Judiciário

Segunda-Feira, 11 de Fevereiro de 2019, 13h:52 | Atualizado: 12/02/2019, 12h:45

ECONOMIA NO JUDICIÁRIO

Com limitação no duodécimo previsto para 2019, TJ estuda extinguir 7 comarcas lista

TJ-MT

Comarcas TJMT

Infográfico de onde estão localizadas as 83 atuais comarcas mantidas pelo Poder Judiciário; 8 podem ser extintas

Por conta da limitação do duodécimo, o Tribunal de Justiça (TJ-MT) avalia interromper atividades judiciais em algumas comarcas do interior do Estado. O Judiciário mato-grossense irá realizar um levantamento sobre sete unidades judiciárias para possível fechamento. A medida foi publicada no Diário de Justiça Eletrônico desta segunda (11).

"É do conhecimento de toda a população do Estado de Mato Grosso, que o Poder Executivo implementou rigorosas medidas de ajuste econômico, principalmente ao limitar os gastos programados por meio da Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2019. Esse ajuste resultou em limitação do duodécimo repassado ao Poder Judiciário, o que requer redução de gastos em programas a serem desenvolvidos pelo Judiciário", traz despacho da decisão administrada da presidência do TJMT, desembargador Carlos Alberto Rocha.

A medida ainda pode impedir a contratação de novos servidores, a realização de novos concursos e investimento em reformas e infraestrutura.

O valor do duodécimo do judiciário para 2019 é de R$ 1,528 bilhão. Na votação da LOA - que precisa ser sancionada pelo Executivo -, os parlamentares garantiram que R$ 42 milhões sejam destinados pela Reserva de Contingência. A proposta do governador Mauro é de que o TJ recebesse R$ 1,486 bilhão. O valor é basicamente o mesmo que valeu no ano passado, R$ 1,495 bilhão.

As comarcas que estão sendo alvos de uma possível redução são a de Nortelândia, Poxoréo, Dom Aquino, Arenápolis, Pedra Preta, Juscimeira e Itiquira. No Estado, há 83 comarcas para os 141 municípios de Mato Grosso. Por isso, o presidente, desembargador Carlos Alberto da Rocha, pediu que diversos setores do Poder forneceça dados sobre estas unidades judiciárias.

Com quase 30 anos de existência, a comarca em Itiquira é a mais distante da Capital, 361 km. Segundo senso de 2015, o município tem 12.472 habitantes. Pedra Preta (244 km da Capital), e a comarca que atende o maior número de pessoas, 16,6 mil. Abrangendo, além do município o distrito de São José do Planalto, ela foi instalada em outubro de 1990.

A alta administração judiciária de Mato Grosso quer saber, por exemplo, os gastos para a manutenção do funcionamento das comarcas e um levantamento do número total de processos (físicos e eletrônicos) - tanto os que estão em estoque quanto as novas ações judiciais adicionados nos últimos doze meses.

Além disso, o Tribunal quer saber quantos servidores e terceirizados atuam nessas comarcas e também o gasto de material de expediente e consumo utilizado, qual a estrutura física das unidades e a distância mais até a Comarca mais próxima.

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • rubens | Segunda-Feira, 11 de Fevereiro de 2019, 22h07
    2
    0

    Tem município que não justifica a existência de comarca e do MP. Só gastos. O poder público precisa melhorar a eficiência. Existem municípios que poderiam ser atendidos por outras comarcas. Ex: Cláudia, Chapada Guimarães, Dom Aquino, Feliz Natal, Jauru, Jucimeira, Nobres, Paranaita, Ribeirão Cascalheira, Santo Antônio do Leverger, Novo São Joaquim, Vera, Torixoréu .

  • Servidor do executivo | Segunda-Feira, 11 de Fevereiro de 2019, 16h15
    16
    3

    Sem dinheiro, mas governo acabou de dar aumento do DUODÉCIMO de milhões aos poderes. Corta os altos salários e auxílio alimentação, auxílio creche, auxílio plano de saúde. Enquanto isso executivo sem rga, e sem auxílio. Vergonha!!!!!

  • REGINALDO | Segunda-Feira, 11 de Fevereiro de 2019, 15h57
    13
    2

    ESSA É A MAIOR DEMONSTRAÇAO DE QUE TEMOS UM ESTADO CARO E INEFICIENTE. O QUE É MAIS BENÉFICO A SOCIEDADE, SALÁRIOS DENTRO DE NOSSA REALIDADE ECONÔMICA SEM PENDURICALHOS QUE ÍNFLAM CONTRACHEQUES OU O PODER JUDICIÁRIO FECHANDO POSTOS DE ATENDIMENTO?

  • joaoderondonopolis | Segunda-Feira, 11 de Fevereiro de 2019, 15h39
    9
    3

    Além de fechar 7 comarcas, acabe com o PJE.

  • bruno | Segunda-Feira, 11 de Fevereiro de 2019, 15h24
    17
    1

    Dever de casa é só para o executivo, vamos reduzir os custos do judiciário, cortar RGA, Verbas Indenizatórias, julgar com rapidez ações da fazenda pública, reduzir comissionados, diminuir energia elétrica, ser justos a outros poderes, utilizar o princípio da economicidade..e saber quem arrecada, gasta o suor é o executivo....

  • alexandre | Segunda-Feira, 11 de Fevereiro de 2019, 14h59
    13
    1

    gasta o FUNJURIS.....

  • paulo | Segunda-Feira, 11 de Fevereiro de 2019, 14h27
    16
    3

    PORQUE NÃO REDUZ OS ALTOS SALÁRIOS E REGALIAS DOS SENHORES JUÍZES, AO INVÉS DE FECHAR COMARCAS.

  • alexandre | Segunda-Feira, 11 de Fevereiro de 2019, 14h01
    12
    2

    Existe crise e falta de dinheiro em Dubai ?

Matéria(s) relacionada(s):

Cotia também quer disputar Cáceres

cotia curtinha   Surge mais um pré-candidato a prefeito de Cáceres, além dos três aliados do prefeito Francis Maris e de outros cinco pretendentes pela oposição. Trata-se de Renancildo Soares França, o Cotia (foto), filiado ao PSD. Ex-assessor do ex-federal Pedro Henry, do ex-vice-governador...

5 ensaiam em Cáceres pela oposição

tulio fontes curtinha   Enquanto três tucanos da base do prefeito Francis vivem expectativa por candidatura pelo palanque situacionista em Cáceres, grupos de oposição se movimentam para lançar nomes competitivos. O advogado e ex-prefeito por dois mandatos Túlio Fontes (foto), do PV, demonstra certo...

Base de Francis, Júnior e divergências

eliene liberado curtinha   O prefeito de Cáceres Francis Maris, no segundo mandato e, portanto, fora do projeto majoritário de 2020, não esconde mais de ninguém que o nome preferencial para a disputa à sucessão é do seu secretário de Turismo, Júnior Trindade. E isso não tem...

Prefeito é ovacionado em solenidade

emanuel pinheiro curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro (foto) foi ovacionado nesta segunda (17), durante a solenidade que marcou entrega das chaves das unidades do Residencial Nico Baracat I,  no Jardim Liberdade, região da Grande Osmar Cabral. No geral, 360 famílias receberam as chaves dos imóveis, programa do Minha...

Governador, Nota MT e provocação

mauro mendes curtinha   Ao lançar a Nota MT, programa que estimula e incentiva o contribuinte a pedir nota em toda compra de mercadoria, o que ajuda na cultura do combate à sonegação fiscal, o governador Mauro Mendes (foto) copia para o Estado a mesma proposta implantada em Cuiabá na época em que foi...

Cândida Farias troca MDB pelo DEM

candida farias curtinha   Aos 68 anos, completados nesta segunda (17), a empresária Cândida Farias (foto), segunda-suplente do senador Jayme Campos, está desembarcando do MDB e vai se filiar ao DEM. Apesar da mudança de legenda, ela não tem pretensões de concorrer a cargo eletivo nas urnas de 2020....

ENQUETE

Tramita na Câmara Federal o projeto 832/2019, do deputado José Medeiros, requentando uma proposta de 2007 do então deputado Jair Bolsonaro, propondo extinguir o Exame da Ordem como exigência para inscrição na OAB e, assim, poder exercer a profissão. O que você acha disso?

Concordo - esse Exame tem de acabar

Discordo - bacharel precisa, sim, se submeter ao Exame

Sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.