Judiciário

Terça-Feira, 02 de Março de 2021, 19h:44 | Atualizado: 02/03/2021, 20h:05

STF determina retirada de não indígenas da terra Urubu Branco em Mato Grosso

Reprodução

Ministro Luiz Fux

o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, suspendeu a decisão do  TRF-1 

Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, suspendeu decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) e manteve medida para que não indígenas sejam retirados na terra Urubu Branco, da etnia Tapirapé, em Mato Grosso. Decisão é do dia 10 de fevereiro deste ano.

“Vislumbra-se a existência de perigo de dano ou o risco ao resultado útil do processo na postergação do cumprimento da ordem de desocupação dos não indígenas da área objeto desta demanda, haja vista os relatos de ocorrência de conflitos violentos na área, os quais poderão vir a se agravar em caso de não efetivação da decisão judicial proferida pelo juízo de origem”, disse.

Área de 167,5 mil hectares está em parte dos municípios de Santa Terezinha, Confresa e Porto Alegre do Norte, na região Leste do Estado. Com o reconhecimento das terras dos Tapirapé, foi determinada a retirada dos ocupantes não indígenas.

Fux confirmou decisão anterior do ministro Dias Toffoli. Ação civil pública foi ajuizada em 2003 pelo Ministério Público Federal (MPF) pela Fundação Nacional do Índio (Funai) e pela União. Contudo, TRF-1 suspendeu o cumprimento da sentença em relação à desocupação e aos danos ambientais

Da assessoria

Deputada Rosa Neide

Rosa Neide afirmou que a decisão fez justiça aos direitos dos indígenas de Mato Grosso 

Procurador geral da República, Augusto Aras, ingressou com pedido para que fosse suspensa a decisão que mantinha os invasores na área. Ele apontou a presença de grileiros, o que aumentaria o risco de conflitos violentos e de infrações ambientais.

Fux, no mesmo sentido, entendeu que a permanência dos não indígenas na área é ilegítima, considerando a existência de demarcação e reconhecimento oficial da tradicionalidade da ocupação da terra indígena pelos índios Tapirapé.

Deputada federal Rosa Neide (PT), que acompanha o caso e fez denúncias com relações a presença de grileiros, afirmou que decisão fez justiça e que os direitos dos indígenas precisam ser assegurados.

“A Terra Urubu Branco pertence aos indígenas Tapirapé, mas infelizmente estava sendo invadida por grileiros, pessoas que estavam cortando as árvores para venda e cometendo diversos crimes ambientais”, afirmou. (Com Assessoria)

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Chico Bento | Quarta-Feira, 03 de Março de 2021, 08h25
    1
    0

    Bem, se urubu branco não existe, logo não existe a terra. Nem para índios, nem para brancos, negro ou amarelos.

Derrotado ensaia disputa ao Governo

reinaldo morais 400 curtinha   O empresário Reinaldo Morais (foto), o rei dos porcos, está disposto a gastar mais uns milhões com nova candidatura majoritária, agora para governador. No ano passado, concorreu ao Senado e obteve votação decepcionante. Foi o penúltimo colocado numa corrida com 11...

Sicredi recua de comprar praça pública

enilson rios 400 prefeito araputanga   A diretoria do Sicredi nem esperou ser votado na Câmara Municipal o polêmico projeto sobre negociação de uma praça pública no centro de Araputanga para cancelar o negócio. A cooperativa havia "amarrado" entendimento com o prefeito Enilson de Araújo...

Sessão, voto e namoro com cantora

ulysses moraes 400   Na sessão virtual da Assembleia desta segunda, o deputado Ulysses Moraes (foto), do PSL, estava demorando para computar o voto na apreciação de um veto do governador. O presidente Max Russi (PSB), então, cobrou agilidade do colega e brincou, dizendo que agora ele só tem olhos para a Maraisa....

Misal é reeleito para o 10º mandato

misael galv�o 400 curtinha   Após dois anos fora do comando do Shopping Popular, período em que respondeu pela presidência da Câmara da Capital, o ex-vereador Misael Galvão (foto) voltou à direção do empreendimento, que abriga 500 lojas. E, sob forte...

Oscarlino, Pros e "nocaute" em Gisela

oscarlino 400   Na queda-de-braço dentro do Pros por espaço político, o ex-sindicalista Oscarlino Alves (foto) nocauteou a ex-superintendente do Procon-MT, Gisela Simona. Ele foi um dos filiados que não aceitaram apoio a Abílio na disputa de segundo turno para prefeito de Cuiabá, se aliou ao projeto de...

Promotor recebe medalha do Exército

Mauro Zaque curtinha   O promotor de Justiça Mauro Zaque (foto) foi condecorado com a medalha do Exército Brasileiro na manhã desta segunda (19), no dia da instituição. A solenidade é considerada a segunda maior do Exército Brasileiro, foi reservada por conta da pandemia e contou com a...