ROTAS E PERCALÇOS

Sexta-Feira, 21 de Março de 2014, 08h:08 | Atualizado: 21/03/2014, 11h:46

6 rodovias federais cortam o Estado; Dnit diz aplicar R$ 600 mi em 2014


Reportagem Especial

rodovias-1

6 rodovias federais cortam o Estado e juntas somam 5 mil km. Principal é a BR-163

Mato Grosso é “cortado” por seis rodovias federais: BR-163, BR-364, BR-158, BR-070, BR-174 e BR-242, sendo que as duas primeiras são as maiores em extensão. Juntas as BRs somam mais de 5 mil km somente em território estadual, ligando principalmente às regiões Norte, Sul e Sudeste do país. 

A BR-163 e a BR-364 também são as mais importantes para o Estado por serem corredores do escoamento de grãos, como soja, milho e também algodão. Os caminhoneiros têm a opção de seguir pela BR-163 no sentido Mato Grosso do Sul – São Paulo, e/ou pela BR-364, descarregando a produção nos terminais ferroviários de Alto Araguaia e Alto Taquari, ou seguindo viagem por Goiás.

Como  tráfego é muito intenso, o maior pleito dos motoristas é para que os “corredores” sejam duplicados.

No caso da BR-163, a estrada foi entregue à concessão e, num prazo de 5 anos, o problema deve estar resolvido. Por enquanto, o que se vê são reclamações por parte de quem transita no local, especialmente os caminhoneiros. "Quando cruzamos a divisa do Estado, parece que entramos em outra realidade. Até um cego consegue perceber a diferença da qualidade da estrada. O problema é MT. Sempre foi", reclama o motorista Cristiano Zanotelli.

Hoje um dos maiores apelos de quem precisa trafegar pelas rodovias é a conclusão da BR-158, no Vale do Araguaia, pois não há via de qualidade para transportar a produção dos municípios e da própria região.

Além disso, a expectativa é grande em torno da Rodovia dos Imigrantes, recém federalizada, no trecho do Trevo do Lagarto, em Várzea Grande, ao trevo de Santo Antônio do Leverger, já na região de Cuiabá. A estrada é alvo de diversas reclamações principalmente por conta dos constantes congestionamentos de carretas e má qualidade do pavimento.

O Dnit também enfrenta problemas na BR-70, onde o Ministério Público Federal em Cáceres obteve nesta semana liminar judicial que obrigada o Departamento a promover medidas de caráter emergencial de contenção do processo de degradação na rodovia, que se encontra exposta à erosão por conta da força das águas do Rio Paraguai.

Já na BR-163, na chegada de Terra Nova no Norte, duas pontes cederam ontem (20) devido às fortes chuvas. O incidente fez com que o trânsito ficasse interditado no local até que a empreiteira responsável, a Empa, solucionasse o problema.

Investimentos

Conforme o superintendente do Dnit em Mato Grosso, Luiz Antonio Ehret Garcia, apenas neste ano a União deve aplicar R$ 600 milhões na recuperação da malha viária e/ou duplicação de rodovias federais. Ele destaca três principais intervenções:a restauração entre Barra do Garças e Serra de São Vicente, em Cuiabá; obras na BR-174 entre Cáceres e Rondônia e a duplicação entre Rondonópolis e a Serra de São Vicente – dividida em 3 lotes e que é a mais aguardada, a previsão é que seja executada em 3 anos. “São obras de grande vulto. Superamos os projetos e já estão contratados”, reforça Luiz Antônio. 

O superintendente reforça ainda que, no caso da duplicação, conforme ela for sendo executada, aos poucos, o tráfego será redimensionado, aliviando a viagem dos condutores. Ele lembra que o trecho é alvo de críticas por parte da população e dos motoristas, já que a rodovia corta as cidades de Jaciara, Juscimeira, São Pedro da Cida e Santa Elvira, distrito de Juscimeira. “Quando fazemos as reuniões nas cidades, tem a turma que quer tirar os quebra molas e a que quer colocar mais. A cidade atrapalha a rodovia e a rodovia atrapalha a cidade. É uma relação ruim, negativa para os dois lados”. Luiz Antonio lembra que são cerca de 7 mil carretas passando por ali, por isso, a situação é complicada. Assim, para resolver a questão, durante a duplicação, serão feitas obras para que a rodovia contorne as cidades.

Galeria de Fotos

Credito: Davi Valle
Credito: Davi Valle
Credito: Davi Valle
Credito:
Credito:
Credito:
Credito: Durcy Arévalo
Credito: Durcy Arevalo

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Stopa vira trunfo do prefeito Emanuel

jos� roberto stopa 400   Filiado histórico do PV, José Roberto Stopa (foto) se tornou espécie de trunfo do prefeito Emanuel Pinheiro. Se o emedebista resolver buscar a reeleição, o que seria o caminho natural, Stopa pode entrar na chapa como candidato a vice ou simplesmente ficar de fora do...

Sem chance para ser desembargador

pio da silva curtinha 400   Pio da Silva (foto) é um advogado que não desiste nunca. Age no meio jurídico como aquele candidato insistente que faz questão de concorrer a cargo eletivo em toda eleição, mesmo sabendo da chance mínima de êxito nas urnas. Pio já se tornou um "eterno"...

Delação de Riva tira apoios à Janaina

max russi 400 curtinha   A delação de José Riva, que deve complicar a vida de vários ex-deputados e alguns dos atuais, dificultou a entrada da filha, deputada Janaina Riva, como primeira-secretária da futura Mesa, que será eleita na próxima semana, com Botelho na presidência pela terceira vez....

Wallace, calendário eleitoral e disputa

wallace 400 curtinha   Cassado em maio de 2015 por gastos ilícitos na campanha, após dois anos e quatro meses de mandato, o ex-prefeito de Várzea Grande, Wallace Guimarães (foto), do PV, está torcendo pelo adiamento da data das eleições. Com ganho de mais tempo, ele acredita que consiga obter ...

Rossato desiste; Lafin livre à reeleição

ari lafin curtinha 400 sorriso   Depois de ensaiar e travar discussões com seu grupo político, o empresário e ex-prefeito de Sorriso, a cidade conhecida como capital nacional do agronegócio, Dilceu Rossato decidiu não disputar a sucessão municipal neste ano. Com isso, o caminho fica mais livre para o...

Fazendo politicagem sobre Covid-19

rubia fernanda 400 curtinha   A tenente-coronel Rúbia Fernanda, pré-candidata ao Senado pelo Patriota, não só ignora medidas protetivas em relação à Covid-19, como isolamento social, mantendo agenda de visitas e reuniões, como passou a fazer politicagem com coisa séria. Numa...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.