MIMOSO E RONDON

Sexta-Feira, 24 de Janeiro de 2014, 08h:02 | Atualizado: 14/02/2014, 01h:23

Projeto contempla 2 pavimentos

Arquiteto afirma que governo deve estabelecer padrão Fifa na retomada do Memorial Rondon


Enviada Especial a Mimoso

Reprodução

projeto memorial rondon rdnews

Em formato de uma oca indígena, o projeto assinado por José Botura Portocarrero e Paulo César Molina define 2 pavimentos do Memorial Rondon, no distrito de Mimoso, sendo térreo com lojas de artesanato, e, acima, galeria dinâmica, que permitirá troca de exposição com objetos e informações sobre Marechal Rondon

Um dos maiores legados do Marechal Cândido Rondon foi o seu trabalho de relacionamento pacífico e de proteção aos índios. Pensando nisso, os arquitetos José Afonso Botura Portocarrero e Paulo César Molina decidiram que seria uma homenagem a esse aspecto da vida do militar fazer o Memorial Rondon no formado de uma oca indígena. “Agora que a construção será retomada, o governo deve pensar em executar com qualidade padrão Fifa. Não é uma obra qualquer, é um tributo a um brasileiro que fez muito pelo país. Que seja digno dele”, diz José Afonso.

Segundo o arquiteto, o projeto original conta com dois pavimentos e mais de dois mil metros quadrados. O térreo será um espaço mais funcional, com lojas de artesanato, de doces típicos e o que mais a comunidade produzir como souvenir. “Isso será fonte de renda e de geração de emprego. Queríamos incluir todos e movimentar a economia”, explica. Também haverá um local para que grupos de turistas se reúnam com guias.

No segundo pavimento estará a parte principal do Memorial Rondon: a galeria. O mais interessante desse projeto é que foi feito de uma maneira que tenha um acervo dinâmico. “Vamos trocar a exposição uma vez a cada seis meses ou um ano. Fazer rodízio com outras instituições espalhadas pelo mundo que contenham objetos e informações de Rondon. Desse modo, não será um local para se visitar apenas uma vez na vida, mas com frequência”, pontua José Afonso.

Além da parte do museu, o pavimento superior contará com uma biblioteca e um pequeno laboratório para pesquisas de campo. Estará aberto para todos, mas será principalmente uma maneira de ligar a Escola Estadual Santa Claudina às atividades do Memorial. Os alunos de Mimoso serão muito beneficiados.

Reprodução

projeto memorial rondon rdnews original

Pelo projeto original, consta espécie de um deque que sai da construção principal em direção ao oeste, sentido que Marechal Rondon tomava para desbravar país

O arquiteto ainda conta que há uma espécie de deque que sai da construção principal em direção ao oeste, o sentido que o Marechal Rondon tomava para desbravar o país. “A ideia original é que seja um jazigo para os restos mortais de Rondon, mas, por questões burocráticas, não se sabe ainda se será possível trazê-lo. De qualquer modo, poderá ser também uma pira simbólica”, explica.

Todo o projeto do Memorial foi pensado nos moldes da sustentabilidade e de modo que cause o menor impacto ambiental possível. “Algumas mudanças precisaram ser feitas, já que na época da elaboração não havia algumas normas, como a de acessibilidade”, lembra José Afonso. A construção se preocupou com a estação de seca e de cheia da região do Pantanal, sendo que no período de chuvas o local poderá ser alcançado de barco pela Baía de Chacororé.

Iniciada em 2002, a obra está parada há dez anos e sem passar por manutenção. Mas o governo está retomando a construção e no momento passa pela fase de planejamento do edital de licitação. De acordo com o secretário de Estado de Desenvolvimento ao Turismo Jairo Pradela foram liberados R$ 3,1 milhões para a conclusão do projeto, que já consumiu R$ 780 mil. (MM)

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Pleno escolhe novo desembargador

carlos alberto 190 curtinha tj   Nesta 5ª (27) o Pleno do Tribunal de Justiça, sob Carlos Alberto Alves, define quem vai assumir a vaga deixada pela desembargadora aposentada Cleuci Terezinha Chagas, que deixou o Pleno em janeiro. Ao total, 24 magistrados, da primeira quinta parte dos mais antigos lotados na Entrância Especial,...

Retorno e convidados de Rondonópolis

adilton sachetti curtinha   Apesar de ter se casado com Lidiane Campos longe de Rondonópolis, onde foi prefeito e pretende concorrer de novo ao mesmo posto, Adilton Sachetti fez questão de prestigiar dezenas de rondonopolitanos entre os 250 que receberam convite especial à festa matrimonial, realizada sábado, na pousada...

Prefeitos e dinheiro público com shows

marquinhos do dede curtinha   Algumas prefeitos estão aproveitando datas comemorativas, como o aniversário de seus municípios, para promover farra artística com dinheiro público. Em Paranatinga, por exemplo, o prefeito Marquinhos do Dedé (foto) autorizou gastar R$ 115 mil em dois shows dentro da...

Possível duelo entre Pátio e Sachetti

Em 2008, Adilton Sachetti (foto) era prefeito de Rondonópolis e, com a máquina a seu favor, tentou a reeleição e, mesmo assim, foi derrotado por Zé do Pátio. No próximo ano, 12 anos depois, os dois devem se enfrentar de novo nas urnas. Agora em posições inversas. Pátio, com o controle da máquina, buscará novo mandato. E Sachetti, pela oposição, pretende reconquistar a prefeitura para resgatar...

Situação de emergência na MT-100

As péssimas condições de trafegabilidade da MT-100, agravadas por ingerências e irresponsabilidade de empreiteiras que fizeram obras pela metade, levaram o governo estadual a decretar situação de emergência no trecho entre Torixoréu e Pontal do Araguaia e sob interferência da Defesa Civil. Com isso, está sendo possível executar obras paliativas sem licitação, uma forma de amenizar o transtorno,...

Após governador, prefeito vai à Bolívia

francis maris curtinha   Duas semanas depois do governador Mauro e dois secretários terem ido à Bolívia tratar da comercialização do gás e do fornecimento de ureia para MT, o prefeito de Cáceres Francis Maris (foto) e sua vice Eliene Liberato vão fazer igual. Ambos ficarão 10 dias em...

ENQUETE

Tramita na Câmara Federal o projeto 832/2019, do deputado José Medeiros, requentando uma proposta de 2007 do então deputado Jair Bolsonaro, propondo extinguir o Exame da Ordem como exigência para inscrição na OAB e, assim, poder exercer a profissão. O que você acha disso?

Concordo - esse Exame tem de acabar

Discordo - bacharel precisa, sim, se submeter ao Exame

Sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.