RETROSPECTIVA 2020

Quinta-Feira, 31 de Dezembro de 2020, 08h:50 | Atualizado: 31/12/2020, 09h:42

Retrospectiva

Reeleição de Botelho, embates sobre Previdência e ajuda a professores marcam AL

selo_retrospectiva

Mesmo terminando o ano de 2020 com uma queda de braço com o governo Mauro Mendes (DEM) sobre o confisco de 14% aos aposentados, a relação da Assembleia com o Executivo pode ser considerada harmônica. Foram aprovadas as principais pautas do governo como a Reforma da Previdência, além de priorizadas as ações de saúde devido à crise pela Covid-19. 

Os deputados tiveram que frear a pauta da previdência quando, em abril, se alastraram as infecções pelo novo coronavírus ao todo o Estado. O próprio presidente da AL Eduardo Botelho (DEM) chegou a ir a São Paulo em estado considerado grave em decorrência da doença. Além dele, vários outros deputados tiveram Covid ao longo do ano e a maioria das sessões foi remota. Botelho ainda foi reeleito presidente para o biênio (2021/2023), com o apoio de 22 dos 24 deputados.

Helder Faria

Reforma da previd�ncia

Quanto à saúde, os deputados foram ágeis em dar andamento aos pedidos do governador que decretou emergência, diante da maior crise sanitária do século, e foram aprovados recursos para abertura de vagas em hospitais no interior e na Capital. A lotação chegou a quase 100% de UTIS em cidades polo como Sinop, Rondonópolis e Cáceres.

Em agosto, com 16 votos favoráveis e 8 contrários, a Assembleia aprovou a Reforma que aumentou a idade mínima para aposentadoria voluntária de 55 para 62 para as mulheres e de 60 para 65 para os homens. Outro ponto polêmico foi a alíquota que subiu de 11% para 14% e atingiu servidores que recebem acima de R$ 3 mil.

O assunto foi pauta de uma crise com o governo que se recusou a negociar alterações na cobrança diante do Projeto de Lei Complementar nº 36 é de autoria de Lúdio Cabral (PT). Aprovada por unanimidade pela AL, a proposta institui isenção para quem recebe até o teto do INSS que é de R$ 6,1 mil. Mesmo assim, Mauro avisou que vai vetar.

Fablício Rodrigues/ALMT

Governador Mauro Mendes e presidente da Assembleia deputado Eduardo Botelho

A relação também ficou estremecida durante a pandemia quando mais de 6 mil profissionais de educação ficaram desamparados com a suspensão dos contratos e a paralisação das aulas presenciais. A Assembleia chegou a aprovar um auxílio de R$ 1 mil, mas o governo alegou não ter segurança jurídica para cumprir e vetou.

E, mesmo com o veto derrubado, Mauro não pagou o auxílio e anunciou que contraria parte dos profissionais na retomada das aulas, o que só ocorreu agosto. Sem renda, os profissionais também não poderiam receber a ajuda do governo federal, de R$ 600, pois o último vínculo de trabalho foi com o estado.

Por outro lado, deputados atenderam a um pedido do governor e aprovaram uma PEC que reduz de R$ 100 milhões para R$ 88 milhões o valor das emendas parlamentares. Após longa reunião do colégio de líderes, a proposta inicial pulou de R$ 70 milhões para R$ 88 milhões.

Meses antes dos incêndios florestais que atingiram os três biomas que compõem o Estado, Amazônia, Cerrado e Pantanal, tramitou na AL pautas polêmicas para o meio ambiente. Foi o caso do PL 17/2020 de iniciativa do governo que buscava permitir a validação de Cadastro Ambiental Rural (CAR) em áreas parcialmente e inteiramente sobrepostas às 27 áreas indígenas delimitadas, declaradas ou em estudo pela Fundação Nacional do Índio (Funai). Após ganhar repercussão nacional sobre o assunto e pedidos do Ministério Público Federal (MPF), AL recuou.

Em 2020, pela primeira vez na história da Assembleia, em 185 anos, uma parlamentar usufruiu do direito à licença maternidade. A deputada estadual Janaína Riva (MDB) ficou apenas três meses afastada e retornou às atividades durante a campanha eleitoral. Mas, não foi harmônica a situação. Antes de sair, ela enfrentou outra polêmica pela aprovação de uma PEC que antecipou a eleição da Mesa Diretora da AL para que ela pudesse participar sem prejuízo do período em que teria bebê. Ela foi reconduzida ao cargo de vice-presidente.

Na última sessão do ano, em 16 de dezembro, passou em primeira votação a Lei Orçamentária Anual (LOA) com 260 emendas aprovadas. Deputados destacaram que no próximo ano, um fato quase inédito, não terá déficit no Estado e que ao menos R$ 2 bilhões serão aplicados em investimentos com recursos próprios. A LOA vai para segunda votação na primeira semana de janeiro.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Investimentos em segurança pública

alexandre bustamante 400   Alexandre Bustamante (foto), secretário estadual de Segurança Pública, é enfático ao afirmar que o Estado tem investido em equipamentos e infraestrutura para combater a criminalidade. Segundo ele, a maior prova disso são os projetos que integram o programa MT Mais. Ao todo, devem...

Folha antecipada em Várzea Grande

kalil baracat 400 curtinha   Com o privilégio de ter assumido a prefeitura em janeiro com superávit de R$ 74 milhões da antecessora Lucimar Campos, o prefeito várzea-grandense Kalil Baracat (foto) quitou a folha de fevereiro na última quinta (25), três dias antes da virada do mês. São cerca de...

Grupo de risco em casa até 31 de maio

Em novo decreto, dentro das medidas emergenciais e temporárias de prevenção ao Covid-19, o prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro determinou que servidores municipais que integram o chamado grupo de risco não devem trabalhar presencialmente nas secretarias e/ou órgãos da administração. São considerados desse grupo servidores acima de 60 anos, imunodeprimidos e/ou portadores de doenças crônicas e servidoras grávidas e...

Beco do Candeeiro só abrirá em abril

Carlina 400   A secretária municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Carlina Jacob (foto), em visita ao Grupo Rdnews, revelou que a revitalização do Beco do  Candeeiro, que foi concluída em janeiro, será entregue à população em abril, nas comemorações dos 302 anos de...

Águas, expansão e investimentos

william figueiredo 400 aguas cuiaba curtinha   O diretor-geral da Águas Cuiabá, executivo William Figuereido (foto), disse, em visita à sede do Rdnews, quando aproveitou para conceder entrevista à tv web Rdtv, que a concessionária já distribui água para toda Cuiabá e que, em quase quatro anos...

Creci combate empresas irregulares

benedito odario 400 curtinha   O presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado, Benedito Odário (foto), aproveitou a operação desenvolvida na quinta, com apoio da Polícia Civil e da Decon, para enfatizar que não dará trégua àquelas empresas que, irregularmente,...