Blog do Romilson Cuiabá, 19 de Janeiro DE 2020 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

RETROSPECTIVA

Silval é reeleito; Wilson e Mendes amargam derrota já no 1º turno

Silval Barbosa (PMDB)    O governador Silval Barbosa (PMDB) tem muito o que comemorar neste ano. No final de março ele assumiu o comando do Paiaguás e conseguiu costurar uma ampla coligação, que o ajudou a se reeleger ainda no primeiro turno. O feito era tido como difícil por muitos tendo em vista a força política do empresário Mauro Mendes (PSB) e do ex-prefeito da Capital, Wilson Santos (PSDB), que também estavam no páreo.

    O peemedebista conseguiu liquidar a fatura em 3 de outubro após obter 759.805 votos. Ao vencer no 1º turno, Silval manteve uma tradição. Foi assim com os últimos cinco governadores que foram submetidos à eleição direta, sendo eles Júlio Campos (DEM), Carlos Bezerra (PMDB), Jayme Campos (DEM), Dante de Oliveira (PSDB) e Blairo Maggi (PR), os dois últimos reeleitos.

   Assim, Wilson, que renunciou ao comando da Prefeitura de Cuiabá para disputar a vaga, amargou a derrota e ficou sem mandato. Hoje o Palácio Alencastro está sob Chico Galindo. Mendes, por sua vez, teve de “engolir” mais uma derrota. O empresário entrou na vida política em 2008, quando disputou, sem êxito, a prefeitura da Capital. Desta vez, estava convicto que ao menos chegaria ao segundo turno, mas “morreu na praia”.

   Já na Câmara Federal, 2010 marcou a saída de cena de algumas figuras, que já eram tidas como favoritas a uma das 8 vagas destinadas à bancada mato-grossense. A viúva de Dante de Oliveira, Thelma de Oliveira (PSDB), havia ficado apenas com a primeira suplência de sua coligação que, em princípio, elegeu Júlio Campos (DEM) e Nilson Leitão (PSDB), mas horas antes da diplomação o ex-prefeito de Sinop dormiu eleito e acordou sem o “trono”, por isso, ela amargou a 2º suplência.

   Se entre os tucanos o clima era de tristeza, já que o partido encolheu ainda mais em Mato Grosso, no PP todos comemoraram as decisões favoráveis a Pedro Henry. Ele conseguiu homologar o seu nome descongelando seus votos e assim, assegurou mais um mandato. Entre as principais lideranças petistas, o único a comemorar foi o ex-secretário de Educação, Ságuas Moraes, que garantiu definitivamente a sua vaga após a saída de Leitão da lista de eleitos.

   Ocorre que se a Justiça descongelasse os votos do tenente Willian Dias (PTB), o petista perderia a cadeira. Já a senadora Serys Marly e o deputado federal e presidente do PT Carlos Abicalil morreram abraçados neste pleito. No início do ano, eles se degladiaram para decidir quem disputaria a senatória. Abicalil levou a melhor e Serys chegou a avisar que deixaria a vida pública. Por fim, concorreu à Câmara Federal, mas não pediu votos para o seu desafeto. O resultado do racha interno pode ser vito nas urnas, nenhum dos dois se elegeu.

    Apesar dos democratas não terem muito o que comemorar, já que participaram da coligação de Wilson, eles conseguiram emplacar Júlio Campos, que após ser conselheiro do TCE e disputar sem êxito a Prefeitura de Várzea Grande, conseguiu mostrar a sua força no Estado. Outro cacique que conseguiu permanecer no poder, mesmo entrando mudo e saindo calado de seus programas eleitorais, foi Carlos Bezerra. Ele é o mais velho da bancada mato-grossense que toma posse na Câmara Federal em fevereiro e durante a corrida eleitoral utilizou o tempo destinado a ele nas TVs e rádios para exibir jingles que contavam a história de sua vida, mas não apresentou nenhuma proposta. Wellington Fagundes, por sua vez, foi o vais votado e conseguiu emplacar o seu sexto mandato com 145.460 votos. Dos 7 deputados federais, que buscaram a reeleição, apenas Thelma foi reprovada nas urnas.

    No Senado, a surpresa foi a eleição do ex-procurador da República Pedro Taques, que nas primeiras pesquisas de intenção de voto figurava como quarto colocado. Na época perdia para Antero Paes de Barros e para Abicalil, mas no final acabou desbancando os dois. Com 708.440 votos assegurou uma das duas vagas. Já o ex-governador Blairo Maggi (PR) teve 1.073.039 e se sagrou como o senador mais votado da história de Mato Grosso.

Postar um novo comentário

GOVERNO DE MT

Após reformas, outra pauta-bomba

Por 18/01/2020, 18h:06 - Atualizado: 18/01/2020, 18h:14

Tchelo Figueiredo

mauro mendes 680

Vem mais uma pauta-bomba aí.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Davi | Sábado, 18 de Janeiro de 2020, 19h45
    6
    1

    Aí tem coisa. Quem vai vender peixe no estado? Quem está por trás do governador?

  • Davi | Sábado, 18 de Janeiro de 2020, 19h44
    7
    1

    MM só trabalha para lobistas. Já tem uma empresa amiga para fornecer peixe no Estado a "convite" do MM.

NOVA GESTÃO NO TCE

Maluf define postos de comando

Por 18/01/2020, 11h:25 - Atualizado: 18/01/2020, 11h:51

Thiago Bergamasco

guilherme maluf 680

Empossado há um mês na presidência do TCE-MT, Guilherme Maluf definiu quase todos os mais de 30 cargos de secretários, diretores e outros postos de comando do órgão de controle externo de toda estrutura dos poderes públicos municipais e estadual.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Os Matogrossenses | Sábado, 18 de Janeiro de 2020, 15h38
    4
    0

    O QUE NÓS MATOGROSSENSES QUEREMOS DO ATUAL PRESIDENTE DO TCE GUILHERME MALUF É JUSTIÇA EM RELAÇÃO A CARGA HORÁRIA CONFORME A LEI, EXIGIR O CUMPRIMENTO DE 08 HORAS POR DIA DE TRABALHO DE TODOS OS SERVIDORES DESTE TCE, POIS OS SERVIDORES PÚBLICOS DESTE ÓRGÃO DEVERÃO SER EXEMPLOS PARA O ESTADO DE MT. DESEJAMOS UMA EXCELENTE GESTÃO PARA A MESA DIRETORA DO TRIBUNAL DE CONTAS.

CASAL MENDES

Caras diz que Mauro salvou esposa

Reprodução/Caras

mauro caras 680

Numa reportagem de três páginas, ilustrada com 10 fotografias e destaque de capa do casal Mendes, a revista Caras, que chegou hoje às bancas, diz que o governador Mauro Mendes, em 2014, salvou a vida da esposa Virgínia ao doar um rim a ela, que sofria de uma doença hereditária.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Elvis levino da Silva | Sábado, 18 de Janeiro de 2020, 09h40
    4
    1

    Dê glórias ao bom Deus por ter salvo a sua esposa. Agora, faça um favor pra todos os trabalhadores de Mato Grosso, salve-os das suas taxações e impostos fora da realidade.

  • ronaldo araujo | Sexta-Feira, 17 de Janeiro de 2020, 18h59
    12
    3

    A unica coisa que não entendi foi pq ele levou para São Paulo, ele foi prefeito de Cuiabá, deixou a saúde perfeita com upas, e dois pronto socorro.... Se nem ele acredita no trabalho dele como gestor imagina eu.

  • Vanessa | Sexta-Feira, 17 de Janeiro de 2020, 17h35
    8
    1

    Quase perdeu uma das mãos, agora um rim. É melhor ficar atento governador parece que tem alguém lá em cima insatisfeito com suas diabruras.

  • Lauro Cesar | Sexta-Feira, 17 de Janeiro de 2020, 15h45
    19
    2

    Eu aposto 1000 contra 1 que MM ainda tem os dois rins! me engana que eu gosto.

ELEIÇÃO SUPLEMENTAR

Pré-candidatos ao Senado entram em disputa por apoio de Bolsonaro

Por 17/01/2020, 10h:32 - Atualizado: 17/01/2020, 10h:38

Marcos Corrêa

jair bolsonaro 680

Pré-candidatos ao Senado, na inédita eleição suplementar marcada para 26 de abril, estão buscando, de alguma forma, apoio do presidente Bolsonaro. E quem o obtiver ganhará um forte cabo eleitoral.

Postar um novo comentário

Comentários (15)

  • Júlio | Sexta-Feira, 17 de Janeiro de 2020, 17h43
    5
    6

    Sou morador do Altos da Serra, voto Elizeu. O resto só vem aqui pedir voto, como esse Max que depois da eleição nunca mais vi. Esses Campos estão ricos enquanto VG está à mingua.

  • Maria | Sexta-Feira, 17 de Janeiro de 2020, 17h41
    2
    0

    Maria, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Dormeval | Sexta-Feira, 17 de Janeiro de 2020, 17h32
    3
    5

    Eduardo Bolsomim foi só o Júlio Campos dizer que seria candidato que os processos de homicídio contra ele começaram a andar na Justiça. Será porque? Sobre os candidatos, fico entre Medeiros e Elizeu Nascimento.

  • Vilson Peres | Sexta-Feira, 17 de Janeiro de 2020, 16h31
    10
    7

    ESCREVE AI O SENADOR DO BOLSONARO E MEU É ZE MEDEIROS E VAI SER DE GOLEADA NESTE julio campos .

  • Eduardo Bolsomim | Sexta-Feira, 17 de Janeiro de 2020, 16h24
    2
    11

    Só fofoca, e fake-news, pois na realidade Bolsonaro não vai apoiar ninguem na eleição para o Senado em MT, pois o proprio candidato do DEM é seu amigo e foi seu eleitor o Julio Campos, e tem o apoio do Presidente da Camara Rodrigo Maia,do Presidente do Senado Davi Alcolumbre, dos Senadores Jaime Campos e Wellington Fagundes, e dos Ministros do DEM: Onyx Lourenzoni (Casa Civil),Henrique Mandetta (Saúde),Tereza Cristina(Agricultura)e do seu primo Roberto Campos Neto, Presidente do Banco Central do Brasil. Julio eleito, Bolsonaro terá um Senador firme e competente, por isso esqueça, o Presidente JB é inteligente e não vai entrara numa briga dessa,onde ele só tem a perder.

  • Mike | Sexta-Feira, 17 de Janeiro de 2020, 15h53
    2
    9

    Se o Bolsonaro não apoiar o sargento Elizeu Nascimento vai pegar uma queda de braço com os militares de Mato Grosso, que sempre foram seus cabos eleitorais gratuitos desde o início em favor de oportunistas como esse Pivetta que sempre foi PDT (esquerda) e sempre apoiou o ex-Presidente condenado.

  • Lúcia | Sexta-Feira, 17 de Janeiro de 2020, 15h49
    2
    9

    Vão juntar todos esses caras pra perder pro deputado Elizeu, da mesma forma que todo agro perdeu pra juíza Selma Arruda.

  • Hugo | Sexta-Feira, 17 de Janeiro de 2020, 15h47
    2
    8

    Cadê o deputado Elizeu na matéria? Façam uma pesquisa pra ver, esse cara tem voto por causa da CPI da energisa, cota zero e sua luta contra a Reforma da Previdência no estado.

  • Patrícia | Sexta-Feira, 17 de Janeiro de 2020, 15h44
    2
    9

    Sou servidora pública voto Elizeu Nascimento. Chega do agro.

  • Túlio | Sexta-Feira, 17 de Janeiro de 2020, 15h13
    9
    6

    O deputado mais atuante é esse Elizeu, mas o Medeiros também tem bastante voto. Como os dois são amigos do Bolsonaro acho que vão entrar num acordo pra sair um dos dois.

MUNDO SOCIAL

Caras entra na intimidade do casal Mendes; destaca família e superação

Por 16/01/2020, 23h:27 - Atualizado: 16/01/2020, 23h:36

Reprodução/capa/Caras

caras mauro mendes 680

O governador Mauro Mendes é um dos destaques de Caras, revista dedicada ao noticiário de famosos e celebridades e que chega às bancas nesta sexta.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • JORGE LUIZ | Sexta-Feira, 17 de Janeiro de 2020, 12h21
    0
    0

    JORGE LUIZ, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Maykom | Quinta-Feira, 16 de Janeiro de 2020, 23h58
    3
    4

    Realmente é uma história de superação atual.

PAUSA PRA DESCANSO

Prefeito da Capital sai de "férias" por uma semana; vice não assume

Por 16/01/2020, 16h:34 - Atualizado: 16/01/2020, 16h:49

elvis emanuel emanuelzinho e marcia pinheiro 680

Prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro, a esposa Márcia e filhos Elvis e Emanuelzinho tiram "férias" de uma semana

O prefeito da Capital Emanuel Pinheiro (MDB) viaja nesta sexta com a família para sete dias de descanso no litoral brasileiro.

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • antonio da silva | Sexta-Feira, 17 de Janeiro de 2020, 11h51
    3
    0

    Está de férias com o paletó.

  • Frank Sabiá | Quinta-Feira, 16 de Janeiro de 2020, 20h06
    0
    6

    Toda Batalha exige um Guerreiro bem preparado. A Eleição de 2020 será mais pesada do que a de 2012. Uma Semana só é pouco tempo, mas um é que decide o que precisa para Recarregar a Bateria.

  • Ivan Deluqui | Quinta-Feira, 16 de Janeiro de 2020, 18h48
    8
    15

    Pode recarregar quantas baterias quiser, mas que vai levar uma surra nas urnas pode esperar, essa pesquisa feita foi pra alegrar o rei deposto e seus bobos da corte.

  • LUIS | Quinta-Feira, 16 de Janeiro de 2020, 18h31
    10
    1

    AOS DESAVISADOS UMA DICA. PARA QUE O VICE PREFEITO ASSUMA O CARGO É NECESSÁRIO QUE O AFASTAMENTO SUPERE 15 DIAS, OU QUE O MANDATÁRIO SE AUSENTE DO PAIS. NA HIPÓTESE VENTILADA NÃO HÁ PREVISÃO LEGAL DE ASSUNÇÃO DO VICE. PORTANTO, NÃO HÁ QUALQUER IMPEDIMENTO CRIADO PELO PREFEITO ELEITO. SÓ UMA QUESTÃO DE CUMPRIMENTO DA NORMA QUE DISCIPLINA OS AFASTAMENTOS.

  • octavio augusto regis de oliveira | Quinta-Feira, 16 de Janeiro de 2020, 17h51
    13
    6

    MERECIDO DESCANSO , POIS ESTE ANO VAI SER BEM AGITADO E ELEIÇAO DE SENADOR LOGO EM SEGUIDA PREFEITO , BOM DESCANSO PREFEITO

  • Luciano | Quinta-Feira, 16 de Janeiro de 2020, 17h06
    0
    1

    Luciano, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • junior | Quinta-Feira, 16 de Janeiro de 2020, 16h46
    12
    14

    ele pode proibir o vice em assumir ? é ditador esse paletó

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2477