Esporte e Lazer

Sexta-Feira, 17 de Novembro de 2017, 08h:05 | Atualizado: 18/11/2017, 09h:02

Notável corredor, Major PM Hernandes vai à Ultra Trail Vulcano de 102 km conheça

Major da Polícia Militar de Mato Grosso, Hernandes Magalhães tem 35 anos e conseguiu uma trajetória notável como corredor. Pouco mais de um ano após começar a correr com acompanhamento profissional, ele já correu uma maratona (são 42 quilômetros de percurso) e se prepara para participar de uma ultramaratona, prova de nada menos que 102 quilômetros.

Arquivo pessoal

Major Hernandes Maratonista

Major Hernandes não corre mais só no asfalto

Ele contou ao que sempre praticou atividade física. Sempre jogou futebol quando criança e na adolescência passou a correr sem muitos objetivos, como o próprio descreve, a não ser o de sentir-se praticando alguma atividade física.

Já adulto, entrou na carreira militar exatamente porque era a possibilidade de conciliar aptidões pessoais com o horizonte profissional. Seguiu a vida na corporação fazendo exercícios físicos regulares, como exige a carreira, mas só decidiu mesmo levar a coisa mais a sério em 2016.

“Fui evoluindo em corridas de rua, asfalto. Participei de algumas provas do Ultramacho. Foi quando eu me empolguei e me interessei mais por provas fora do asfalto. Desde então comecei a treinar especificamente para isso”, explica, por telefone. Até então, a distância máxima percorrida por ele chegava aos 14 quilômetros.

“Mas foi tudo muito rápido, em 2016 já fiz a primeira meia-maratona a ToroAre”. No mesmo ano, correu Maratona de São Paulo (42.195 metros). “Não parei mais, no final do ano corri minha primeira ultramaratona de 50 quilômetros”.

Assim, treinos agora seguem uma planilha. Fez a primeira prova de 21 quilômetros no ano passado, em seguida correu uma prova de 42 quilômetros e, para finalizar, fez sua primeira ultramaratona, uma prova de 50 quilômetros. Ultras são as corridas com percurso acima de 42 quilômetros. Aprendeu que a preparação para grandes percursos não é só física.

E cita o episódio pelo qual passou por um acidente que custou-lhe o primeiro lugar na ultramaratona de Santa Catarina (de 80 quilômetros). Exausto mas focado, liderava a prova, realizada à noite. Um obstáculo porém, foi interposto em seu caminho. Calculou mal a altura de uma pedra, abaixou-se pouco e acabou atingido na cabeça. Um corte foi aberto na hora. Pronto para a intempérie, utilizou o kit de primeiros socorros e fez um curativo. Levantou-se e seguiu.

Arquivo pessoal

Major Hernandes Maratonista

Desafios noturnos dentro das ultramaratonas são algo constante na nova vida do major

Conseguiu a terceira colocação após um tempo total de dez horas e meia correndo. O major atribui esse tipo de desempenho ao extenuar-se em treinamentos e preparação.

“Não é da noite do pro dia que se ganha esse condicionamento, é uma evolução constante”, revela. Conta também o fato de sempre ter alguma atividade esportiva envolvida na vida dele.

A próxima prova, a Ultra Trail Vulcano, no Chile, é longa, mas, considera, talvez seja mais mental do que física, porque às vezes se ver no meio do nada, sozinho e numa briga quilômetro por quilômetro. Além disso, passa a noite e a madrugada inteira correndo. Daí pra começar a se perguntar o porquê de estar ali é um pulo. “Mas faço por gosto e nada há que seja tão ruim que não consiga concluir”.

Arquivo pessoal

Major Hernandes Maratonista

Luta agora é para tudo dar certo no Chile

Porém, lição aprendida, já sabe que não dá para prever absolutamente tudo o que vai acontecer e que o treinamento é, acima de tudo, para minimizar, não extinguir, os riscos. Ele sabe muito bem que alguma coisa pode acontecer, como aconteceu no pequeno incidente em Santa Catarina.

Confia, outrossim, no trabalho de preparação realizado por meses. A largada será no dia 8 de dezembro, uma vez mais à noite, sem intervalo nenhum e em outro país.

O percurso desta vez também será ainda mais duro: um percurso de 102 quilômetros.

Sem dúvida irá ajudá-lo o velho adágio militar - “quem muito sua no campo de treinamento, pouco sangra no campo de batalha”.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Cristiano | Sexta-Feira, 17 de Novembro de 2017, 09h46
    5
    0

    Parabéns..... correr, realmente, é tudo de bom... trás alívio para o corpo, descanso pra alma.... também descobri a cerca de um ano o quão bom é esta atividade.... mais uma vez, parabéns!!

Matéria(s) relacionada(s):

Oposição tenta vencer pelo cansaço

L�dio Cabral curtinha   A oposição formada pelos deputados Lúdio Cabral (foto), Valdir Barranco - ambos do PT - e Wilson Santos (PT), que decidiu obstruir a pauta da Assembleia enquanto o Executivo não apresentar uma prosposta aos trabalhadores da educação, tentam vencer o presidente...

Boicote à audiência sobre Fethab Milho

Conduzida pelo deputado Ulysses Moraes, a audiência pública na Assembleia para debater a questão do Fethab Milho e a possibilidade de exclui-lo da taxação não aconteceu conforme o planejado por causa de boicote dentro da própria AL. A TV Assembleia, que costuma transmitir ao vivo esse tipo de debate, não o fez. Alegou que uma peça de transmissão estragou. De última hora, mudaram a sessão de local, de um...

UFMT e incompetência administrativa

myrian ufmt curtinha   A considerar as explicações do ministro da Educação Abraham Weintraub sobre corte de energia elétrica da UFMT, a reitora Myrian Serra demonstrou incompetência administrativa em todo processo. São seis faturas em atraso, quatro do exercício de 2018 e duas deste ano. A...

Judiciário destina R$ 3 mi para Bope

carlos alberto 190 curtinha tj   O Poder Judiciário, sob Carlos Alberto (foto), autorizou a remessa de R$ 3,1 milhões para a secretaria de Segurança. Os recursos, arrecadados em ações da 7ª Vara Criminal, vão ser usados na compra fuzis, rifles de alta precisão, submetralhadoras, coletes...

Alerta e preocupação sobre a greve

janaina riva curtinha   Janaína Riva disse nesta 2ª à noite, em sabatina no Emparedado, programa exibido ao vivo pela TV Gazeta Canal 19.1, em Cuiabá, que, numa reunião junto com o colega petista Valdir Barranco e dirigentes do Sintep, perguntou aos sindicalistas que seria mesmo o momento de deflagrar greve na...

Peça de teatro nas escolas cuiabanas

alex vieira curtinha   A Associação Cultural Cena Onze vai faturar neste ano R$ 177 mil da Prefeitura de Cuiabá, após vencer processo licitatório, com o projeto de peças de teatro. Fará apresentação em 30 escolas da rede pública municipal. Em cada espetáculo, está...

ENQUETE

Profissionais da Educação estão em greve há mais de um mês. O que você acha disso?

estão corretos. Devem continuar

discordo. Deveriam voltar às aulas

pra mim, não faz diferença

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.