MIMOSO E RONDON

Sexta-Feira, 24 de Janeiro de 2014, 08h:06 | Atualizado: 14/02/2014, 01h:22

No meio do Pantanal, Memorial está entregue ao abandono há 10 anos

Projeto no distrito de Mimoso do que deveria ser um edifício em homenagem ao mato-grossense e patrono das telecomunicações está com obras inacabadas e sofre com falta de manutenção


Enviada Especial a Mimoso

Em janeiro, período de chuvas no Pantanal, a vegetação é exuberante. Em meio a natureza, em Mimoso, distrito de Santo Antônio do Leverger (a 70 kms de Cuiabá), está erguido o Memorial Rondon. Em verdade, ali está apenas a parte estrutural do que deveria ser o edifício em homenagem ao patrono das comunicações e um dos mato-grossenses mais conhecidos no país. Estagnada, a obra não vê operários da construção há 8 anos. A última etapa se deu em 2006, no governo Blairo Maggi, quando foi colocado o assoalho da armação de ferro e que nem constava do projeto original.

Iara Rezende/Rdnews

memorial dados rdnews

O projeto de se construir o Memorial Rondon, no distrito de Mimoso, em Santo Antônio do Leverger, partiu do ex-governador Dante de Oliveira e estava orçado em R$ 3,8 milhões. Hoje, 10 anos depois e atravessando o terceiro governo, só existe uma armação metálica no meio do mato; comunidade se revolta com o descaso

A iniciativa do Memorial veio do então governador Dante de Oliveira (já falecido). O projeto foi dos arquitetos José Afonso Portocarrero e Paulo César Molina. Em 2002, Dante deixou o cargo e recursos federais foram repassados. O alicerce foi construído. Na gestão Maggi, em 2004, veio a reforma do assoalho. Foram gastos cerca de R$ 780 mil no total e desde então não há nenhuma movimentação. No ano passado, o governador Silval Barbosa pediu que o projeto do Memorial Rondon fosse incluído nas obras da Copa do Mundo e prometeu concluí-lo antes do seu mandato terminar. Restam 10 meses para o peemedebista deixar o comando administrativo do Estado.

A primeira impressão que se tem ao chegar no Memorial Rondon é que a ferrugem e a natureza estão reivindicando o seu lugar. Tanto no chão quanto nas vigas e na ponte que liga terra e construção é possível ver as manchas de cores amarronzadas que significam que o tempo passou e nenhuma manutenção foi feita. A água das chuvas ficou parada no piso, formando enormes poças e logo faz escorregar quem tenta passar por lá. Ao redor, o mato cresce misturado a um pouco de lixo. Em algumas áreas, as plantas chegam a “escalar” o monumento.

Como o Memorial Rondon não foi concluído, não há placas de identificação ou de informações. Nem ao menos dados sobre a obra para que as pessoas que vêm de outros locais saibam do que se trata a estrutura metálica no meio do Pantanal. As únicas palavras escritas por ali são pichações com nomes, declarações de amor, alguns palavrões e desenhos feitos a lápis e caneta nas colunas. Antes de ser retomado pelo governo, aquilo que está pronto precisa de manutenção e consertos, o que eleva ainda mais os custos. Se no projeto original consta orçamento de R$ 3,8 milhões para executá-lo, a tendência é que, ao final, não saia por menos de R$ 4,2 milhões.

Galeria de Fotos

Credito: Iara Rezende
Credito: Iara Rezende/Rdnews
Credito: Iara Rezende
Credito:
Credito: Iara Rezende/Rdnews
Credito: Iara Rezende
Credito: Iara Rezende
Credito: Iara Rezende/Rdnews
Credito: Iara Rezende/Rdnews

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Benildo fco Oliveira | Sexta-Feira, 10 de Outubro de 2014, 22h36
    2
    0

    RS 780.000.00 Por um assoalho! Quanta mutreta.

  • Sebastian | Sexta-Feira, 24 de Janeiro de 2014, 20h43
    1
    0

    Gostaria de corrigir a matéria, informando-os que Mimoso fica a cerca de 100 km da capital Cuiabá e não 70 como mencionado, a não ser que estejam fazendo a contagem a partir de Santo Antônio do Leverger.

  • João maldaner | Sexta-Feira, 24 de Janeiro de 2014, 20h07
    2
    0

    E só andar mais 5 km para se deparar com outra irresponsabilidade dessa e da adm passada de MT a ponte sobre o rio Mutum, a desculpa será qual. O ministério público onde anda você

Matéria(s) relacionada(s):

Licitação irregular em Alto Araguaia

gustavo de melo 400 curtinha   O conselheiro-subtituto do TCE, Luiz Carlos Pereira, determinou que o prefeito de Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), suspenda de imediato, devido a apontamento de irregularidades, uma licitação para contratar por R$ 2,9 milhões uma empresa com vistas a executar obras de asfaltamento tipo TSD...

Mutirão fiscal prorrogado na Capital

Emanuel Pinheiro curtinha   Levando em consideração o grande número de contribuintes interessados em negociar dívidas com o município, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) decidiu prorrogar o Mutirão de Conciliação Fiscal até 30 de agosto. Os atendimentos foram retomados na terça...

6 deputados podem tentar prefeitura

silvio favero curtinha   Pelo menos seis deputados estaduais ensaiam candidatura à prefeitura. Eles nada têm a perder, pois a legislação não exige renúncia do mandato no Legislativo para disputar vaga no Executivo.  Sílvio Fávero (foto) deve concorrer em Lucas do Rio Verde, numa...

Munhoz agora é adjunto na Sinfra

 Mauricio Munhoz-curtinha-400   O governador Mauro Mendes nomeou o economista e escritor Maurício Munhoz (foto) como secretário adjunto de Gestão e Planejamento da Sinfra, pasta comandada por Marcelo Padeiro. Filiado ao PSD, é representante da Fundação Espaço Democrático em MT, que...

Contribuição com óculos às crianças

virginia mendes 400   Após lançamento de campanhas sociais, como o Aconchego, com distribuição de 100 mil cobertores a famílias em situação de extrema vulnerabilidade, de festas para angariar fundos e ajudar entidades, e do empenho pela reabertura do Hospital Estadual Santa Casa, a primeira-dama do...

Sob efeito das urnas e tiro pela culatra

valtenir pereira 400   Valtenir Pereira (foto), indiciado pela PF por envolvimento em desvio de recursos da União, não conseguiu se reeleger no ano passado. Ficou na primeira-suplência. E culpou o que chamou de traição do prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro por este ter lançado o filho Emanuelzinho, que se...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Mauro Mendes?

excelente

bom

regular

ruim

péssimo

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.