EXPEDIÇÃO 300

Sexta-Feira, 15 de Novembro de 2019, 06h:53 | Atualizado: 16/11/2019, 11h:24

Cavaleiros do Pantanal guiam gado pelo rio e contam desafios da empreitada - veja

O nascer e pôr do sol tem guiado o caminho de geração após geração. Cavalgando nas zonas pantaneiras, tempos de cheia ou quando tudo está seco, ao conduzir o gado por um percurso difícil entre os horizontes e imensidão. 

José Medeiros

Homens atravessam o pantanal com boiada reunida

Homens atravessam Pantanal e rio Cuiabá com boiada reunida. Hábito é centenário na região e vem desde que bois eram trazidos de outras regiões do país

Quem conta as dificuldades desse trajeto é Luiz Arruda, o Luizinho, hoje com seus 53 anos, mas que sabe levar o gado desde os 12 anos, quando ainda ajudava seu pai que também se chamava Luiz e tratou de ensinar a filharada desde cedo. 

José Medeiros

Pantaneiros j� est�o acostumados com rotina, mas n�o negam que ela � sofrida

Pantaneiros estão acostumados com a rotina, mas não negam que ela é sofrida. Varam o dia tocando a boiada, montados em cavalos e descansam na noite

Lá se vão mais de 40 anos na lida e Luizinho lembra com saudosismo da época em que o Pantanal ainda não tinha tanta cerca, nem era cheio de donos. Ressalta que era muito mais fácil fazer a travessia do gado. Hoje em dia, entretanto, é preciso ter mais paciência. 

José Medeiros

Vista a�rea mostra animais reunidos e cercados por boiaderos

Vista aérea mostra animais reunidos e cercados por boiaderos que conduzem os animais de maneira segura e sem que eles se percam na mata ou aguaceiro

É um abre e fecha de porteira, conta o gado várias vezes ao dia, aparta, cerca e toca a bicharada que sai pelo aguaceiro cansada - ainda que acostumados pelos guias.

José Medeiros

Luiz aprendeu aos 12 anos a vida de travessia com o pai, ensinou filhos, e segue firme liderando

Luiz aprendeu aos 12 anos a vida de travessia com o pai, ensinou filhos, e segue na rotina

A cada travessia, que começa com o clarear do dia, após tomar um pó de guaraná ralado, são 6 cavaleiros com a missão de levar, em média, 200 animais. Esses homens são retratados na Expedição 300 - O rio das lontras brilhantes: da nascente à foz. "Hoje em dia não morre mais nenhum, antes acontecia", diz seo Luiz.

Ele que ensinou o ofício também para seus os filhos. E conta com a parceria de dona Juscineide, com quem é casado há 35 anos. É ela que a cada despedida aguarda ansiosamente o retorno do companheiro. A marcha dura três dias até levar o gado para um lugar seguro - e a travessia do rio Cuiabá demora entre 1h30 a 2h, dependendo do dia e do ânimo dos animais. O retorno é de barco, por isso é mais rápido. 

A rotina é sofrida. Para cada dia no relento, dormindo a onde a natureza ajuda em uma rede emprovisada, Luizinho ganha R$ 100. "Continuo porque gosto", justifica. A paisagem, com os anos, mudou. Ele conta que  rio está cada vez mai seco - os barrancos estão se desfazendo. O cavaleiro do Pantanal guarda as belas memórias na mente.

José Medeiros

Poesia est� entre cores aquareladas no c�u e vontade dos boiadeiros em trabalhar no meio do mato

Poesia está entre cores e aquareladas no céu e vontade dos boiadeiros em trabalhar no meio do mato - após longo trajeto, retornam para casa e recomeçam

Fica mesmo é a memória e o sol mudando de lado - entre o começo e fim do dia - que nem a família que atravessou a vida, não apenas dos animais, mas do pai e dos filhos, pra descrever com poesia as paisagens e a travessia dos animais.

José Medeiros

S�o tr�s dias de passagem e anoitecer depois de um dia longo d� espa�o para contar hist�rias

São três dias de passagem. No anoitecer, depois de um dia puxado, há espaço para contar histórias no acampamento. Prosas variam de lendas ao passado

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • MOSSUETO | Sexta-Feira, 29 de Novembro de 2019, 09h50
    0
    0

    O homem só não encontrou solução para a morte, quando garoto, conversava com o meu biso, vaqueiro no pantanal, e este relava historias das barbaridades que o felino provocava no gado, então, eram inimigos mortais e quando estes se entravam, um tinha que morrer, e isto me fez não querer conhecer o pantanal, e hoje, vejo que é possível ir conhece-lo a fundo em segurança e o mais incrível é que essa nova relação, é mais uma fonte de renda para todos os pantaneiros, sem nenhum prejuízo a natureza. O homem só não encontrou solução para a morte, quando garoto, conversava com o meu biso, vaqueiro no pantanal, e este relava historias das barbaridades que o felino provocava no gado, então, eram inimigos mortais e quando estes se entravam, um tinha que morrer, e isto me fez não querer conhecer o pantanal, e hoje, vejo que é possível ir conhece-lo a fundo em segurança e o mais incrível é que essa nova relação, é mais uma fonte de renda para todos os pantaneiros, sem nenhum prejuízo a natureza.

Matéria(s) relacionada(s):

Denúncia, psiquiatria e agora atestado

elizabeth 400 curtinha   Lotada como técnico-administrativo do RH do Hospital Metropolitano da Capital, Elizabete Maria de Almeida (foto), recorreu a um psiquiatra uma semana depois de registrar um BO e, sem apresentar provas, acusar o prefeito Emanuel de negociata, inclusive com dinheiro vivo para vereadores, com vistas a...

Título de Cidadã para senadora goiana

janaina riva 400 curtinha   A Assembleia fará sessão solene nestes últimos dias de 2019 para prestar homenagem a várias personalidades de diferentes segmentos e profissões. Uma das que serão condecoradas com o Título de Cidadã Mato-Grossense é a goiana Kátia Regina de Abreu,...

Francis sem os vereadores do partido

cesare 400 curtinha vereador caceres   A administração Francis Maris em Cáceres se tornou tão emblemática que perdeu apoio dos dois únicos vereadores do seu partido, o PSDB, na Câmara Municipal. Os tucanos Valdeniria Dutra e Claudio Henrique integram hoje o bloco de oposição ao prefeito,...

Gilberto prestigia sobrinho na Câmara

marcelo oliveira 400 curtinha   Depois de 11 meses sem pisar os pés na Câmara Municipal de Cuiabá, o vereador licenciado Gilberto Figueiredo, secretário estadual de Saúde e um dos pré-candidatos a prefeito do grupo do governador Mauro, apareceu neste sábado na sede do Legislativo, no ato que marcou a...

Suplente que terá 2 anos de mandato

adilton da levante 400 curtinha   Derrotado à reeleição em 2016, Adilson da Levante (foto) reassumiu cadeira de vereador pela Capital desde janeiro deste ano e deve prosseguir no cargo até o final do mandato, em dezembro de 2020. É que o titular Gilberto Figueiredo, que se elegeu pelo PSB e vai migrar para o DEM,...

PSDB veta Taques e vai priorizar Leitão

paulo borges 400 curtinha   O comando regional do PSDB não vai dar chance para Pedro Taques, caso este ensaie concorrer ao Senado com a provável suplementar, já no início de 2020 com a iminente cassação do mandato de Selma. Embora tenha dito que hoje se dedica à advocacia e à vida de professor...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.