Blog do Romilson Cuiabá, 26 de Janeiro DE 2021 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

RETROSPECTIVA-2009

Fiasco do concurso atingiu governador

01/01/2010, 09h:00 - Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

   No ano em que o governador Blairo Maggi (PR) figurou entre as personalidades mais influentes do mundo no ranking da revista Forbes, o republicano também acumulou o desgaste por causa do fiasco do que seria o maior concurso público do país, que teve as provas canceladas por desorganização e suspeita de vazamento de gabarito. O certame adiado para este 2010, a ser aplicado em três etapas, conta com 271 mil candidatos inscritos para 10.086 vagas no serviço público.

   Em 2009, o acionista do Grupo Amaggi conseguiu reverter a fama de devastador do meio ambiente e passou a receber até mesmo elogios dos ambientalistas, como do ministro do Meio Ambiente Carlos Minc, que já foi um dos inimigos de Maggi.

    Mato Grosso continua desmatando, mas caiu para a terceira colocação no ranking dos Estados da Amazônia Legal. A gestão Maggi acumulou pontos positivos por viabilizar financiamento para máquinas do tipo pá carregadeira, escavadeira hidráulica e motoniveladora e caminhões para atender os municípios dentro do plano de consórcios na recuperação de estradas. Deu prosseguimento ao plano de entregar 60 mil unidades habitacionais por meio de alguns programas, entre eles o Meu Lar. O governador criou o subprograma Uma Casa Por Hora e entregou 17.520 unidades em 2009. Avançou em obras de pavimentação asfáltica.

   Se ele um lado Maggi conta com elogios, principalmente por ações na infraestrutura e no setor econômico, de outro enfrenta críticas, em especial de quem considera que ele "militarizou" o governo, e também entre os políticos, por entenderem que Maggi deveria ser menos técnico e se articular mais. Há reclamações de que o governador deixou de ouvir os partidos da base aliada. São críticas endossadas em grande parte pelo senador Jayme Campos (DEM), que se uniu com o prefeito cuiabano Wilson santos (PSDB), já pensando nas eleições de outubro. Maggi, por sua vez, se transformou em cabo eleitoral do seu vice, o peemedebista Silval Barbosa, que assume o governo em 31 de março e buscará a reeleição.

   A interrupção no fornecimento de gás natural da Bolívia para o Estado também trouxe desgaste para a gestão Maggi. Ele foi um dos principais entusiastas da ideia de motoristas fazerem a conversão para rodar seus veículos com gás natural. Depois, faltou o produto. O transporte do gás do país vizinho até a usina Governador Mário Covas, em Cuiabá, empacou por falta de licença ambiental que precisa ser concedida pelo governo boliviano de Evo Morales. Agora a termelétrica corre o risco de ser desativada. O ex-vereador Helny de Paula, que preside a MTGás, e o vice Silval Barbosa conseguiram contornar provisoriamente o problema com a prorrogação do fim do fornecimento para este ano.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • eduardo | Sexta-Feira, 01 de Janeiro de 2010, 20h43
    0
    0

    Já dizia um velho adágio popular "uma mentira dita repetidas vezes parece ser verdade", e assim é a afirmação desta reportagem (e outras já publicadas pelo mesmo site) de que blairo maggi teria se transformado em "queridinho" dos ambientalistas. Essa assertiva é pura balela, engodo mesmo, uma vez que apenas uma meia dúzia de ONGs é que tem legitimado essa nefasta politica ambiental do governo do estado de mato grosso. a grande maioria das ongs de matogrosso e do brasil têm é um grande aversão ao governo da turma da botina, que usa o meio ambiente apenas como marketing ambiental. a politica ambiental do governo maggi é fraco, atrelado ao setor agrícola e aos interesses de parlamentares que buscam desmontar a legislação ambiental no estado de mato grosso. Portanto, meu caro Romilson, não continue propagando essa falsa idéia de que as ongs apoiam a desastrosa politica ambiental da turma da botina, isso não existe e é fruto da imaginação dessa turma que brinca em fazer gestão ambiental.

  • ROBSON ANTUNES | Sexta-Feira, 01 de Janeiro de 2010, 13h36
    0
    0

    O Blairo foi o único culpado, foi ele que colocou o Devito e foi Devito que convocou a UNEMAT. Eu sei que a alma humana é conservadora, resiste às mudanças...Mas com o tempo a gente se habitua com o nosso site RDNEWS...Ficou todo modernoso...vôte!!!

  • Silvia | Sexta-Feira, 01 de Janeiro de 2010, 12h21
    0
    0

    Adrea vc foi leve ao dizer sobre o desgaste do Governo. Não disse nada com relação ao caos da segurança, da Educação e da Saude. Um governo que tinha tudo para fazer o melhor e não fez nada.. vai sair sem dizer a que veio.......... E este site depois que mudou ficou horrivel. Igual a todos. Antes era gosto de ler, agora não acha as materias.

FICHA LIMPA

Wilson garante estar elegível

Por 26/01/2021, 18h:38 - Atualizado: 01h atrás

wilson santos 680

O deputado Wilson Santos assegura que reconquistou os direitos políticos, em recurso no Tribunal de Justiça. Portanto, está elegível.

Postar um novo comentário

APOSENTA OU RENUNCIA

Teis quer deixar TCE de qualquer jeito

Por 26/01/2021, 17h:41 - Atualizado: 02h atrás

waldir teis 680

Afastado da ativa como conselheiro há 3 anos e 4 meses por causa de denúncia de recebimento de propina, Waldir Teis quer deixar o Tribunal de Contas de qualquer jeito neste ano.

Postar um novo comentário

BARRADOS

2 deputados condenados não poderão ir à reeleição

Por 26/01/2021, 14h:37 - Atualizado: 05h atrás

wilson santos e romoaldo junior 680

Ex-prefeito de Cuiabá e Alta Floresta, respectivamente, Wilson Santos e Romoaldo Júnior, hoje deputados estaduais

Condenados em 2ª instância, dois deputados estaduais não poderão concorrer à reeleição no próximo ano, considerando os obstáculos impostos pela Lei da Ficha Limpa. São eles: Wilson Santos (PSDB) e Romoaldo júnior (MDB).

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • joaoderondonopolis | Terça-Feira, 26 de Janeiro de 2021, 17h08
    1
    2

    Basta na época da candidatura a reeleição pedir a suspensão da condenação.

  • Zeca Valeiro | Terça-Feira, 26 de Janeiro de 2021, 16h57
    1
    4

    O Lula foi condenado em 2.ª Instância e não está preso, por que esses aí não poderão ser candidatos? D.U.V.I.D.O. Duvido!

  • Zeca Valeiro | Terça-Feira, 26 de Janeiro de 2021, 16h56
    1
    2

    O Lula foi condenado em 2.ª Instância e não está preso, por que esses aí ficarão não poderão ser candidatos? D.U.V.I.D.O. Duvido!

INFRAESTRUTURA

Cai superintendente do Dnit-MT; ministro já define substituto

Por 25/01/2021, 23h:34 - Atualizado: 25/01/2021, 23h:42

Rodinei Crescêncio/Rdnews/arquivo

orlando fanaia 680 dnit

O engenheiro e servidor dos quadros efetivos do Dnit, Orlando Fanaia Machado, caiu.

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • Moreira | Terça-Feira, 26 de Janeiro de 2021, 17h30
    0
    0

    Helder Santos está em todos os sites passando pano pra todos os bandidos que existem no brasil. Vá trabalhar canalha!

  • Raul | Terça-Feira, 26 de Janeiro de 2021, 16h03
    2
    0

    Zeca, você é muito idiota, ignorante! Vai comer capim e fazer arminha.

  • Helder Santos | Terça-Feira, 26 de Janeiro de 2021, 11h57
    11
    5

    Tem um bando de desocupados que ficam o todo, só vomitando besteiras na internet. Não sabem o que diz, Fanaia foi um superintendente competente, durante o tempo que esteve a frente do DNIT/MT. Esteve a frente do belo trabalho realizado na duplicação BR 163 de Cuiabá a Rondonópolis, inclusive todo esse trabalho que estão sendo feito no distrito de Cuiabá, execução Rodoanel de Jaciara. Falam muita besteira.

NA CÂMARA

Vereadora nomeia 10 na equipe e diz não existir conflito com Bussiki

Por 25/01/2021, 22h:04 - Atualizado: 25/01/2021, 22h:05

michelly alencar 680

A jornalista e vereadora Michelly Alencar contesta informação de que estaria sendo vítima de "fogo amigo" do grupo de Marcelo Bussiki por não ter nomeado no gabinete parte da equipe do ex-vereador.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Juca | Terça-Feira, 26 de Janeiro de 2021, 15h54
    2
    2

    Bem feito pra essa gentalha que votou no Bozonaro corrupto e nesses vereadores. Sinto nojo de brasileiros.

  • Zeca | Terça-Feira, 26 de Janeiro de 2021, 11h30
    10
    2

    Só pensam neles. Essa aí já mostrou para o que veio. Não terá um projeto sequer razoável para o município e sua população.

ONTEM E HOJE

Após promessa, deputado deve nomear Abílio no gabinete

Por 25/01/2021, 20h:39 - Atualizado: 25/01/2021, 21h:31

jose medeiros 680

O deputado federal bolsonarista José Medeiros, que perdeu para o Senado na suplementar de novembro, está relutando, mas, pelo visto, terá de cumprir um acordo empregatício amarrado com Abílio Júnior, derrotado a prefeito de Cuiabá.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Zeca Valeiro | Terça-Feira, 26 de Janeiro de 2021, 11h27
    5
    5

    Zé Burguês, você é tão pobre de espírito e tão fraco intelectualmente! Porque não fica calado para que ninguém saiba?

  • Odorico Silva | Terça-Feira, 26 de Janeiro de 2021, 10h21
    9
    6

    Alto lá. Abílio não é contra nomeação de servidor sem concurso. Ele é sim contra o cabide de emprego como o que ocorre em vários órgãos públicos em todas as esferas. Dizem que na prefeitura de Cuiabá e Várzea Grande tem mais servidor temporário que efetivo. É isso que ele combate. Vamos dar a Cezar o que é de Cezar!

  • Ze Burguês | Terça-Feira, 26 de Janeiro de 2021, 08h51
    13
    15

    Bolsonaro, Medeiros e Barbudo são exemplos de políticos corruptos que fingiram ser novos, mas apenas para enganar os eleitores analfabetos. Temos que nos mobilizar e pedir impeachment de Bolsonaro genocida responsável por essas mortes coronavirus ao ladrar que era gripezinha.

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2662