelos próximos 4 anos.


Blairo Maggi deixa o comando do Palácio Paiaguás em 31 de março e passa a missão a Silval Barbosa

   Em meio à transição dos governos “estourou” o escândalo do maquinário, apontado como o mais grave dos governos Maggi e Silval. Em fevereiro deste ano Maggi entregou 705 máquinas referentes ao programa “Mato Grosso 100% Equipado”. Com financiamento do BNDES e sem emendas parlamentares, o governo comprou por R$ 241 milhões 705 máquinas do tipo pá-carregadeira, escavadeira hidráulica e motoniveladora, caminhões basculante e cavalo-mecânico.

   Dias depois começou a ser ventilada a possível existência de irregularidades e, após a conclusão de uma auditoria encomendada pelo republicano, pouco antes de deixar o Paiaguás, foi revelada a existência de um superfaturamento de R$ 44 milhões. Em meio às investigações caíram dois secretários: o de Administração, Geraldo De Vitto, e o de Infraestrutura, Vilceu Marchetti. Ambos vieram a ser denunciados com mais empresários pelo Ministério Público na esfera criminal e a promotora Ana Cristina Bardusco analisa toda a documentação e perícias para propor as ações criminais cabíveis.

   Deflagrada em 5 de maio, a Operação Jurupari também causou problemas à gestão Silval. Ocorre que entre os presos estavam o seu chefe de gabinete Silvio Corrêa, o ex-secretário de Meio Ambiente Luiz Henrique Daldegan e o ex-adjunto de Desenvolvimento Florestal da pasta de Desenvolvimento Rural Afrânio Migliari. Todos foram apontados como membros de uma quadrilha que praticava crimes ambientais no Estado. Diante da situação delicada, Silval teve de exonerar os servidores envolvidos. Além deles, figuras como a esposa do ex-presidente da Assembleia Legislativa José Riva (PP), Janete Riva, e o ex-deputado federal e conselheiro aposentado do Tribunal de Contas do Estado, Ubiratan Tom Spinelli, também foram presos.

   Após o maquinário, a Jurupari e conseguir a reeleição, Silval passou a costurar o seu secretariado. A missão era complexa tendo em vista o grande arco de alianças que se formou ao redor dele. Até mesmo o DEM, que foi oposição durante o pleito, apoiando a candidatura de Wilson Santos (PSDB), conseguiu ficar com uma cadeira. O escolhido foi o deputado José Domingos Fraga, que assume a pasta de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar, beneficiando o 1° suplente Gilmar Fabris que, mesmo sem mandato, vai legislar.

   Durante todas as articulações o maior debate ocorreu entre os líderes do PP que acabaram por indicar o deputado federal Eliene Lima à pasta de Ciência e Tecnologia. A confusão interna ocorreu porque o vice de Silval, Chico Daltro, “bateu duro” para ficar com a vaga. A estratégia do PP, entretanto, era beneficiar o máximo de suplentes possível, por isso, além de Eliene, foi indicado à Saúde o também deputado federal Pedro Henry. Com a saída deles, ganharam a chance de assumir uma cadeira na Câmara Federal Roberto Dorner e Neri Geller.

   A surpresa final do secretariado de Silval ocorreu no final da tarde desta quarta (29), quando o defensor-geral Djalma Sabo Mendes foi anunciado como secretário Extraordinário de Governo. Ele passa a integrar o staff de Silval, após tentar, sem êxito,  a reeleição ao cargo. Por fim, foi derrotado por André Prieto. A escolha dele pôs fim ao emaranhado de articulações para a formação do novo staff de Silval. O PR que possui a maior bancada na Câmara Federal com 2 deputados, 1 senador, além de 6 deputados estaduais, conseguiu indicar seis secretários. Já o PMDB de Silval ficou com uma cota de 4 pastas, enquanto o PP de Chico Daltro, indicou 3 nomes. O PT e o DEM emplacaram Rosa Neide na Educação e Domingos Fraga na de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar, respectivamente.

Postar um novo comentário

CHANTAGEM POLÍTICA

3 vereadores de Cáceres, tentativa de cargos e agora pedido de CPI

Por 22/04/2021, 21h:34 - Atualizado: 03h atrás

vereadores marcos ribeiro, negacao e aki 680

Vereadores Marcos Ribeiro, Flávio Negação e Lacerda do Aki, em posições isoladas, defendem CPI contra prefeita

Numa ação orquestrada para tentar deixar acuada a prefeita cacerense Eliene Liberato, após tentativas frustradas de emplacar cargos na administração, três vereadores resolveram, então, propor criação da CPI de Recursos da Covid-19. Mas não tem apoio dos demais colegas.

Postar um novo comentário

RUMO À REELEIÇÃO

Mauro é candidatíssimo e 4 já entram na pré-disputa a vice

Por 22/04/2021, 17h:07 - Atualizado: 08h atrás

cidinho 680

Embora evite tocar publicamente no projeto de reeleição, ainda mais neste momento de pandemia, Mauro Mendes, que só irá se definir oficialmente em março do próximo ano, é candidatíssimo à reeleição.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Elson Oliveira | Quinta-Feira, 22 de Abril de 2021, 20h39
    4
    0

    Mauro não dá, Jaime Campos tbm não... Na atual conjuntura senador Wellington Fagundes é minha opção! Eita, rimou!! Dá até um jingle de campanha

  • Servidor público concursado | Quinta-Feira, 22 de Abril de 2021, 18h43
    13
    2

    MM será enterrado nas urnas pelos servidores públicos estaduais

  • joaoderondonopolis | Quinta-Feira, 22 de Abril de 2021, 17h32
    10
    22

    MT quer Jayme Campos governador a partir de janeiro de 2023. Jayme é imbatível.

PECUÁRIA

Virtual, megaleilão se auto-supera e comercializa mais de 25 mil animais

Por 22/04/2021, 08h:07 - Atualizado: 22/04/2021, 08h:14

mauricao tonh� 680

Conduzido por Maurício Tonhá, o Maurição, o tradicional megaleilão deste ano da Estância Bahia, realizado virtualmente por causa da pandemia, no último dia 17, superou todas as expectativas, com valores expressivos de comercialização de animais.

Postar um novo comentário

SOCORRO JURÍDICO

A sacada de um escritório-container instalado na frente do Cisc Verdão

Por 21/04/2021, 16h:48 - Atualizado: 21/04/2021, 16h:51

cristiany guirra advogada 680

Determinada a ampliar o quadro de clientes, a advogada Cristiany Guirra teve a sacada de, não só transformar um container marítimo num escritório, como instalá-lo estrategicamente em terreno de esquina com boa visibilidade e de frente para prédio que abriga a Central de Flagrantes e a Derf, no chamado Cisc Verdão, em Cuiabá.

Postar um novo comentário

Comentários (12)

  • Fernando Silveira | Quinta-Feira, 22 de Abril de 2021, 16h57
    4
    0

    Dr servidor, se instalarem escritórios de advocacia na frente da ALMT e do TCE, o advogado ficará milionário, viu!

  • Chico Bento | Quinta-Feira, 22 de Abril de 2021, 15h52
    2
    0

    Interessante!

  • Dr servidor | Quarta-Feira, 21 de Abril de 2021, 23h09
    23
    5

    Aguardem! EM BREVE UM 2 NOVOS PONTOS: 01 na frente da ALMT e outro ao lado do TCE

RUMO A 2022

Direita se reúne e já tem nomes articulados para Governo e Senado

Por 20/04/2021, 20h:38 - Atualizado: 20/04/2021, 20h:51

deputados direita reuniao

A um ano e seis meses das eleições gerais, a direita já se articula por candidaturas proporcionais e majoritárias em Mato Grosso.

Postar um novo comentário

Comentários (29)

  • Sheik | Quinta-Feira, 22 de Abril de 2021, 02h51
    1
    0

    Minininhooo.....

  • Luciano | Quarta-Feira, 21 de Abril de 2021, 23h22
    4
    2

    Hahahahahahaha, que piada...

  • Comunista e ppkista | Quarta-Feira, 21 de Abril de 2021, 21h37
    7
    3

    Estão pedindo voto para quem, vossas excelências desavergonhadas? Não chega o que já estão fazendo com o País?

RUMO A 2022

Quem são os nomes do Araguaia na pré-disputa para deputado federal

Por 20/04/2021, 18h:48 - Atualizado: 20/04/2021, 18h:49

antonio bosaipo 680

O Grande Araguaia, com seus 35 municípios, apresenta uma "inflação" de pré-candidatos para 2022 não só a deputado estadual, mas também para federal.

Postar um novo comentário

Comentários (12)

  • Florentina da Silva | Quarta-Feira, 21 de Abril de 2021, 15h54
    0
    1

    eu vou com Japa, Nakamoto 2022

  • Bainho | Quarta-Feira, 21 de Abril de 2021, 09h17
    0
    0

    O que quer dizer Grande Araguaia? Não seria melhor dizer a grande região do Araguaia?

  • Margareth Barros | Quarta-Feira, 21 de Abril de 2021, 08h07
    2
    7

    Aposto no jovem Antonio Bosaipo, pra cima, tammo junto.

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2697