Esporte e Lazer

Sábado, 24 de Agosto de 2019, 11h:22 | Atualizado: 24/08/2019, 11h:28

Área 65

Apaixonados por velocidade, motoristas disputam arrancadas em MT - veja vídeo

Arquivo pessoal

Disputas s�o esportivas, mas nos eventos nacionais valem premia�es em dinheiro

Disputas são esportivas, mas nos eventos nacionais valem premiações em dinheiro. Área 65 representa MT na pista

Loucos por velocidade, mas dentro da lei. Por mais paradoxo que isso pareça, não é. Acontece que em Mato Grosso, há algum tempo, motoristas aderiram a grupo, que tem alcance nacional, destinado a quem gosta de disputar com carros e motos comuns e abusar do acelerador.

O Área 65 está disposto a tirar quem queira pilotar nas ruas para seguirem direto para as pistas, desta vez, em Santo Antonio do Leverger - a Pantanal Speed Racing.

Com segurança e muita conscientização, o diretor das disputas Rosberg Rabelo Martins relata que os eventos são feitos com espírito esportivo, com famílias, amigos e quem mais tiver interesse de apreciar a aventura.

Ele explica que as provas de arrancadass em Mato Grosso tiveram seu auge na década passada, inclusive com competições realizadas em vários municípios do Estado, entre eles, Cuiabá, Santo Antônio do Leverger, Tangará da Serra, Lucas do Rio Verde e outros. Na época, ele memora que os eventos eram grandiosos em cada categoria e o público chegava ao delírio. 

Arquivo pessoal

Amigos e fam�lias se reunem para mostrar amor por carro e velocidade

Amigos e famílias se reunem para mostrar amor por carro e velocidade, veículos setentistas também fazem sucesso

Este ano, com as novas tendências do automobilismo brasileiro e inúmeros eventos ocorrendo no país, disse ter tomado frente para que o grupo e movimento Área 65 ocorresse entre os apreciadores da velocidade.

As arrancadas pelo mundo

A competição é praticada por carros e motocicletas originais ou especialmente preparados para a aventura.

Eles seguem um trajeto de linha reta e nivelado no menor espaço de tempo. Martins comenta que o Área 65 surgiu em Londrina e cada numeração é referente ao Estado em que o grupo se encontra. No caso de Mato Grosso, o 65. “Essa competição é muito popular nos Estados Unidos. Lá, eles a chamam de drag racing, que também é regulamentada por organizações como a Associação Nacional de Hot Rod e International Holocaust Remembrance Alliance”, pondera. 

Essa competição é muito popular nos Estados Unidos e lá eles a chamam de drag racing, que também é regulamentada

Rosberg Rabelo

A distância percorrida normalmente é mais comum quando é a de quatro de milhas, equivalente a 402,5 metros ou 1319 pés nos Estados Unidos. Rosberg, no entanto, salienta que, embora o mesmo estilo de corrida possa ser também praticado no Brasil, tem outros tipos de trajetos e outras dimensões, como um oitavo ou oito de milhas, entre 201 e 301 metros de pista.

Adaptação para o Brasil e estilos

No Brasil, é muito comum o uso de veículos regulares compostos de motores aspirados ou equipados com turbocompressor, equipamento que é adicionado aos motores de combustão internos. Sendo assim, aproveitam os gases de escape para injetar ar nos cilindros e, assim, dar mais potência aos carros.

Galeria: Área 65 reúne por velocidade

É comum ver carros dos anos 70 equipados com motores que os pilotos descrevem como de grande deslocamento, mais rápidos ou modificados. Apesar de estarem entre os queridinhos dos amantes das pistas, são menos usados por terem um alto custo de preparação para estilos de corridas chamadas dragsters (dois motoristas na competição por vez), funnycars (com carros personalizados de maneira mais cômica ou exótica do que os outros), body kit (os carros que têm a carroceria automotiva construída de fibra de vidro, poliuretano ou, em alguns casos, em fibra de carbono) e que, quando geram impacto, dão um efeito mais emocionante. Todos eles proporcionam diferentes espetáculos para o público que os admira nas arquibancadas. Veja parte da arrancada em vídeo.

Movimento no Brasil

O sistema de lista ou de enumeração destes grupos através do DDD começou no Paraná e, segundo conta o diretor do Área 65, ele foi inspirado no programa da Disconver Turbo - traduzido para o português, corridas proibidas. 

Arquivo pessoal

Carros modificados e comuns, que percorrem a cidade est�o nas pistas

Carros modificados e também os mais comuns, que percorrem a cidade, estão nas pistas competindo pelo 1º lugar

Crescente no país, um dos diferenciais é que dá também oportunidade para carros com baixos investimentos. “Tem mães de família que participam com os carros que levam os filhos na escola. Além disso, levam os rachadores de rua para a pista e também com campanhas de Lei Seca e outras, de forma específica, para amenizar os acidentes de trânsito ou irregularidades”, comenta.

Em Mato Grosso, a competição consiste no amadorismo e com carros que correm uns contra os outros em um percurso de até 201 metros na pista de Santo Antonio do Leverger. “Sem distinção de categoria, carro ou preparação. Ganha quem chega primeiro, formando assim uma lista de top 10 ou 20 de carros, todos eles com o intuito do primeiro lugar”, explica. 

Ganha quem chega primeiro, formando assim uma lista de top dez ou vinte de carros, todos eles com o intuito do primeiro lugar

Rosberg Rabelo

Em cada evento, o número um da lista pode levar para casa um escudo e, depois, segue a disputa. O número um da lista leva ela atualizada em cada partida, além disso, existem dois encontros nacionais por ano destes grupos - o Armageddon.

Nele as listas do Brasil se encontram para disputar o carro e corredor mais rápido do país. Só pode participar quem estiver na lista da sua região. Esse ano, um dos encontros nacionais ocorreu em julho em Campo Grande, Mato Grosso do Sul e teve a premiação de 50 mil.

O segundo ocorrerá em Londrina, no Paraná, em novembro com premiação de 30 mil para quem vencer. Em Mato Grosso mais uma disputa ocorre dia 14 de setembro.

Em Mato Grosso, as categorias são a Lista Área 65 com os 20 carros mais rápidos da Área 65; Rei da Rua, com carros nacionais preparados e também os comuns e que andam pelas ruas da cidade; SharkTank que são os carros nacionais preparados para as competições e que querem entrar na lista; Rachão 8.5 e Rachão 9.5. Para quem quiser saber dos próximos encontros e eventos basta acessar a page no Instagram do Área 65.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • chacal | Domingo, 25 de Agosto de 2019, 15h07
    0
    0

    Não é quatro de milhas e sim um quarto de milha

Poconé tem hoje vários "prefeitáveis"

euclides santos 400 curtinha   O ex-vereador e ex-prefeito de dois mandatos de Poconé, Euclides Santos (foto), que era do MDB e agora está no PSDB, vem se movimentando nos bastidores para concorrer novamente à sucessão municipal. Seria um dos nomes de oposição ao prefeito Tatá Amaral, que vai tentar...

Apostas do PTB para vereador em VG

silvio fidelis 400 curtinha   Detentor da segunda maior bancada na Câmara de Várzea Grande, com cinco assentos, atrás somente do DEM da prefeita Lucimar, que conta com sete vereadores, o PTB aposta na hipótese de ao menos manter as cinco vagas. E todos os seus vereadores vão à reeleição, sendo...

Despesas e o uso eleitoreiro de CPI

marcelo bussiki 400 curtinha   Buscando visibilidade pela reeleição em ano eleitoral, alguns vereadores da Capital, vergonhosamente, usaram e abusaram de dinheiro público para promoção pessoal na esteira da CPI do Paletó. A tendência é do relatório paralelo que pede afastamento do...

Sorriso incentiva 40 projetos culturais

ari lafin 400 curtinha   A seis meses de concluir o mandato, o prefeito de Sorriso, Ari Lafin (foto), estabeleceu, dentro do Plano Municipal de Cultura, o "PROMIC - Festival da Cultura 2020" para contemplar 40 projetos cujos valores somam R$ 340 mil, envolvendo artes visuais, artes cênicas, cultura popular, música, audiovisual,...

Quase R$ 2 mi para o Lucas Protegida

binotti 400 curtinha   A Prefeitura de Lucas do Rio Verde, sob Luiz Binotti (foto), contratou, por R$ 1,9 milhão, um consórcio formado pela Rocha Comércio de Equipamentos, que ficará com a maior "fatia" de R$ 1,4 milhão, e a Airplates Tecnologia da Comunicação, com R$ 521,7 mil, para desevolver o...

Silêncio sobre operação e elo com MBL

ulysses moraes 400 curtinha   O deputado de primeiro mandato Ulysses Moraes (foto), que deixou o DC e se filiou ao PSL, coordenador em Mato Grosso do Movimento Brasil Livre (MBL) e chamado por muitos de paladino da moralidade, mesmo sendo bastante ativo nas redes sociais, não usou a internet para comentar a operação da...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.