COPA DO PANTANAL

Sexta-Feira, 30 de Maio de 2014, 08h:18 | Atualizado: 30/05/2014, 09h:05

Saneamento e saúde seriam legados, mas promessas não saíram do papel


Reportagem Especial

Patrícia Sanches

Obras do PAC em VG na época da Pacenas

Saneamento era uma das promessas da Copa, mas ainda não saiu do papel

A escolha de Cuiabá como uma das subsedes da Copa do Mundo, em maio de 2009, deu espaço para que o Poder Público aproveitasse o momento para prometer melhorias em diversos setores. O “salto” de desenvolvimento, diziam os gestores, não ficaria restrito às intervenções nas ruas e avenidas e à visibilidade turística, mas seria estendido também à saúde e ao saneamento básico. A 13 dias do mundial, porém, o cenário nas duas áreas ainda parece ser de calamidade.

Acontece que, também em 2009, apenas três meses após o anúncio de que a Capital de Mato Grosso seria uma das cidades a sediar o Mundial, a Polícia Federal deflagrou a Operação Pacenas, para apurar fraudes em licitações de obras de saneamento que seriam feitas com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) em Cuiabá e em Várzea Grande. Durante a apuração das suspeitas, ao analisar e-mails dos envolvidos e escutas telefônicas, os agentes descobriram verdadeiros manuais de como direcionar os certames. 

Nos diálogos gravados em 2008 teriam sido selados acordos financeiros com construtoras de outros estados para que não participassem das licitações, cujos vencedores já eram pré-definidos com autoridades e servidores públicos. À época, 11 servidores acabaram presos, além de políticos e empreiteiros. O inquérito foi arquivado em 2010 por conta de uma decisão do STF que considerou as escutas telefônicas irregulares. Em março de 2012, o ministro do STJ, Gilson Dipp, rejeitou recurso no qual o Ministério Público Federal (MPF) tentava reabrir as investigações.

A possibilidade de que a situação caótica gerada pela falta de saneamento básico em Cuiabá fosse dizimada ganhou novo fôlego quando o então prefeito Chico Galindo (PTB) autorizou a concessão do serviço à iniciativa privada. Em 2012, a CAB Cuiabá assumiu a responsabilidade com a previsão contratual de universalizar a água em três anos e o esgoto em 10. No entanto, segundo relatório final da CPI da CAB instaurada na Câmara Municipal, cerca de 300 km da rede de água atual terão que ser reformados ou trocados. Isso significa que a concessionária precisaria fazer 1 km novo de rede por dia até o fim deste ano. Além disso, a empresa também é campeã de reclamações no Procon.

Já em Várzea Grande as obras estão sendo retomadas apenas neste ano, na gestão Walace Guimarães (PMDB) que, depois de quase 4 anos, conseguiu recuperar os recursos junto ao governo federal.

Saúde

Davi Valle/Rdnews

novo_hospital_julio_muller_davi_valle.jpg

Obra do hospital Júlio Muller começou, mas não fica pronta para jogos mundiais

A Copa também ajudaria a saúde. Era o que garantia o governo do Estado, sob justificativa de que os olhos do governo Federal estavam voltados à Cuiabá devido ao evento esportivo. Com previsão contratual para ser entregue neste ano, o novo hospital Universitário Júlio Muller ficará pronto, conforme a secretária de Estado de Cidades, Márcia Vandoni, apenas em 2016. As obras começaram há dois anos e tinham um prazo de entrega de 720 dias. A construção da unidade de saúde criará 330 leitos e os atendimentos serão de alta complexidade. A intenção inicial era a de que eles estivessem disponíveis para a população na Copa, o que não acontecerá.

Atualmente, o cenário preocupa. Recente reportagem do Fantástico veiculada no último dia 25 mostrou um raio-x dos atendimentos feitos no Pronto Socorro municipal. A UTI da unidade, segundo a reportagem, opera sem médico e muda o horário dos óbitos para que os familiares dos pacientes não saibam que a morte ocorreu em momento que não havia responsáveis no plantão. “Pacientes que podiam ter saído vivos, mas saíram mortos”, disse um dos funcionários do PS ao programa, no intuito de revelar o caos na saúde da cidade-sede da Copa do Mundo.

Galeria de Fotos

Credito: Obras do PAC em VG na época da Pacenas
Credito: Obras do PAC em VG na época da Pacenas
Credito: Obras do PAC em VG na época da Pacenas
Credito: Obras do PAC em VG na época da Pacenas
Credito: Obras do PAC em Cuiabá na época da Pacenas
Credito: Obras do PAC em Cuiabá na época da Pacenas
Credito: Obras do PAC em Cuiabá na época da Pacenas
Credito:
Credito: CAB toca obras de saneamento em Cuiabá
Credito: PAC Cuiabá e VG
Credito: Davi Valle/Rdnews
Credito: Davi Valle/Rdnews
Credito: Davi Valle/Rdnews

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Temor e negociação com 3 partidos

wilson kero-kero 400 curtinha   Depois de ajudar na articulação para se filiar ao Podemos o colega vereador Dilemário Alencar, que estava "fritado" e sem espaço no Pros e procurou abrigo em outra legenda, Wilson Kero-Kero (foto) está agora com receio de migrar para o partido da senadora cassada Selma Arruda e do...

Agora no DEM e foco à saúde pública

gilberto figueiredo 400 curtinha   Gilberto Figueiredo (foto), vereador licenciado da Capital e secretário de Estado de Saúde, aproveitou a janela - data limite de filiação até sábado (4) para quem quiser ser candidato em outubro -, e ingressou no DEM. Agora, o partido do governador Mauro, até...

Contrato para tocar eventos do TCE

O presidente do Tribunal de Contas do Estado, conselheiro Guilherme Maluf, fechou um contrato anual com a Infortouch Agência e Comunicação, Eventos e Produtos Alimentícios, aproveitando ata de registro de preços  do Tribunal de Justiça de MT, com adesão-carona num processo de 2019. A empresa vai faturar R$ 376,9 mil para atender demandas do TCE em toda logística de eventos, envolvendo as etapas de planejamento,...

Ação de promotor e volta de restrições

Adalberto Ferreira   O promotor de Justiça Adalberto Ferreira garante que prefeito de Juscimeira Moisés dos Santos não havia editado nenhum decreto endurecendo as regras de restrições à pandemia do coronavírus antes do MPE propor ação na Justiça. Ao falar sobre nota publicada...

Oséas agora está nas mãos de Abílio

oseas machado 400 curtinha   Oséas Machado (foto) conseguiu derrubar Abílio Júnior, a quem denunciou por quebra de decoro parlamentar, e assumiu a cadeira deste na Câmara da Capital. Agora, o cassado se articula para dar o troco. O problema é que ambos estão no PSC. Oséas quer buscar a...

Decreto "anula" o MPE em Juscimeira

moises 400 juscimeira curtinha   Em Juscimeira, o promotor de Justiça Adalberto Ferreira recorreu à Justiça de forma desnecessária. Pleiteou e conseguiu uma liminar para suspender um decreto do prefeito Moisés dos Santos que, segundo a ação, havia reduzido as medidas de isolamento social, permitindo...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.