RETROSPECTIVA 2020

Quarta-Feira, 30 de Dezembro de 2020, 08h:30 | Atualizado: 30/12/2020, 14h:32

CRIMINALIDADE NÃO PARA

Caso Isabela, estupro no Paiaguás e mais crimes contra mulher marcam 2020 veja

selo_retrospectiva

Pandemia de coronavírus, que marcou 2020, não "silenciou" a violência e assassinatos em Mato Grosso. Nos 365 dias do ano, foram registrados crimes contra crianças, adolescentes, mulheres e ex-detentos. Isso fora as mortes em confrontos com a Rotam e Bope. Entre os casos de maior repercussão, em nível nacional e até internacional, está o assassinato da adolescente Isabela Ramos Guimarães, de 14 anos, morta por um tiro disparado pela amiga  B. de O. C., que na época tinha a mesma idade.

Foto reprodução Dayanne Dallicani

crimes violência retrospectiva

Estupro

O ano começou com uma denúncia forte, de uma adolescente fugindo do pai biológico que a manteve em cárcere e dopada para estuprá-la por seis dias. O caso veio à tona dia 27 de janeiro e aconteceu no condomínio Residencial Paiaguás, onde os envolvidos moravam. A vítima relatou que há uma semana estava sendo abusada sexualmente pelo pai e que os estupros chegavam a acontecer pelo menos cinco vezes ao dia, sem preservativo. O homem foi preso.

pai estuprador cela pres�dio

Assassinatos

A adolescente Ana Luiza Nunes, de 13 anos, de Sorriso (a 420 km de Cuiabá), foi assassinada a pauladas pelo "namorado", outro adolescente de 15 anos, após contar que estava grávida dele. O garoto tinha uma outra namorada. O corpo de Ana foi encontrado em um terreno baldio no bairro Jardim Itália.

Arquivo Pessoal

Anna Luiza Nunes do Carmo, de 13 anos

 

Em maio, o soldado Azevedo, da inteligência da 21ª Companhia Independentemente da Polícia Militar, foi baleado e morreu, após ser confundido com um bandido por policiais da Força Tática na noite do dia 28, no bairro Baú, em Cuiabá. Um vídeo mostrou toda a ação da Força Tática, quando matou o militar. Na época, o Comando Geral da Polícia Militar afastou, preliminarmente, os envolvidos no caso.

Em junho, a professora Keylane Costa Martins, de 25 anos, foi assassinada pelo ex-namorado Carlos Eduardo Cordeiro da Luz, 20, em Santa Carmem (a 493 km de Cuiabá). O corpo dela estava carbonizado dentro de um carro, destruído pelo fogo. Segundo dados da Polícia, Carlos já tinha histórico de violência doméstica e inclusive foi preso pelo crime em outubro de 2019. Perícia apontou que perto do rosto e do pescoço de Carlos haviam arranhões, o que pode significar uma tentativa de defesa da vítima. Após o crime, ele também se matou.

Reprodução

Isabele Ramos

Em julho, mais precisamente no dia 12, uma adolescente, de 14 anos, B. de O.C., usando a arma do pai do namorado atirou e matou, com um tiro na cabeça, a adolescente Isabeli Guimarães Ramos, de mesma idade. Após o disparo, a suspeita escondeu a arma.

O crime ocorreu na parte superior de uma mansão no Residencial Alphaville, na Capital. O pai da garota que disparou a arma é atirador esportivo e tem arsenal em casa. Os policiais do 3º Batalhão foram acionados, por volta das 22h34, para atender à ocorrência registrada como homicídio. No local, a vítima estava no banheiro já sem vida.

Em setembro a juíza Cristiane Padim da Silva, da 2ª Vara da Infância e da Juventude, recebeu a denúncia oferecida pelo Ministério Público Estadual (MPE) em relação à adolescente apontada como responsável pelo tiro que matou Isabele. Tornou-se ré por infração análoga a homicídio doloso. Em novembro foi determinada a apreensão da menor menor, contudo ela passou apenas uma noite no lar Menina Moça, pois o desembargador Rui Ramos Ribeiro acatou o habeas corpus da defesa da família dela, colocando-a novamente em liberdade. O processo continua sem pena.

Em julho um confronto entre o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e criminosos, na manhã do dia 29, deixou seis criminosos mortos em uma estrada vicinal do bairro Itamaraty, nos fundos do condomínio Belvedere II, em Cuiabá. Os criminosos estavam em dois carros, sendo um Fit Uno e um Toyota Corolla blindado, ambos alugados.

De acordo com o comandante do Bope, tenente-coronel Ronaldo Roque da Silva, o batalhão recebeu informações da inteligência sobre um bando fortemente armado. Ao chegarem ao local, os policiais foram recebidos a tiros. 

No confronto, todos os bandidos acabaram morrendo. Nos veículos foram encontradas seis armas, sendo quatro pistolas e dois revólveres. Quase sete dias depois, mas, desta vez, no Altos da Serra, mais dois suspeitos morreram. Um dos que morreram é Maycon Luiz Santana Carvalho, de 21 anos, o "Maiky Torto”. O segundo ainda não foi identificado. Moradores do bairro relataram intenso tiroteio na região e filmaram.

De acordo com informações do Bope, uma guarnição estava em rondas e flagraram um local de distribuição de drogas. Quando militares passaram pela rua dos Penitentes, foram recebidos com tiros.

Em outubro, um dos maiores traficantes da região do Pedregal, em Cuiabá, foi executado no fim da manhã do dia 23, no bairro Renascer, na Capital, após ser fechado no trânsito. Trata-se de Edson Gonçalves de Jesus, de 46 anos, o “Disson”. Policiais do 3º Batalhão da Polícia Militar confirmaram a morte do traficante. O bandido era um velho conhecido da polícia. Em 2012 foi preso por porte ilegal de arma de fogo e acusado de tentativa de suborno contra policiais militares da Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam). 

Ainda em outubro, Jaciara foi palco de uma tentativa de chacina. Trocas de tiros deixaram 2 mortos e 5 feridos na noite do dia 23. Greidson Dias de Souza, de 36 anos, conhecido como Patolino ou Greicinho, foi morto, na noite do dia 23, junto com a namorada, Janaina Camila Pereira Sanches, 30. 

Greidson é considerado um bandido de alta periculosidade e parou os arredores da cidade. Já havia sido preso várias vezes pela Polícia Civil entre 2009 e 2018. Era ra condenado por homicídio qualificado, porte ilegal de arma de fogo, tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Em novembro a Justiça determinou a exumação no corpo de Edson Emanoel, avô paterno da Mirella Poliane Chue de Oliveira, morta envenenada em junho do ano passado. A suspeita é que o idoso também tenha sido morto pela madrasta Jaira Gonçalves Arruda, de 42, ré acusada de matar a menina. 

Os avôs paternos é quem detinham a guarda de Mirella. Em 2017, a esposa de Edson morreu. No ano seguinte, foi à vez dele, por problema grave e súbito de saúde. Após a morte do casal, a menina foi ficar com o pai e Jaira. Entre abril e junho de 2019, a madrasta ministrou veneno na comida da menina.

Também em 2019, após 10 anos, Mirella ganhou uma indenização de R$ 800 mil pela morte da mãe, durante o parto.

Ainda em novembro pelo menos três homens encapuzados executaram com quatro tiros na cabeça Acrides Marcelo Gomes, o "Menino Mau". Na época o apurou que Menino Mau era um dos 20 nomes para serem mortos a mando do Comando Vermelho. Considerado um dos criminosos mais cruéis com registro na história jurídica de Mato Grosso, era conhecido por ter ordenado a chacina mais cruel da Capital.

menino mau

Conforme a Polícia Militar, o crime ocorreu por volta das 20h na rua Linhares 322. Ele foi encontrado morto dentro do banheiro da casa do final da rua.

No mesmo mês o empresário e produtor rural Adir Enar de Vlieger, de 64 anos, dono do balneário Thermas Cachoeira da Fumaça, em Jaciara (a 214 km de Cuiabá), foi executado por dois bandidos de jaquetas pretas em uma moto Honda XRE 300 preta que seguiram o empresário até o bairro Clementina. Quando a vítima parou a S10 branca, dispararam de três a quatro tiros e fugiram. Adir foi morto com três tiros.

Em dezembro a policial penal, F.S.S, de 34 anos, matou o marido a tiros na noite do dia 19, no bairro Jardim Florianópolis, em Cuiabá.  A suspeita se entregou à polícia após o crime e alegou que matou em legítima defesa após se alvo de agressão juntamente com seu filho, de 13 anos, por parte da vítima identificada como Anaxesandro de Castro Leite, de 47 anos. Ele foi morto com 6 tiros.

Crimes contra mulher

Um caso de violência contra mulher, que repercutiu muito, envolve o advogado Cleverson Campos Contó, de Cuiabá.  Em setembro, uma das mulheres que se colocam como vítimas dele, entrou com representação criminal no Ministério Público Estadual (MPE). No documento, acusou o advogado de ameaça, violência psicológica, lesão corporal e estupro marital, tudo agravado em razão do ambiente doméstico e da relação íntima entre vítima e ofensor. Ao todo, 10 vítimas o acusaram de crimes violentos.

CONT� E MARIANA

O advogado reagiu e, através da defesa, alegou “linchamento moral”. Defendeu-se das acusações, dizendo não haver provas suficientes para condená-lo e que uma dívida teria motivado as denúncias. Protocolou representação criminal contra as vítimas por extorsão e denunciação caluniosa junto ao MP. O caso ainda está em andamento.

Em agosto, a vida do padre Ramiro José Perotto, de Carlinda (a 724 km de Cuiabá), se complicou. Foi quando ele fez um comentário na rede que repercutiu muito mal, inclusive nacionalmente. Disse que a garota de 10 anos que  fez um aborto legal, após ter sido estuprada pelo tio, no Espírito Santo, compactuou com o crime.

Dayanne Dallicani/Rdnews

Padre Ramiro Jos� Perotto

 

Depois da celeuma que causou, pediu perdão, fez o mea culpa publicamente e a justiça mandou que não fizesse mais referências a respeito de crianças e adolescentes fomentando discriminação, abuso ou que as coloquem como culpadas ou contribuintes para crimes contra a liberdade sexual.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

EP na batalha por vacinas e insumos

emanuel pinheiro 400 O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (foto) entrega nesta segunda (8) PL para a aquisição de vacinas para combate à Covid-19, medicamentos, insumos e equipamentos. O documento foi elaborado pela Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) e será votado na Câmara. Esse é mais um movimento...

Fúrio volta à carga contra secretário

celio furio 400 curtinha Depois de se enganar ao abrir investigação contra o secretário de Saúde Gilberto Figueiredo e ter de pedir desculpas, o promotor Célio Fúrio (foto) voltou à carga. Fúrio entrou na Justiça para que Gilberto seja condenado à perda da função...

TJ e posse em cartórios após 7 anos

maria helena _ curtinha O Tribunal de Justiça, sob Maria Helena (foto), marcou para 31 de março a posse coletiva dos aprovados no concurso para os cartórios extrajudiciais de Mato Grosso. O certame vem se arrastando desde 2013 e foi interrompido diversas vezes por causa de recursos judiciais de concorrentes inconformados com os...

Setores vivem tensão e são castigados

Gilberto Figueiredo Artigo O governo acerta ao estender o horários de funcionamento dos supermercados. Afinal, desde que o decreto entrou em vigor, as filas se multiplicaram pela Capital, aumentando o risco de transmissão do novo coronavírus. Há a expectativa de que novas medidas possam ser tomadas diante do evidente colapso da...

Limpeza e obras no entorno da Arena 

Beto 2x1 400 curtinha   Apesar da Arena Pantanal ser um cartão postal do Estado, o entorno do estádio vive situação crítica com lixo nas ruas, episódios de esgoto à céu aberto e matagal. O secretário estadual de Esporte e Cultura, Beto 2 a 1 (foto), em visita ao Rdnews, assegura que os...

VI de R$ 18 mil garantida na Câmara

juca 400 curtinha A verba indenizatória de R$ 18 mil para os vereadores da Câmara de Cuiabá está garantida, pelo menos por enquanto. Depois de diversas ações judiciais, derrubando a alta indenização por gastos do mandato, os vereadores implantaram o benefício novamente em dezembro. O...