Executivo

Quinta-Feira, 30 de Março de 2017, 13h:16 | Atualizado: 30/03/2017, 13h:21

Para Bolsonaro, demarcação sufoca economia e índio quer luz e internet

Gilberto Leite/Rdnews

jair bolsonaro_gilberto leite (5).JPG

Pré-candidato a presidente Jair Bolsonaro durante chegada ao aeroporto de VG

O pré-candidato a presidente da República, em 2018, deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), afirma que a principal lacuna do Estado é a discussão sobre terras indígenas. O parlamentar pontua que as demarcações sufocam a economia e não deixam desenvolver o agronegócio.

 “Vocês começam a ter um problema sério que é indústria da demarcação de terras indígenas. Se eu chegar lá (presidente) não terá um centímetro quadrado demarcado como terra indígena”, disse o parlamentar ao desembargar no aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande, na manhã de hoje (30).

Para Bolsonaro, o índio precisa das mesmas necessidades básicas de qualquer ser humano. Por isso, promete integrá-lo à sociedade, caso seja eleito. “A grande parte dos índios são brasileiros como nós. Ele quer ter energia elétrica, televisão, namorar loirinha, ter internet...”, sustenta.

Conforme o parlamentar, o país corre o risco sério de possuir inúmeras nações indígenas dentro do Brasil. “Temos que lutar contra isso”, sustentou o deputado que foi recebido por cerca de 30 simpatizantes que entoavam cantos de “Bolsomito”.

Em discursos na internet, Bolsonaro defende também que é preciso acabar com as demarcações em razão que essas áreas têm potencial de minério, como água, ouro, diamante e nióbio. Sustenta que os estrangeiros querem que essas terras tornem-se independentes para depois serem exploradas por eles, deixando o Brasil sem nada.

O polêmico deputado está em Mato Grosso para participar de evento que ocorre em Primavera do Leste.  O parlamentar ministrará palestra no Farm Show, que acontece até amanhã (31). Essa é terceira vez que Bolsonaro pisa em solo mato-grossense.

As outras vezes que Bolsonaro esteve no Estado foi em abril do ano passado, onde palestrou na 9ª Edição da Parecis SuperAgro 2016. Na ocasião, se declarou favorável ao direito dos produtores rurais se defenderem de invasões com o auxílio de armas de fogo. Em junho, veio apoiar o então candidato a prefeito de Várzea Grande, Pery Taborelli (PSC).

A primeira vez que esteve em Mato Grosso foi em novembro de 2015, em Cuiabá. Na oportunidade comentou sobre a possível candidatura à presidência. No período, o deputado afirmou que não amenizaria seu discurso para conseguir apoio.

Agronegócio 

Bolsonaro acredita ainda que as autoridades não dão valor ao agronegócio em razão de Mato Grosso não possuir alta densidade eleitoral. Entretanto, o deputado diz que o Estado é o futuro do país. “Não apenas o agronegócio, mas também há um potencial mineral na região”, sustenta.

Em seus discursos na internet, Bolsonaro defende também que é preciso acabar com as demarcações em razão que essas áreas têm potencial de minério, como água, ouro, diamante e nióbio. Sustenta que os estrangeiros querem que essas terras tornam-se independentes para depois serem exploradas por eles, deixando o Brasil sem nada.

Postar um novo comentário

Comentários (16)

  • Leonardo da Mata | Sexta-Feira, 29 de Setembro de 2017, 22h32
    2
    2

    Que absurdo desse cara acabar com as comunidades quilombolas e as indígenas! Esse Bolsonaro afirmou que não entende nada de história do Brasil, não sabe da importância das lutas dos povos indígenas e quilombolas contra o processo de ocupação colonial. Os indígenas têm uma cultura, uma arte lindíssima que não deve acabar por causa desse acéfalo. Os indígenas têm direito sim a terra deles e isso não deve se extinguir, eles tem consciência ambiental, sabe muito bem usar a natureza sem degradá-la e isso é um legado maravilhoso que os indígenas ainda nos deixa. O que devemos acabar é com o latifundiarismo, existem muitas terras totalmente improdutivas que é controlada por famílias que estão aí no congresso, e isso esse bolsonaro não citou. " O índio quer namorar loirinha" Por que não Negra, ou Mulata , hein bolsonaro?

  • lucia costa | Quarta-Feira, 26 de Abril de 2017, 18h43
    2
    3

    Gostei do blog. Vejam esse vídeo onde Eliane Maciel (Aline) agradece aos índios e analisa o momento atual em que o mundo vive! https://www.youtube.com/watch?v=dfBcqGULJWQ

  • FUNAI MT | Sábado, 01 de Abril de 2017, 02h43
    2
    2

    Jair Bolsonaro, os índios não são comunistas, não gostam de Marx, não apoiam a esquerda. Os caras foram praticamente dizimados quando os "brancos" chegaram aqui. Nenhum índio violou propriedade privada de ninguém. Precisamos é criar uma polícia para protegê-los de invasores do resto da terra que sobrou para eles, por exemplo, dando poder de polícia à FUNAI. Gradear suas terras, monitorá-las remotamente com sensores, para impedir invasões. O índio cuida da natureza, vive em harmonia com ela. O índio não desmata e os casos são isolados e prontamente denunciados pelo próprios outros índios. É possível conviver muito bem com eles, eles estão do nosso lado. O índio merece uma política de respeito ao que ocorreu com eles durante todos esses anos. Vamos refletir melhor esse assunto. Não deixe que a esquerda te engane e leve a achar que os índios são agressores e não vítimas. Eles merecem nosso respeito e tentativa de reparar o genocídio que fizemos com eles desde que pisamos aqui. Eles não prejudicam nada, eles são nós, um povo brasileiro diferente, inocente e frágil. Eles não querem destruir, eles querem conviver em harmonia com a natureza. Vamos reverter o que fizemos, isso sim, historicamente, contra eles.

  • c | Sexta-Feira, 31 de Março de 2017, 10h46
    2
    1

    c, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • ralfo bolsonaro bueno penteado | Sexta-Feira, 31 de Março de 2017, 06h50
    4
    3

    Muita besteira. O nióbio é de Londres. Os minérios são intermediados pelos deputados senadores.Recuperar terras degradadas pelo Agronegócio ? Quando este cidadão vai dizer a que veio? Ou já disse tudo ?

  • Brasileiro | Sexta-Feira, 31 de Março de 2017, 05h52
    2
    3

    Com todo respeito ao comentário e a opinião do Sr. Robson Jose, mas de que adianta apoiar pessoas que falam manso e teoricamente trata bem as pessoas o exemplo deste tipo de gente é este Michel Temer que apesar de ser apenas o vice. Entretanto, por consequência da situação assumiu a Presidência da Republica este sujeito fala tranquilo é educadíssimo e o que ele esta fazendo é massacrando o povo brasileiro com as suas famigeradas reformas da previdência, trabalhista, terceirização e a reforma politica que tem apenas um foco principal a lista fechada para esconder os lava jatos. Creio que reformas são necessárias mas não deste jeito que praticamente condena as pessoas a morrem sem ter o direito de aposentar, as regras do jogo não podem serem alteradas com o jogo sendo jogado, as mudanças teriam que ser para aqueles que irão adentrar ao emprego. Portanto, Sr. Robson acho que chega de colocar estes Pseudos cordeiros no poder quando na verdade são verdadeiros lobos... Bolsonaro é a esperança de que o Brasil passe por um choque de gestão para tentar diminuir a criminalidade em todos os sentidos, se não de certo elegemos outro e assim vamos seguindo afinal a quanto tempo vivemos apenas de esperança.

  • Eleitor | Sexta-Feira, 31 de Março de 2017, 05h37
    3
    2

    O João Doria Junior seria um bom candidato desde que não fosse do PSDB, pois este partido tem como marca privatizar o serviço publico para que os amigos daqueles que estão no poder explorarem os serviços e racharem de ganhar dinheiro e a outra marca exclusiva do PSDB é perseguir servidores publicos e todos os trabalhadores. Portanto, a solução é Bolsonaro para moralizar e tirar os ladrões do dinheiro publico da vida publica.

  • Guga | Quinta-Feira, 30 de Março de 2017, 17h19
    9
    9

    Bolsonaro pulso firme? Não foi ele que se absteve na votação da Terceirização???

  • Franco-Observador | Quinta-Feira, 30 de Março de 2017, 17h05
    9
    8

    Bolsonaro estamos contigo, vamos tornar o Brasil uma potência como Estado Unidos, temos todos recursos naturais que é preciso, apenas precisamos de um presidente honesto e de pulso firme, para que povo brasileiro possa ter uma vida digna.

  • FABIO | Quinta-Feira, 30 de Março de 2017, 16h53
    3
    4

    Joãoderondonópolis, seu candidato para 2018 é o mais do mesmo? você não lê noticiário? ele é mais um político que se enriquece !!!! acorda pra vida!!!!!

Candidato a reitor e 2 apoios fortes

dimorvan rui 400   O candidato de oposição a reitor do IFMT, Deiver Teixeira, recebeu dois apoios importantes. As manifestações de adesão à candidatura vieram dos professores Ruy Oliveira e Dimorvan Brescancim. Ruy foi candidato a reitor nos últimos dois pleitos e é um pesquisador...

Abílio e Medeiros rejeitam Fernanda

coronel fernanda 400 curtinha   Abílio Júnior e o deputado José Medeiros, presidente do Pode-MT e que foi derrotado para senador, querem distância da coronel Rubia Fernanda (foto) da campanha neste segundo turno em Cuiabá. Nos bastidores, comentam que não precisam da militar filiada ao Patriota e que ficou...

Com maioria na Câmara de Cáceres

eliene liberato 400 curtinha   A prefeita eleita de Cáceres Eliene Liberato (foto), que conquistou 15.881 votos (38,16% dos válidos), terá apoio da maioria dos 15 vereadores. Destes, oito garantiram cadeira pela coligação da própria Eliene, o que representa 53%. As duas maiores bancadas são do PSB de...

Gamba quer Tuti presidindo a Câmara

tuti 400 alta floresta curtinha   O prefeito eleito de Alta Floresta, Chico Gamba (PSDB), tem se articulado para eleger presidente da Câmara o vereador reeleito do seu partido, Oslen Dias dos Santos, o Tuti (foto), que obteve a segunda maior votação, com 814 votos. Na tentativa de convencer os novos integrantes da próxima...

Várzea Grande paga a folha já na 6ª

lucimar campos 400   A prefeita várzea-grandense Lucimar Campos, prestes a concluir o segundo mandato, anunciou que na sexta, a três dias de fechar o mês, conclui o pagamento da folha de novembro. E, nesta quarta (25), já libera a diferença da correção do piso federal para os professores. No total...

Críticas à busca do poder pelo poder

marcia pinheiro 400   Em um ato realizado na praça Alencastro, nesta segunda à noite, a primeira-dama de Cuiabá Marcia Pinheiro disparou críticas aos adversários do prefeito Emanuel, que busca a reeleição. Segundo ela, as alianças formadas por Abílio neste segundo turno são...

MAIS LIDAS