Blog do Romilson Cuiabá, 21 de Abril DE 2021 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

RETROSPECTIVA-2009

Wilson troca comando de 12 secretarias

01/01/2010, 08h:13 - Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

   Doze secretarias passaram por mudanças de comando ao longo de 2009 na gestão do prefeito de Cuiabá Wilson Santos. Na pasta de Governo, por exemplo, foram três trocas. Primeiro estava Andelson Gil do Amaral, que saiu para o prefeito acomodar o suplente de senador Osvaldo Sobrinho (PTB), primo do próprio Wilson. Em setembro, o petebista deixou a pasta e foi empossado por quatro meses no Senado no lugar do titular Jayme Campos (DEM). Assume Moisés Dias.

   Em fevereiro, Wilson Santos empossou o engenheiro civil Arquimedes Pereira Lima (PV) na secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano. Ele substitui Osmário Daltro, que passou a conduzir a pasta do Trabalho, Desenvolvimento Econômico e Turismo no lugar de Moisés Dias. Este, por sua vez, passou a exercer a função de adjunto de Governo e, depois, foi para o primeiro escalão.

   Em março, foi a vez do advogado João Emanuel Moreira Lima ser nomeado para a Agência Municipal de Habitação Popular, no lugar de João Vieira, que passou a comandar as obras do PAC em Cuiabá e, depois, se desligou da administração tucana. Na coordenadoria das obras do PAC, o prefeito iniciou com João Vieira e, depois, nomeou para a vaga o ex-presidente do Intermat Aparecido Alves, o Cido.

   Agripino Bonilha assumiu a secretaria extraordinária para Assuntos da Copa de Cuiabá e, com sua saída para integrar a diretoria da Agecopa, a cadeira ficou com Pedro Shinohara, ex-secretário municipal de Esportes. Na Comunicação, o jornalista Maurélio Menezes pediu exoneração. Para a vaga foi nomeado o também jornalista Flávio Garcia. Já na Saúde, o secretário Luiz Soares enfrentou a ira dos médicos e, já no final do ano, pediu exoneração. Ele tentou voltar, mas as negociações não deram certo. O médico Maurélio Ribeiro assumiu a Saúde.

   Considerado até então um dos “intocáveis” da gestão Wilson Santos, o procurador-geral de Cuiabá José Antônio Rosa "caiu", após ser preso na Operação Pacenas sob acusação de envolvimento em fraudes nas licitações das obras do PAC. No seu lugar o prefeito nomeou o ex-presidente da OAB e presidente municipal do PSDB Ussiel Tavares. Outro “intocável” que deixou o primeiro escalão em 2009 foi o secretário de Cultura Mário Olímpio (PV). Ele se tornou um dos assessores diretos do prefeito, enquanto a Cultura está sob o vereador licenciado Adevair Cabral. Osmário Daltro deixou o Meio Ambiente para gerir o Desenvolvimento Econômico e Turismo. A pasta era ocupada por Moisés Dias. Por fim, Celcita Pinheiro pediu exoneração do comando da área social. Está aguardando o prefeito chegar de licença de 15 dias para deixar a pasta de vez.

Postar um novo comentário

RUMO A 2022

Direita se reúne e já tem nomes articulados para Governo e Senado

Por 20/04/2021, 20h:38 - Atualizado: 06h atrás

deputados direita reuniao

A um ano e seis meses das eleições gerais, a direita já se articula por candidaturas proporcionais e majoritárias em Mato Grosso.

Postar um novo comentário

RUMO A 2022

Quem são os nomes do Araguaia na pré-disputa para deputado federal

Por 20/04/2021, 18h:48 - Atualizado: 08h atrás

antonio bosaipo 680

O Grande Araguaia, com seus 35 municípios, apresenta uma "inflação" de pré-candidatos para 2022 não só a deputado estadual, mas também para federal.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Carina | Terça-Feira, 20 de Abril de 2021, 20h34
    8
    7

    Bosaipo na cabeça

  • Olavo Behling | Terça-Feira, 20 de Abril de 2021, 19h57
    8
    8

    Chegou a hora de colocarmos sangue novo na Câmara dos Deputados em Brasília. Em 2022 Antonio Bosaipo é o nome preferido.

  • Sérgio Ramos | Terça-Feira, 20 de Abril de 2021, 19h35
    1
    3

    Com tantos candidatos o resultado será novamente o Vale do Araguaia sem nenhum representante.

PREGÃO

Em compra gigante, Cáceres inclui 633 ares-condicionados

Por 20/04/2021, 16h:40 - Atualizado: 06h atrás

wilson kishi 680

A Prefeitura de Cáceres fará um pregão gigante, em 4 de maio, para adquirir materiais permanentes, como mobiliário, equipamentos e ares-condicionados, de modo a atender demandas estruturais de 10 secretarias.

Postar um novo comentário

AMPLIANDO BASE

O avanço político de Max

Por 20/04/2021, 10h:34 - Atualizado: 20/04/2021, 10h:36

Rdnews/arquivo

max russi 680

Sem alarde, o deputado Max Russi, que atua em três frentes, está ampliando sua base eleitoral.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • João Batista Vasconcelos Junior | Terça-Feira, 20 de Abril de 2021, 19h35
    0
    3

    Este é sem sombra de duvida um politico moderno, competente e inteligente. Parabéns Deputado Max, pelo brilhante trabalho que faz a frente da Assembleia como seu presidente.

  • braytner bremer fialho | Terça-Feira, 20 de Abril de 2021, 13h33
    5
    13

    Max um grande líder politico, foi o melhor prefeito de jaciara hoje uma liderança no estado de mato grosso tem nosso respeito , e nossa admiração , pois o deputado luda por todos Mato-Grossenses, em pouco tempo vai ser nosso governador, pode contar comigo deputado.

  • Davi | Terça-Feira, 20 de Abril de 2021, 11h42
    15
    8

    Mal se elegeu deputado. Carrega o peso de ter sido base do REJEITADO Taques e agora do REJEITADO Mauro Mendes. Não se surpreendam com o resultado das urnas. Esse é o primo irmão do WS - se não tomar cuidado não alcança os 12 mil votos.

INFIDELIDADE PARTIDÁRIA

Pra se salvar, Cattani cita BO, arrola 6 testemunhas e quer ação extinta

Por 19/04/2021, 18h:48 - Atualizado: 19/04/2021, 18h:51

gilberto cattani 680

Em sua contestação ao pedido de cassação do mandato por infidelidade partidária, o recém-empossado deputado Gilberto Cattani alega que o suplente Emilio Populo, que pleiteia a cadeira, ajuizou ação antes do prazo estabelecido, o que contraria a norma eleitoral.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Fabinn | Terça-Feira, 20 de Abril de 2021, 08h45
    9
    0

    Tosco, porém, esperto quando se trata de dinheiro e poder! Pra quem estava apagado la nos rincões de Nova Mutum, a coisa esta ficando gostosa

  • marlon lopes | Terça-Feira, 20 de Abril de 2021, 07h10
    12
    0

    Esse nao tem futuro....vai voltar para o curral

  • Sônia Campos | Segunda-Feira, 19 de Abril de 2021, 21h52
    8
    1

    Nada haver essa justificativa! Jogou no lixo o entendimento jurídico Eleitoral

RUMO AO SENADO

Só apoio de Bolsonaro não elege Medeiros

Por 19/04/2021, 14h:20 - Atualizado: 19/04/2021, 14h:22

jos� medeiros 680

Num Estado em que a principal engrenagem que puxa a economia é o agronegócio, apenas o apoio político de Bolsonaro não será suficiente para eleger José Medeiros senador nas urnas do próximo ano, mesmo com boa parte do eleitorado considerado conservador e inclinado às ideologias de direita.

Postar um novo comentário

Comentários (13)

  • elias | Terça-Feira, 20 de Abril de 2021, 09h49
    7
    0

    morrerão abraçados na praia

  • SEBASTIÃO BENILDO RCOHA | Segunda-Feira, 19 de Abril de 2021, 20h30
    20
    2

    Não é todo dia que acefalia substitui cerebro pensante e estrutura. fALA BOBAGEM DEMAIS, NÃO TEM PROJETO NEM PROPOSTA PRA SOCIEDADE. BABA OVO NÃO CRIA IMGAGEM PROPRIA.

  • Citizenship | Segunda-Feira, 19 de Abril de 2021, 19h48
    8
    1

    A regra de proibição de coligações partidárias em eleições parlamentares produz efeitos interessantes. Deputado federal de um partido pequeno parece vislumbrar um cenário de não reeleição e então discute uma candidatura majoritária, a senador. Será que este é o motivo?

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2696