RAIO-X DA EDUCAÇÃO

Sexta-Feira, 14 de Março de 2014, 07h:02 | Atualizado: 14/03/2014, 08h:42

Sintep diz que situação é descabida e fará paralisação em 1º dia de aula


Reportagem Especial

.

henrique-sintep

Presidente do Sintep Henrique Lopes do Nascimento valorização da classe

Dados da Seduc informam que de janeiro de 2003 a março de 2014 os professores da rede pública tiveram um aumento de ganho real de salário equivalente a 98%. Apesar da “evolução”, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público de MT (Sintep), Henrique Lopes do Nascimento, afirma que houve o aumento, no entanto, não foi de maneira tão otimista como alardeado pela secretaria. O presidente, que também foi professor de ensino médio em Alta Floresta, explica que devido à inflação este crescimento foi mais um reajuste do que aumento de poder de compra. “Além disso, a Seduc fala como se fosse ela quem pensou em tudo, mas isso só aconteceu às duras penas, por meio de lutas e greves dos professores. Ela só cedeu na base da pressão”.

Neste sentido, o Sintep deve pressionar mais uma vez o governo. Nesta segunda (17), era para iniciar o ano letivo de 2014, contudo, haverá uma paralisação nacional de três dias, com manifestos em várias cidades, inclusive, em Brasília. Henrique conta que sairão três ônibus de Mato Grosso com destino ao Distrito Federal afim de reivindicar melhorias para o setor, mais seriedade e transparência por parte do governo. Também devem pedir para que o piso salarial seja pago, algo que, segundo ele, muitos municípios não fazem. Quando indagado se uma greve no começo das aulas não afetaria os estudantes, o presidente justifica que esta situação é necessária para a construção de uma educação melhor no país.

.

henrique-sintep

Professores da rede estadual prometem cruzar os braços em 1º dia de aulla

Conforme o Sintep, além da questão salarial, a maior demanda do setor é a gestão de recursos de educação. “É uma situação descabida que não respeita leis”, reclama. Esta falta de administração acarreta vários problemas, principalmente de infraestrutura e de nível pedagógico. Ele explica que a Constituição estadual manda aplicar 35% dos recursos do Estado em educação, mas esta porcentagem não tem chegado nem a 25%. “Há desvio da verba para outras finalidades, como pagar servidores que não são da educação e para pagamento de aposentados. A falta de transparência na aplicação dos recursos tem sido uma ocorrência recorrente”.
Henrique reconhece que nos últimos anos a educação, em nível estadual, apresentou melhorias. “Mas não foi o suficiente, temos muito que avançar. A qualidade ainda é ruim e o ambiente das escolas não é propício para a aprendizagem de qualidade. Governo e sociedade precisam se conscientizar e lutar por isso”, conclui.

 

 

 

Galeria de Fotos

Credito:
Credito: .
Credito: Volney Albano
Credito: Rodinei Crescêncio
Credito: Rodinei Crescêncio

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Prefeito e sobrepreço em álcool gel

gustavo melo 400 curtinha   O prefeito de Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), e sua secretária de Saúde, Manoela Nunes, têm cinco dias para apresentar defesa prévia ao TCE sobre uma denúncia de superfaturamento na compra de materiais de higienização destinados à prevenção do...

Procon decide fazer audiências virtuais

rosamaria 400 curtinha   Por causa da pandemia, que levou à suspensão dos serviços presenciais, a secretária estadual Rosamaria Ferreira (foto), de Assistência Social e Cidadania, e o adjunto de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor, Edmundo da Silva Taques, decidiram que agora o Procon-MT...

Empolgado e já morando em VG

emanuelzinho 400   O deputado federal Emanuelzinho (foto), do PTB, está tão empolgado com a possibilidade de concorrer a prefeito de Várzea Grande que não só transferiu o domicílio eleitoral de Cuiabá para o município vizinho, ainda no ano passado, como também alugou um apartamento...

Prorrogação de mandatos até 2022

Muitos prefeitos e vereadores já trabalham com a hipótese de ganharem mais dois anos de mandato, "esticando" o atual para 2022. O Senado está prestes a aprovar uma PEC para tornar coincidentes os mandatos eletivos. Nesse caso, mandato dos prefeitos, vice e dos vereadores, eleitos em 2016, teria duração de seis anos. E, a partir das urnas de 2022, as eleições passariam a ser gerais para presidente, governadores, prefeitos, senadores, deputados e...

"Cenário apocalíptico" e respiradores

z� do patio 400 curtinha   Um mês depois do escândalo sobre a compra e pagamento de quase R$ 4 milhões por 22 respiradores falsificados, o prefeito Zé do Pátio (foto), de Rondonópolis, tomou duas decisões, mas nenhuma delas no sentido de investigar eventuais falhas de servidor da...

Binotti, a popularidade e a oposição

luiz binotti 400 curtinha   O grupo político do hoje vice-governador Otaviano Pivetta, que comandou Lucas do Rio Verde por mais de duas décadas, terá dificuldades para reconquistar o comando local no pleito deste ano. O pré-candidato Marino Franz, que foi vice de Pivetta e depois prefeito, será o...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.