Executivo

Sexta-Feira, 11 de Janeiro de 2019, 08h:56 | Atualizado: 11/01/2019, 14h:26

REDUÇÃO DE GASTOS

Extinção de empresas proposta por Mauro terá programa de demissões voluntárias

Rodinei Crescêncio

Mauro Mendes e Mauro Carvalho

Mauro Mendes em coletiva na AL, quando detalhou o pacote de mesagens enviado aos deputados; ao fundo, chefe da Casa Civil Mauro Carvalho

No pacote de medidas apresentado pelo governador Mauro Mendes (DEM), na manhã de ontem (10) à Assembleia, consta mensagem que prevê a redução do número de secretarias, como já anunciado pelo Governo, baixando de 24 para 15 o número de pastas. A expectativa é criar um programa de demissão voluntária para as empresas que serão extintas.

Também na proposta de reforma administrativa, Mauro pretende estabelecer um prazo para extinguir ou dar outras finalidades a seis empresas públicas, entre as quais a Companhia Mato-grossense de Mineração (Metamat), Companhia Mato-grossense de Gás (MT Gás), Desenvolve MT, Central de Abastecimento do Estado de Mato Grosso (Ceasa), Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI) e Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer).

A Agência de Desenvolvimento Metropolitano da Região do Vale do Rio Cuiabá (AGEM/VRC), autarquia criada em 2009, também será extinta e suas atribuições incorporadas a autarquia MT Participações e Projetos S.A, o MT-PAR. O mesmo deverá acontecer com os serviços prestados pelas empresas que serão extintas, e que deverão ser incorporados a pastas já existentes.

Mauro justifica que se não forem tomadas essas medidas o Estado entrará em colapso, razão pela qual defende estabelecer critérios para o pagamento da RGA e a criação da Lei de Responsabilidade Fiscal Estadual (LRFE), além de aumento na alíquota do Fethab e outras medidas emergenciais para administração pública.

O governo ainda não apresentou um estudo de quanto conseguirá economizar com o pacote de medidas apresentado à Assembleia, mas garante que são atitudes necessárias para tentar reencontrar o equilíbrio financeiro do Estado e evitar que o Estado entre em colapso.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Raul | Sexta-Feira, 11 de Janeiro de 2019, 21h40
    4
    0

    Ele simplesmente vai piorar ainda mais a situação do governo, desde qdo extinguir gera economia, isso funcionou na BIMETAL? E olha que ele não pagava impostos Hem

  • SEBASTIAO CANUTO | Sexta-Feira, 11 de Janeiro de 2019, 18h18
    8
    1

    Calma Maurinho!!! Conheça o Estado primeiro.... vc disse que não sabia como estava o Estado. Agora diz que ja conhece o suficiente para poder querer extinguir empresas púbicas. A coisa e mais embaixo... Quem vai assumir as funcções sociais dessas empresas? Quem vai apoiar o pequeno produtor que produz o alface e a cebolinha, cenoura, batata, beterraba, que temos que importar fora do Estado? Quem vaia assumir os sistemas públicos de TI que fazem as engrenagens do Estado rodar, que hoje esta a cargo da empresa MTI? E os dados sigilosos? Enfim precisa-se estudar tudo isso antes de simplesmente extinguir....Quando os governadores Jayme, Dante fizeram reformas estruturais no Estado, fizeram em seu segundo ano de governo, quando conheciam as potencialidades e fraquezas de cada órgão. Ainda é muito cedo para se pensar em simplesmente extinguir.... Veja essa questão da locação de veiculos, quando da proposta inicial falaram que traria economicidade ao Esatdo, ante a frota propria, hoje, estamos nas mãos das empresas de locação de veiculos, saude, segurança e todos os órgãos que precisam de veiculos...

Vereadores de ROO e trocas de siglas

fabio cardozo 400 curtinha   Em Rondonópolis, praticamente a metade dos vereadores está aproveitando a janela, que se encerra neste sábado, para mudar de partido, e já com as atenções voltadas à reeleição. E, com a dança das cadeiras, o Solidariedade do prefeito Zé do...

Podemos absorve a turma do barulho

O Podemos conseguiu juntar no seu diretório em Cuiabá a turma do barulho. Dela fazem parte dois com mandatos cassados, Abílio Júnior, que perdeu a cadeira de vereador por quebra de decoro, e a senadora Selma Arruda, cassada por caixa 2 e abuso de poder econômico, mas que ainda continua no cargo. Selma impôs condições para seguir no partido. Chegou a negociar ida para o PSC. E ganhou a presidência municipal do Pode, forçando o...

Secretário, furtos e a incompetência

rodrigo metello 400 curtinha   O secretário de Transporte e Trânsito de Rondonópolis, Rodrigo Metello (foto), filiado ao MDB e pré-candidato a vereador, corre risco de ser acionado na Justiça por centenas de pessoas que tiveram motocicletas apreendidas e que depois acabaram furtadas do Pátio Rondon. O local...

Vereador na base e críticas a Leonardo

leonardo 400 curtinha   Chico 2000, vereador pela Capital, assegura que não procede a informação de que o seu Partido Liberal irá romper com o prefeito Emanuel, não o apoiando à reeleição. Segundo ele, foi Leonardo Oliveira (foto), que participou na quarta de uma reunião do...

Embates sobre a cadeira da discórdia

selma arruda curtinha 400   A cadeira da senadora Selma Arruda (foto), que está cassada há um ano mas, mesmo assim, continua no cargo, vem dividindo opinião de vários líderes políticos, uns torcendo logo para a Mesa do Senado decretar a vacância para Carlos Fávaro assumir a vaga, outros...

PL avisa Chico que não apoiará EP

chico 2000 curtinha   O vereador Chico 2000 (foto), único do PL na Câmara de Cuiabá e governista de carteirinha, se mostrou  desconfortável politicamente quando foi informado nesta quinta que a legenda liberal não vai apoiar a reeleição do prefeito Emanuel, do MDB. O partido é comandado no...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.