MANSO, UM OÁSIS NO CERRADO

Sexta-Feira, 20 de Julho de 2018, 08h:22 | Atualizado: 20/07/2018, 14h:42

GUIA DE PREÇOS

Praias, lancha, brinquedos e pousadas: turismo para vários bolsos - saiba mais


Enviada especial a Manso

Michel Libos

Pontal do Manso

 Pontal do Manso é um dos pontos mais bonitos e mais acessíveis. Restaurante à beira do lago. Sossego de 2ª a 6ª e movimentação aos finais de semana 

Lago do Manso é um paraíso construído pelo homem e cercado não apenas por luxo e resorts que exalam riqueza, mas também por um turismo acessível, saboroso e recheado de opções. A região ganha destaque pelas praias, restaurantes, pousadas e bangalôs que oferecem serviço de hospedagem na beira do lago e atividades aquáticas, bastante exploradas pelos comerciantes. Passeios de lanchas, jet skis e caiaques fazem sucesso entre os turistas de finais de semana.

Galeria: Turismo a baixo preço

Rodinei Crescêncio

Manso

Menino joga bola em praia na beira do lago na Marina do Altayr, local é de diversão

Saindo de Cuiabá, são 17 km pela MT-251 e depois mais aproximadamente 60 km pela MT-351 até o primeiro acesso ao lago. Entrando à direita, são aproximadamente 10 km de asfalto de onde saem estradas que levam à Marina e Pousada do Altayr, à Pousada Marina do Sol, ao restaurante Trapiche Xaraés, ao Águas do Manso Spa e Resort e ao Recanto do Piquizeiro.

Rodinei Crescêncio

Manso

Tobogã, cama elástica e escorregador no mesmo brinquedo, no Pontal do Manso

A equipe do passou uma tarde na Marina do Altayr e conversou com Antônio Marcos Jorge, irmão do proprietário. O local oferece restaurante, pousada do tipo contêiner e alvenaria, camping, aluguel de lancha, day use e uma praia de aproximadamente 400 metros de extensão. Chega a receber 700 pessoas por final de semana.

Antônio calcula que um grupo de cinco pessoas gasta em torno de R$ 200 por dia, isso incluindo apenas alimentação e bebidas com moderação. Um passeio de lancha para esse mesmo número de pessoas sai por R$ 500.

No restaurante são servidos os tradicionais pratos e porções à base de peixe e também galinha com arroz, costelinha, Maria Izabel, filé à milanesa, picanha na chapa e espaguetes. Os mais pedidos são a costelinha plus, famoso por servir até seis pessoas com seus dois quilos de costelinha de porco com arroz, salada e farofa de banana, tudo por R$ 110. Este é o mais caro da casa.

Outro prato bastante pedido é a galinha com arroz que serve até cinco pessoas. Vem com os mesmos acompanhamentos e custa R$ 85, mesmo preço da Maria Izabel para quatro pessoas. Porções custam de R$ 10 a R$ 40. Bebidas são vendidas pelo mesmo preço da Capital. Cervejas custam de R$ 3,5 a R$ 7 e refrigerantes R$ 4 a lata.

Rodinei Crescêncio

Manso

Alojamentos em pousada, feitos de contêineres, na marina, aconchegantes e  acessíveis

Para acampar na Marina o preço é R$ 20 por pessoa por noite. A pousada possui instalações que abrigam de uma a seis pessoas e o valor da diária vai de R$ 90 a R$ 650. A Marina do Altayr também aluga banana boot e pranchas, cujo preço vai de R$ 30 a R$ 40 a hora. A hora do passeio de lancha é de R$ 100 por pessoa e a embarcação só sai com pelo menos cinco vagas pagas.

O roteiro inclui parada para banho na Ilha de Bora Bora, também conhecida como Ilha do Amor. Em seguida, sobe para a Usina de Manso onde não pode se aproximar mais que 500 metros da barragem por orientação da Marinha. Na volta, passa pelo condomínio Portal das Águas e o Malai Manso Resort, momento de maior fascínio dos turistas diante das enormes mansões à beira do lago.

Os dias de maior movimento são sábados e domingos. Antônio conta que a maior parte do público é composta por famílias. Seo Altayr está no lago há 14 anos e o irmão diz que após a construção da represa, o turismo rapidamente se tornou o carro chefe na região.

Antônio garante que de todos os restaurantes e pousadas na região, o estabelecimento da família é o mais acessível (R$). “Meu irmão não se preocupa em explorar os outros, a preocupação é em atender bem e atrair público, quanto mais gente melhor. Por exemplo, se você for comparar, a bebida aqui tem o mesmo preço que em Cuiabá. Meu irmão está constantemente pensando em manter um padrão acessível”.

Na Marina do Altayr é mantida uma ceva para peixe, um canto afastado da praia onde são colocadas espigas de milho para atrair os peixes. “Aqui na frente do restaurante a gente não deixa. Se quiser tem que ir lá longe justamente para não atrair piranhas e arraias. Tem lugar aqui que serve comida na beira do lago onde ninguém fica sossegado porque piranha vem e morde mesmo. Aqui nunca ninguém foi mordido”. O perfil dos clientes é classe média e média alta.

Pontal do Manso

Subindo mais 40 km pela MT-351 se chega ao vilarejo Paraíso do Manso, onde residem os moradores mais antigos da região. Lá, virando à direita no posto de combustível se tem acesso a mais pontos de lazer, sendo o mais conhecido o Pontal Náutico do Manso, que tem como principais atrativos um brinquedo aquático chamado de Pontal Boat Park e um mirante de onde se tem uma linda visão panorâmica da localidade.

O estabelecimento oferece além de restaurante com variedade enorme de pratos que custam em média R$ 25 por pessoa, day use gratuito nos quiosques na beira do lago. Para brincar no Boat Park custa R$ 35. Passeios de chalana e boia custam R$ 35 cada e o jet ski R$ 30. Os valores são individuais. Para acampar a taxa é de R$ 30 por barraca. Os empresários Michel Libos e Eliane Reis são os proprietários do local e não medem esforços para agradar seus visitantes. "Nosso espaço da oportunidades para todos conhecerem o Lago do Manso e desfrutar das maravilha que temos hoje com este grande mar de água doce. Um verdadeiros oásis de Mato Grosso!", exalta.

Taxas

É possível chegar até a água em vários pontos do lago sem pagar nada, mas a maioria deles não é ideal para banho. Nesses locais, as margens geralmente são lamacentas, cheias de pedras ou muito íngremes. Os restaurantes e pousadas, a exemplo do seo Altyr, cobram uma taxa que varia de R$ 10 a R$ 50 para permitir o acesso ao lago dentro da propriedade, mas quem consome no local está isento.

Crianças

Os locais que garantem acesso ao lago têm quase sempre uma pequena praia de areia levemente avermelhada, mas bastante macia. É possível levar crianças com tranquilidade, só não pode descuidar, assim como em qualquer outro lugar. Até uma distância de 10 a 15 metros da praia a água ainda é rasa. Em um dia com ventos fracos e moderados, as águas são calmas. Já em dias de chuva ou com rajadas de vento formam-se ondas na praia.

Pousadas no lago

A região também conta com a pousada Marina do Sol, que fica ao lado de Altayr, cuja hospedagem varia de R$ 215 à R$ 450, conforme informações retiradas do site do estabelecimento. O local oferta garagem náutica, delivery no lago de bebida e porções, café da manhã, restaurante, passeio de lancha, camping, aluguel de caiaque e de stand up paddle (uma espécie de prancha com remo) e serviço de rampa. São 10 apartamentos para casal, que acomodam até quatro pessoas.

O Rancho Água doce oferece duas casas mobiliadas, praia particular e tablado de pesca. O local disponibiliza de praticamente tudo, desde utensílios de cozinha, ar-condicionado, chuveiro elétrico e mesas de sinuca. A única coisa que o hospede precisa levar é comida, bebida, roupa de cama e toalhas.

São duas casas com estruturas diferentes, uma custa R$ 860 a diária e outra R$ 670. Comportam até oito pessoas. A entrada é liberada a partir das 9h de um dia, com saída às 17h do outro. Saindo de Cuiabá são 57 km pela MT-251, e depois mais 56 km (15 não asfaltados) pela MT-020.

A diária no Águas de Manso Spa & Resort vai de R$ 599 a R$ 1.049. O valor mais barato é de um apartamento luxo duplo para duas pessoas, com entrada às 15h e saída às 14h do dia seguinte. A estada inclui café da manhã, almoço e jantar. O apartamento mais caro é o luxo quádruplo. Contudo, o que sai mais em conta é o quarto standard quádruplo, R$ 869.

Já o aluguel de um bangalô no Bangalô Lago do Manso custa R$ 520. O espaço comporta até quatro pessoas. Refeições e bebidas são por conta dos hóspedes e não é permitida a entrada de animais de estimação. Está localizado no km 224 da MT-351, seguindo à direita por mais 2 km de estrada de chão.

Malai

O lugar mais caro é sem dúvida o Malai Manso Resort. Lá, a reserva mínima é de duas noites e o preço vai de R$ 1 mil a R$ 2,8 mil a diária, com tudo incluso. O empreendimento oferece vários tipos de acomodações que comportam de quatro a seis pessoas. Além disso, o hóspede conta com praia artificial, atividades náuticas, tirolesa, arvorismo, trilhas, paredão de escalada, arco e flecha, quadras de tênis, quadras poliesportivas, playground, salão de jogos, entre outros.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • adelir lima silva | Sábado, 04 de Maio de 2019, 23h06
    0
    0

    quero receber mais informo e promoção

Matéria(s) relacionada(s):

Confira também:

INíCIO
ANTERIOR
1 de 1
PRÓXIMA
ÚLTIMA

Vander forte pela oposição em Tangará

vander masson curtinha   O nome mais forte hoje da oposição em Tangará da Serra, do ponto de vista da densidade eleitoral, é do empresário Vander Masson (foto), que ficou em terceiro lugar para prefeito em 2016 e, no pleito do ano passado, concorreu e perdeu para deputado federal. Filho do ex-prefeito e...

Prefeito de Tangará prepara sucessor

wesley torres curtinha tangara   Em Tangará da Serra, cidade pólo do Médio-Norte, o prefeito emedebista Fábio Junqueira, que está no segundo mandato, quer lançar à sucessão Wesley Torres (foto), diretor do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae). Em...

Ex-tucano histórico agora reforça PSB

aparecido alves curtinha   O ex-deputado por alguns meses e ex-presidente do Intermat na época do Governo Dante, Aparecido Alves, o Cido (foto), se filiou neste sábado ao PSB, um mês depois de ter deixado os quadros do PSDB, do qual era considerado militante histórico, inclusive desde a década de 1990. Sua ficha...

França vira Plano B do PSB a prefeito

roberto franca curtinhas   O PSB, comandado no Estado pelo deputado Max Russi, tinha esperanças de lançar a prefeito de Cuiabá o hoje presidente da Câmara Municipal, vereador Misael Galvão. Mas frustrou-se. O próprio Misael, governista de carteirinha e já comprometido com o projeto de...

MM cancela visita para evitar grevistas

mauro mendes curtinha   Precavido, Mauro Mendes cancelou de última hora a presença no encontro do PSB neste sábado, no Hotel Fazenda Mato Grosso, em Cuiabá. É que em um outro auditório, mas dentro do mesmo hotel, acontecia, em paralelo, o encontro estadual do PT e com participação de...

TCE livra delator de pagar R$ 412 mil

junior mendon�a curtinha   O delator premiado e encrencado com a Justiça em vários processos Gércio Marcelino Mendonça Júnior, o Júnior Mendonça (foto), da Comercial Amazônia Petróleo, conseguiu perdão do TCE de R$ 412,5 mil, bem como de uma multa proporcional...

MAIS LIDAS

ENQUETE

Tramita na Câmara Federal o projeto 832/2019, do deputado José Medeiros, requentando uma proposta de 2007 do então deputado Jair Bolsonaro, propondo extinguir o Exame da Ordem como exigência para inscrição na OAB e, assim, poder exercer a profissão. O que você acha disso?

Concordo - esse Exame tem de acabar

Discordo - bacharel precisa, sim, se submeter ao Exame

Sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.