Judiciário

Segunda-Feira, 30 de Novembro de 2020, 15h:04 | Atualizado: 30/11/2020, 18h:58

CRIMES SEXUAIS

Após 1 ano, jornalista é réu em ações de 3 das 10 mulheres que o denunciaram veja

Reprodução

Leonardo Heitor

O jornalista e ex-assessor parlamentar Leonardo Heitor afirma que um ano após ser acusado por 10 mulheres de estupro tentado, importunação sexual, ameaça e outros crimes, responde a procedimentos criminais movidos por 3 delas. As acusações feitas por outras 7 supostas vítimas foram arquivadas por falta de provas.  O posicionamento foi feito por nota na tarde desta segunda (30).

Em outubro de 2019, um grupo formado por 10 mulheres procurou a Delegacia da Mulher em Cuiabá e registrou Boletins de Ocorrência contra Leonardo. Em novembro, o jornalista acabou indiciado por estupro tentado, importunação sexual, ameaça, gravação não autorizada da intimidade sexual e descumprimento de medida protetiva de urgência.

Os inquéritos foram concluídos em novembro pela Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cuiabá. 

“Após 1 ano de tramitação do caso, informamos que das 10 “supostas vítimas”, atualmente, somente três delas possuem procedimentos criminais em andamento. Isso significa que houve “insucesso nas acusações” na margem de 70%, frente ao que foi idealizado pelo grupo, inicialmente”, garante ele.

Segundo a nota, no dia 18 de novembro deste ano a Juíza da 8ª Vara Criminal de Cuiabá, Maria Rosi de Meira Borba, acatou pedido do Ministério Público e arquivou dois processos criminais, fruto de outros dois inquéritos. Em ambos, Leonardo foi acusado de ter praticado o crime de Importunação Sexual (art. 215- A CP), através de trocas de mensagens por aplicativo de Whatsapp.

Conforme defesa de Leonardo, ao analisar o conteúdo das mensagens, o MP entendeu não haver provas da existência dos fatos e definiu pelo arquivamento dos referidos inquéritos policiais.

“Em sentença, a magistrada acatou o pedido nos seguintes moldes: “O conjunto probatório colhido no feito não conseguiu produzir um resultado satisfatório para embasar a propositura da ação ou mesmo dar início às investigações criminais, por consequência, determino, como requerido, o arquivamento do presente feito”.

Atualmente, o jornalista ainda responde por 3 procedimentos criminais que correm na 2ª Vara da Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher em Cuiabá, 6ª Vara Criminal de Cuiabá e a 3ª Vara Criminal de Cuiabá.

Entre os crimes estão ameaça, descumprimento de medida protetiva, tentativa de importunação Sexual e importunação sexual.

Após ser alvo de denúncia pelas 10 mulheres, Leonardo Heitor chegou a ser preso em novembro de 2019 após descumprir uma medida protetiva de urgência contra uma das vítimas que registraram boletins de ocorrência contra ele. O jornalista conseguiu um habeas corpus somente em fevereiro deste ano.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Abelardo Maciel | Segunda-Feira, 30 de Novembro de 2020, 15h24
    4
    3

    Resumindo, destruíram a vida do cara e ele tá sendo inocentado de tudo. Que absurdo vocês fizeram!

Desembargadores recebem 6 auxílios

maria helena povoas 400   O Tribunal de Justiça de MT, presidido pela desembargadora Maria Helena Póvoas (foto), paga uma série de direitos e vantagens que "engordam" substancialmente o subsídio de seus magistrados. O salário de desembargador é de R$ 35,4 mil. Entre os chamados penduricalhos pagos pelo...

Hospital cobra R$ 2,4 mi da prefeitura

luiz carlos pereira 400 tce   O Instituto de Saúde Santa Rosa recorreu ao TCE, na esperança de encontrar respaldo para receber R$ 2,4 milhões da secretaria de Saúde da Capital. Argumenta que a prefeitura, com quem mantém contrato desde 2019, está inadimplente, pois não teria pago integralmente os...

Definido novo presidente do Sanear

hermes avila 400   O prefeito Zé do Pátio nomeou à presidência do Serviço de Saneamento Ambiental de Rondonópolis (Sanear) o engenheiro Hermes Ávila de Castro (foto), que tende a se efetivar no cargo. Hermes ocupa a cadeira que, desde janeiro de 2017, pertencia à Terezinha Silva de Souza,...

Afilhado de Bezerra nomeado adjunto

clovis cardoso 400   O MDB, sob o cacique político Carlos Bezerra, "emplacou" mais um filiado histórico em cargo relevante na gestão Mauro Mendes. O advogado e ex-superintendente regional do Incra-MT, Clovis Figueiredo Cardoso (foto), foi indicado e já nomeado para o cargo de secretário-adjunto de Agricultura...

MPE suspende censo previdenciário

jose antonio borges 400 curtinha   O procurador-geral de Justiça, promotor José Antonio Borges (foto), suspendeu o censo previdenciário cadastral dos membros e servidores inativos e pensionistas do MPE. O recadastramento deveria ter iniciado no último dia 11 para ser concluído no final de fevereiro. Borges tomou...

Juca e os 7 secretários da Câmara

andre pozetti 400 curtinha   O presidente Juca do Guaraná definiu sete dos nove secretários que vão ajudá-lo a administrar a Câmara de Cuiabá. O secretário de Administração é Bolanger José de Almeida. O coronel PM da reserva Edson Leite conduz o Patrimônio e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.