EXPEDIÇÃO 300

Sexta-Feira, 14 de Fevereiro de 2020, 08h:22 | Atualizado: 14/02/2020, 08h:48

Cultura de Boi à Serra tem novas versões com descendentes engajados - veja fotos

Levanta a poeira vermelha quando, sem asfalto, a comunidade dança fantasiada em uma de suas festas mais tradicionais do ano. Trata-se de Boi-à-Serra, um movimento secular que toma uma nova roupagem a partir da ótica jovem herdada dos ancestrais.

José Medeiros

Comunidade espera ansiosa pelo carnaval, mas maratona já antecede muito antes a esse período

Comunidade espera ansiosa pelo carnaval, mas maratona já antecede muito antes a esse período. Tradição atravessa século e toma novas formas joviais

Os netos dos que um dia iniciaram com as cabeças de boi, todos cobertos de tecidos florais e muita animação, começam a sair pelas ruas um mês antes do carnaval. No entanto, a preparação de cada figurino se inicia muito antes. O “protagonista” da festança é o Boi.

José Medeiros

Cores e formatos se misturam as multidões que assistem o desfile pelas ruas

Cores e formatos se misturam as multidões que assistem o desfile pelas ruas. Cada dia mais as crianças tomam conta da farra e os mais velhos de casa

Ele cria forma aos poucos, com uma estrutura de madeira leve e flexível chamada de "melado de pomba" e, logo em seguida, cobre-se a estrutura com um tecido de "seca-poço", que é o que forma o corpo do boi. A cabeça do boi é feita da caveira do animal, seca, e pintada com uma tinta preta e nos olhos, dois botões.

José Medeiros

Crianças brincam enquanto tradição é mantida no Boi à Serra, mais velhos acompanham transformação da cultura

Crianças brincam enquanto tradição é mantida no Boi à Serra, mais velhos acompanham transformação da cultura, alguns são críticos e outros apoiadores

Para entender melhor este processo, quem fala com a reportagem é uma das personagens do projeto Expedição 300 - O Rio das Lontras Brilhantes, retratado pelo fotógrafo José Medeiros.

Ela é Ketili Raiane da Silva Pinto, 25 anos, moça que cresceu dançando siriri por Santo Antônio de Leverger. Ketili sabe que não é exclusividade de Santo Antônio a festividade, e que ela acontece também em Dom Aquino e na comunidade São Gonçalo Beira Rio. “Algumas adaptações foram feitas, musicalmente falando também. Antes eram mais instrumentos de siriri e cururu, hoje também usamos o surdo para acompanhar as trovoadas”, conta. 

José Medeiros

Desde os 6 anos, alguns pequenos se envolvem na rotina do Boi Estrela, um dos grupos do Boi à Serra

Desde os 6 anos, alguns pequenos se envolvem na rotina do Boi Estrela, um dos grupos do Boi à Serra. A cabeça do boi é feita da caveira do animal, seca

Cada dia mais as crianças tomam conta da farra, os mais velhos, cansados, acompanham da varanda de suas casas. A música tocada é o cururu com muita viola de cocho e ganzá, versando trovas sobre o boi e o público, que cai na brincadeira.

José Medeiros

Fantasias são montadas a partir de caveira de boi e estrutura de madeira

Fantasias são montadas a partir de caveira de boi e estrutura de madeira, entrevistada acredita que a cultura se transforma, não é fixa, não há forma errada

Ketili faz parte do grupo Boi Estrela que tem cerca de 60 pessoas envolvidas e com a faixa etária variante de seis a trinta anos de idade. “Há uma ressignificação e roupagem com essa geração que se interessa pela cultura do Boi-à-Serra, são jovens com a acesso a novos instrumentos, influencias espalhadas pelo mundo e com sede de continuar a cultura. Até porque ela não é fixa, ela se transforma. Por isso não existe forma errada de se fazer, o importante é que ela não morra”, finaliza.

A jovem também enfatiza a importância no turismo e movimentação econômica do Boi-à-Serra na cidade, todos os anos.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Gilberto Fraga | Sexta-Feira, 14 de Fevereiro de 2020, 19h16
    0
    0

    Parabéns, Carlinhos. Emocionante sentir a sua sensibilidade e expressão cultural. Um levergense, já em uma outra dimensão, deve estar bastante orgulhoso.

Vice e o uso político do Creci pró-Julio

claudecir 400 creci curtinha   O sindicato dos profissionais do Mercado Imobiliário de Mato Grosso, sob Juliano Lobato, em nota de repúdio, detona o atual vice-presidente do Creci-MT, Claudecir Contreiras (foto), para quem está fazendo uso político da entidade e beneficiando, de forma descarada, o...

Toninho e expectativa de retorno à AL

toninho 400 curtinha   Toninho de Souza, que no ano passado estreou como deputado, permanecendo no cargo por 46 dias, no lugar de Eduardo Botelho, vive expectativa de retornar à cadeira na Assembleia. Mas isso vai depender de uma decisão de Janaína Riva, que está no quarto mês de gravidez. Ela tem...

Parlamentar temido reassume em VG

caio cordeiro 400 curtinha   Com menos de 15 dias no cargo de vereador em Várzea Grande, o primeiro-suplente Caio Cordeiro (foto), do PRP, já terá de desocupar a vaga. Eis que está de volta, da prisão para retomar o assento de parlamentar, Jânio Calistro, que está no segundo mandato e responde...

Diversos cortes nas despesas da AL

eduardo botelho curtinha 400   Num período em que o Legislativo praticamente parou, assim como o Judiciário e órgãos vinculados aos Poderes, como TCE e MPE, o presidente da AL, deputado Eduardo Botelho (foto), tomou decisão correta ao cortar gastos enquanto perdurar a pandemia do coronavírus. Entre as...

Governador está tenso e preocupado

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro Mendes anda tenso e preocupado. Mesmo já tendo adotado uma série de medidas de prevenção, inclusive consideradas radicais, ele não dorme direito por causa das projeções nada otimistas de aumento nos próximos dias de casos de coronavírus em...

AL aprovará empréstimo de R$ 550 mi

A Assembleia aprovou, na convocação extraordinária desta sexta (27), dispensa de pauta para a mensagem do Executivo que pede autorização para contrair empréstimo de R$ 550 milhões junto à Caixa Econômica. O recurso será aplicado na construção de pontes de concreto em diversos municípios. Agora, a matéria entra na pauta e será aprovada pela maioria dos deputados na próxima segunda (30),...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.