Shows

Sexta-Feira, 26 de Maio de 2017, 08h:25 | Atualizado: 28/05/2017, 10h:23

Músicos de Rondonópolis se unem pela cena alternativa e fazem shows


De Rondonópolis

Arquivo Pessoal

bandasrondonopolis (4).jpg

A banda de Diogo Ferrer (ao centro) decidiu que a "união faz a força" e garante o futuro da cena

Músicos de Rondonópolis se reuniram em torno do fortalecimento da música alternativa na cidade. E já estão na ativa, com shows realizados todos os domingos no Casario, às margens do Rio Vermelho.

No palco, cada semana uma banda toca para o público e, assim, como em um rodízio de música alternativa em um calendário fixo, eles não pretendem mais parar de se apresentar.

A ideia teve início em uma reunião para tratar de assuntos culturais. Foi aí que os músicos perceberam que também era a hora de agir, de criar uma cena forte na cidade e não deixar a música alternativa sem espaço.

“As últimas semanas têm sido interessantes, com as bandas integradas, se propondo a tocar nos espaços e em manter a cena alternativa. Parece que acordamos para a vida. É isso o que está acontecendo”, diz Diogo Ferrer, músico que toca guitarra e violão nas bandas Old Rock, TLT Rockers e ainda tem um trabalho solo autoral.

Para Diogo, o que tem hoje em Rondonópolis, com o movimento dos músicos, é tudo o que se precisava para fazer acontecer uma cena fortalecida na música alternativa. “Hoje, estamos fazendo o que antes não se fazia e todos participam. Desde daquele que têm maior reconhecimento até aqueles que têm menor visibilidade no meio musical”, explica.

A busca incessante por fortalecer a cena musical também é uma forma que encontraram de incentivar uma maior profissionalização dos próprios músicos. “É muito importante, porque se tem uma coesão, com uma cena mais profissional, assim leva a todos a produzir melhor, motiva a compor”, destaca Uender Bruno Martins Torres, músico que toca baixo na banda Diane e Banda.

Uender afirma ainda que o movimento já está fazendo diferença, fomentando a música alternativa, levando gente a gravar, fazendo com que acreditem em seus projetos. Para ele, por outro lado, uma vez que os bares comecem a ver com outros olhos a música alternativa, perceberão que há sim público em Rondonópolis para esta cena.

Músicos consideram que proximidade e regularidade das bandas ajuda a cena a se manter

Todo esse resultado, para Vinícius Rangel da Costa (voz e guitarra da banda Velhos Jovens), partiu da proatividade dos músicos em se unirem, porque a cena estava dispersa. “Primeiro temos que fazer com que funcione muito bem aqui em Rondonópolis, depois é levar além, ganhar novas localidades, para que se crie intercâmbios que fomentem a música autoral e toda a cena independente”, relata.

De acordo com o músico que toca baixo nas bandas Electric Void e Remnantes, Caio César Araújo Ramos, a tentativa é fazer algo juntos, com valorização das bandas locais, fomentando toda uma cena alternativa e trazendo o público para integrar. “Sempre houve muitas bandas na cidade, mas não havia união. Hoje formamos um movimento em comum para que a cena local se fortaleça”, ressalta.

Bandas como Espírito das Máquinas, Trilogia, Remorse, Red River, Groovin e Banda da Nega também participam ativamente do movimento, entre outros músicos. Os músicos já contam com o apoio de produtores musicais da cidade e de comerciantes do Casario.

Galeria de Fotos

Credito: Arquivo Pessoal
Electric Void defende duas frentes: a do rock pesado e a vontade de manter a cena independente de Rondonópolis
Credito: Músico de duas bandas, Electric Void e Remnantes, Caio César Araújo Ramos procura unir todas as bandas de Rondonópolis em busca de valorização
Credito: Espaço para o rock pesado é difícil em Mato Grosso sem união. Uender sabe disso, toca em duas bandas e ajuda a movimentar a cena
Credito: Baixista de Diane e Banda, Uender Torres é um dos líderes do movimento encampado por músicos alternativos
Credito: A banda de Diogo Ferrer (ao centro) decidiu que a união faz a força e garante o futuro da cena rondonopolitana
Credito: Os Velhos Jovens são uma das bandas que se uniram pela sobrevivência em Rondonópolis
Credito: Vinícius Rangel da Costa, da banda Velhos Jovens, considera que intercâmbio com outras cidades é essencial para cena de Rondonópolis

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Juca e aval do prefeito a projeto social

juca do guaran� curtinha 400   Juca do Guaraná Filho (foto), do Avante, conseguiu sensibilizar o prefeito Emanuel Pinheiro a apresentar uma mensagem à Câmara isentando do pagamento de IPTU os portadores de câncer e HIV. O  projeto foi apresentado originalmente na Câmara Municipal da...

Supremo enterra pedido contra Maluf

maluf_400   A 1ª Turma do STF enterrou de vez um pedido do advogado Waldir Caldas (Novo), ex-candidato ao Senado, que tentava revogar os atos que conduziram o ex-deputado Guilherme Maluf (foto) a uma cadeira no Tribunal de Contas. Caldas queria, ele próprio, ter a chance de ser indicado ao cargo, que era de prerrogativa da Assembleia. O...

Rosana reassume Sinop na quinta

gilson de oliveira 400 curtinha sinop   Pela segunda vez, o apresentador de TV Gilson de Oliveira (foto), do MDB, comanda temporariamente Sinop, a chamada capital do Nortão. A prefeita e empresária Rosana Martinelli saiu de licença não remunerada por 12 dias para cuidar de assuntos pessoais. Viajou aos Estados Unidos....

Vereador induzindo as pessoas ao erro

diego guimaraes curtinha 400   O vereador oposicionista pela Capital Diego Guimarães (foto), do PP, está induzindo a erro às pessoas. Mesmo o prefeito Emanuel já tenho anunciado que vetará a proposta da Câmara Municipal de aumentar o seu próprio salário, uma forma de criar o efeito cascata e...

Quitados atrasados da gestão Taques

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro Mendes comemora o fato de estar fechando os 10 primeiros meses de mandato já tendo conseguido, mesmo sob crise financeira e uma série de medidas austeras para equilibrar as contas públicas, regularizar todos os pagamentos aos municípios de 2018 empurrados para sua...

Tangará, os indecisos e PSL com Caio

caio 400 tangara da serra curtinha   Em Tangará da Serra, até agora ninguém sabe para onde vão alguns partidos, como PTB, PL (ex-PR), Pros e DC. Há uma chance de que estes, que outrora foram importantes na cidade, nem lancem candidatos a vereador, principalmente porque não possuem nomes suficientes para...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O que você acha das denúncias, principalmente sobre pagamento de propina, feitas pelo ex-presidente da AL José Riva, que tenta fechar delação?

São verdadeiras

Nem tudo é verdade

Acho que ele está mentindo

Não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.