DESTROÇOS DE SUIÁ MISSU

Sexta-Feira, 18 de Abril de 2014, 07h:10 | Atualizado: 18/04/2014, 09h:06

A favor do diálogo

No próximo dia 28 de abril, a sociedade, produtores rurais e índios terão a oportunidade de participar de uma audiência pública na Assembleia para debater sobre a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 215. A Famato defende a PEC 215 por acreditar que cabe ao Congresso Nacional decidir sobre a criação e demarcação de terras indígenas no país. Não é mais admissível que decisões tão importantes, e que envolvam milhares de famílias, fiquem sob a responsabilidade de apenas um órgão: a Fundação Nacional do Índio (Funai).

Famato

Rui Prado

Presidente Rui Prado

Há pouco mais de um ano presenciamos a retirada de sete mil pessoas da gleba Suiá Missu, localizada entre os municípios de Alto da Boa vista, Bom Jesus do Araguaia e São Félix do Araguaia. Parte da região foi demarcada pela Funai como reserva indígena Marãiwatsédé. Atualmente, essas famílias estão, num ato de desespero, tentando retornar para a área. Muitas não têm para onde ir, outras estão morando na beira das rodovias e também há registros de mortes por depressão e suicídios.

Discordamos da forma como os processos de demarcação e desintrusão foram conduzidos. Como toda lei e determinação judicial, sabemos que elas devem ser respeitadas, mas é importante observar que se as famílias estão retornando às suas propriedades é por que, certamente, não encontraram um local digno para morar e o Estado está faltando com seu compromisso de prestar assistência aos desalojados.

Recebemos relatos, e estamos vendo na própria imprensa, que não há nem mesmo registro de índios morando na gleba Suiá Missu. Que Justiça é essa que tira o direito de quem estava produzindo, há mais de 40 anos, numa área adquirida por famílias que tiveram a anuência do Governo para investir na região?

Mato Grosso possui, até o momento, 55 terras indígenas já regularizadas, que correspondem a 18 mil hectares, e outras 23 em processo de demarcação pela Funai, conforme dados da fundação. É direito constitucional, plenamente justo, que os índios tenham terra. Mas a dúvida é se há necessidade de mais áreas indígenas, sendo que estes povos precisam de mais saúde, educação, saneamento básico, lazer e segurança.

A mesma audiência pública que iremos participar foi realizada no Pará, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Outras também devem ocorrer em Mato Grosso do Sul, Bahia e São Paulo sob a coordenação da Comissão Especial da Câmara dos Deputados, instalada em dezembro de 2013. Acredito que, com diálogo, chegaremos a um denominador comum: o bem estar de índios e não índios e a segurança jurídica que todos almejam. 

Rui Prado é produtor rural e presidente do Sistema Famato. E-mail: ruiprado@famato.org.br

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Sem alarde, vereador muda de partido

viniciys clovito curtinha   De última hora e sem alarde, o vereador pela Capital Vinicyus Hugueney (foto) resolveu deixar o PP e se filiou ao Solidariedade. Com isso, o PP não se torna o único com a maior bancada. Está com três vereadores, assim como o PV e o PSDB. No SD, Vinicyus vai concorrer internamente com...

Irmão de Thelma na lista dos traidores

ronaldo pimentel 400 curtinha   Na carta aberta assinada por Ricardo Saad, que preside o PSDB cuiabano, ele reclama de dívidas milionárias herdadas de antecessores, inclusive dos R$ 4 milhões de pendências somente do pleito de 2016, e menciona, entre outras coisas, que "(...) há correligionários, que estavam...

A bronca de Saad com Wilson Santos

ricardo saad curtinha 400   O vereador Ricardo Saad (foto), presidente do PSDB da Capital, resolveu disparar a metralhadora verbal contra colegas tucanos. Sobre o ex-prefeito e hoje deputado Wilson Santos, considera que este nada fez para ajudar o partido a se reestruturar, visando as eleições de outubro. Mesmo sendo vice-presidente...

Janela tira muitos políticos do calvário

gilberto figueiredo curtinhas   O fechamento da janela partidária, que encerrou-se no último sábado, dia 4, marcou o fim de um longo calvário aos partidos, que tiveram que suportar em seus quadros políticos que não estavam mais de “alma”, mas somente de “corpo”. Na Câmara...

Só 2 vereadores não vão à reeleição

felipe wellaton curtinha 400   Apenas dois entre os 25 parlamentares cuiabanos não vão buscar a reeleição. O licenciado Gilberto Figueiredo, que trocou o PSB pelo DEM, quer concorrer a prefeito, assim como Felipe Wellaton (foto), que até trocou de partido, saindo do PV e agora no Cidadania. Pretende disputar...

4 fora da reeleição em Rondonópolis

thiago muniz 400 curtinha   Dos 21 vereadores de Rondonópolis, somente quatro não vão à reeleição, sendo eles Thiago Muniz (foto), agora no DEM, Hélio Pichioni (PSD), Jailson do Pesque-Pague e Rodrigo da Zaeli (ambos do PSDB). Eles garantem se tratar de um caminho sem volta. Destes, dois tentam...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.