Judiciário

Sexta-Feira, 19 de Outubro de 2018, 11h:59 | Atualizado: 19/10/2018, 12h:05

ELEIÇÕES 2014

STF tira sigilo de delação de Alan Malouf que expõe caixa 2 em benefício de Taques

Reprodução

Taques e Alan Malouf

Empresário Alan Ayoub Malouf é delator e revelou dados de esquema de arrecadação de verbas pró-Pedro Taques

O ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal (STF), retirou o sigilo do acordo de colaboração premiada do empresário Alan Ayoub Malouf. A decisão foi proferida na segunda (15). O acordo foi homologado em 19 de abril deste ano.

Conforme a decisão, o vice-procurador-geral da República Humberto Jacques de Medeiros, no exercício do cargo de Procurador-Geral da República, disse que o sigilo já havia sido violado, de modo que não mais se justifica a preservação do mesmo. O Ministério Público Federal se manifestou pelo não interesse na preservação do sigilo, apontando a publicização parcial ocorrida em agosto deste ano, quando o noticiário nacional revelou a existência do processo.

Alan pediu a determinação do cumprimento da pena em regime semiaberto após comprovação perante o juízo de já ter cumprido o período inicial em regime domiciliar fechado, nos termos avençados no acordo. A PGR se manifestou contra.

Na decisão, o ministro disse que o pedido deve ser dirigido ao juízo competente, pois na decisão de homologado o acordo foi destacado que os benefícios avaliados serão a ação penal do caso for julgada.

No requerimento de homologação do acordo, o MPF esclareceu que Alan revelou dados de esquema de arrecadação de verbas, captadas mediante a doação de empresários e a formação de chamado caixa dois, supostamente destinadas à campanha eleitoral do governador Pedro Taques (PSDB), então candidato ao governo em 2014.

Segundo asseverou, o retorno aos doadores consistiria na celebração de contratos, regulares ou não, com o Poder Público. De acordo com o empresário, ocorreu esquema de desvio de recursos públicos, por meio de fraudes a licitação, no âmbito da secretaria estadual de Educação, Esporte e Lazer (Seduc), durante a gestão do então secretário Permínio Pinto Filho, indicado pelo deputado federal Nilson Leitão (PSDB), suposto beneficiário do esquema ilícito.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Partidos com 2 ou mais pré ao Senado

margareth buzetti 400 curtinha   Dirigentes partidários estão passando apurado, nesta fase de pré-campanha, para conduzir o processo de escolha de candidatura ao Senado para a vaga de Selma Arruda, cassada por crimes eleitorais. Mesmo sabendo que as chances são remotíssimas de êxito nas urnas, alguns...

Muitos cuiabanos votam em Chapada

thelma de oliveira 400 curtinha   A ex-deputada federal Thelma de Oliveira (PSDB), que em 2016 transferiu o domicílio eleitoral de Cuiabá para Chapada dos Guimaráes, já está trabalhando nos bastidores o projeto de reeleição. E, agindo nos bastidores e de forma estratégica, ela conseguiu um...

Câmara cassará 4º eleito em 11 anos

ricardo saad 400   O emblemático e inconsequente Abílio Júnior (PSC) caminha para entrar para os anais da Câmara de Cuiabá como o quarto vereador a ter o mandato cassado nos últimos 11 anos. Parecer da Comissão de Ética, sob relatoria de Ricardo Saad (foto), é pela perda da cadeira...

Apto, ex-prefeito vai disputar Chapada

gilberto mello 400 curtinha   O ex-prefeito de Chapada dos Guimarães, Gilberto de Mello (foto), contesta registro no Curtinhas, citando que ele estaria inelegível por responder a alguns processos e ter amargado condenações pela Justiça - saiba mais aqui. Filiado ao PL e disposto a ir à...

PT-Cuiabá sugere disputa ao Senado

bob pt 400 curtinha   Em resolução do diretório de Cuiabá, aprovada nesta quinta após discussões ampliadas, o PT municipal, presidido por Bob Almeida (foto), decidiu recomendar à Executiva Estadual o projeto de candidatura própria ao Senado. O documento dispara críticas tanto ao Governo...

Prefeituras agora pagam 27% de TIP

neurilan fraga 400 curtinha   A reforma tributária do governo estadual, aprovada pelos deputados, incluiu 27% de taxa de iluminação pública. Antes eram isentos. Com a cobrança do tributo, a conta de energia das prefeituras vai às alturas. A fatura de Cuiabá vencida em 28 de dezembro, por exemplo, foi...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O governador Mauro Mendes acaba de encerrar o 1º dos quatro anos de mandato. Na sua opinião, como está indo a administração?

ótima

boa

regular

ruim

péssima

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.