Blog do Romilson Cuiabá, 25 de Fevereiro DE 2020 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

"Salve Geral" pega o Estado de surpresa e apavora a população; bandidos são soltos

Por 30/12/2016, 08h:52 - Atualizado: 30/12/2016, 09h:05

selo_retrospectiva2016

No ano de 2016 Mato Grosso começou a conhecer uma realidade antes só vista pela televisão e que chocou a população. Os atentados denominados “Salve Geral”, ordenados de dentro dos presídios, pegou o Estado de surpresa e apavorou os cidadãos. Os bandidos que causaram terror no Estado já estão soltos. 

Na noite de 10 de junho, uma sexta, ocorreram, em Cuiabá e Várzea Grande, diversos ataques a ônibus, sendo alguns completamente tomados pelo fogo. Pelo menos três ônibus foram incendiados. Um dos casos aconteceu na avenida General Melo, próximo à avenida Beira Rio, na região do bairro Praiero. O outro foi queimado no bairro Jardim Vitória.

Segundo o chefe da Polícia Civil, delegado Adriano Peralta, à época, a ordem para o ataque partiu de criminosos dentro da cadeia, como uma forma de retaliação à suspensão das visitas devido à greve dos agentes penitenciários.

.

salve_geral.jpg

 Imagem dos ônibus incendiados durante o ataque do Salve Geral em Mato Grosso, em 10 de junho

Durante todo aquele final de semana, a Sesp, em conjunto com autoridades, realizaram trabalho de força tática para coibir mais ataques. "A cúpula está toda reunida neste momento na Sesp. Hoje à noite ainda o departamento do GOE, do Garra, do Bope e do GCCO já vão para a rua com a máxima de evitar novos ataques em pontos estratégicos", explicou na época o delegado em  áudio pelo Whatsapp.

Os bandidos também usaram o Whatsapp para dar as ordens dos ataques. O áudio dos criminosos citava vários bairros de Cuiabá e Várzea Grande, incluindo ataques a casas de agentes, ônibus e tiroteio. “É pra botar o bagulho no vermelho entendeu? Tacar fogo nos ônibus. A voz veio da torre, entendemos. Nós estamos sendo oprimidos aqui. Aquele que não somar, é bom se jogar já”, dizia um dos mandantes.

Nos dois casos, os incêndios foram controlados pelo Corpo de Bombeiros. Não houve registro de feridos. Vídeos e fotos que circularam pelas redes sociais mostraram os atos de vandalismo. A Polícia Civil chegou a recomendar que a população não saísse para as ruas.

Agentes são alvo

Dois agentes penitenciários foram vítimas de ataques na noite daquela sexta, mas não ficaram feridos. “Houve ameaças e os servidores tiveram cautela. Os casos registrados foram parecidos. Em Cuiabá, o agente estava em uma reunião e foi para casa por volta de 19h30. Ele foi abordado por alguns indivíduos e correu para casa. Ele teve a residência e o veículo atingidos por tiros. Em Várzea Grande, perto do 4º Batalhão da Polícia Militar, alguns homens atiraram contra a casa e o carro de outro agente”, relatou o presidente do sindicato dos Servidores Penitenciários (Sindspen), João Batista, ao à época.

Mentores dos ataques

Os ataques ocorreram em Cuiabá, Várzea Grande, Primavera do Leste e Barra do Garças. Na Capital três ônibus foram incendiados, agentes penitenciários foram alvos de atentados, além de tiros que foram disparados contra prédios e bases da polícia. Uma viatura da PM, uma Kombi e dois carros que pertence ao sistema prisional também foram incendiados.

O primeiro preso, identificado como Reginaldo Aparecido Moreira, foi apontado no sábado (11 de junho) como o mentor da onda de ataques. Outros três detentos foram identificados e autuados na noite de domingo: João Luiz Baranosk, Reginaldo Silva Rios e Carlos Alberto Vieira Teixeira. A Sesp diz que os três também organizaram as ações de dentro da unidade onde cumprem pena.

Depois dos ataques, uma revista foi feita entre os raios 3 e 4 da Penitenciária Central do Estado. Foram encontrados aparelhos celulares e materiais diversos que comprovariam a participação dos presos nas ordens de ataques criminosos em Mato Grosso.

Conforme informações de processos criminais pela Justiça de Mato Grosso, os quatro presos foram condenados ou respondem a diversos crimes, entre eles assalto a banco, roubo, homicídio e tráfico de drogas. O mentor dos ataques, Reginaldo Aparecido Moreira, responde por tráfico de drogas e homicídio.

O segundo preso, João Luiz Baranoski, de 34 anos, é citado em quatro processos, sendo em Porto dos Gaúchos, Tabaporã, Cláudia e Sinop. Ele é apontado pelo Ministério Público Estadual (MPE) como integrante de uma quadrilha que assaltava agências bancárias em Mato Grosso, Acre e Rondônia.

Em um dos processos, ele é tido como integrante de uma organização criminosa que assaltou uma agência bancária em Tabaporã, em setembro de 2009. Naquela ocasião, seis homens fortemente armados e encapuzados dispararam contra as portas do prédio e fizeram reféns. Clientes e funcionários foram obrigados a se prostrarem à frente da agência sob a mira das armas.

As vítimas foram colocadas como escudo humano para impedir a aproximação dos policiais da cidade. Desse assalto, a quadrilha conseguiu levar R$ 166 mil do cofre do banco.

O terceiro preso, identificado como Reginaldo Silva Rios, de 35 anos, é condenado por tráfico de drogas e responde a processos em Cuiabá e Várzea Grande. Reginaldo, conforme informações dos processos judiciais, é considerado um dos chefes de uma organização criminosa que age de dentro dos presídios em Mato Grosso. O último preso, Carlos Alberto Vieira Teixeira, de 35 anos, responde por roubo em Barra do Bugres e Cuiabá.

.

salve_conversa.jpg

Trecho do áudio transcrito dos bandidos ao dar ordens para  ataques do Salve Geral em Mato Grosso

Prisões e soltura

Além dos quatro detentos que foram identificados como os organizadores dos ataques, a polícia prendeu, até domingo (12 de junho), 16 pessoas que teriam envolvimento nos casos. No sábado (11), 14 pessoas foram presas, sendo 10 em Cuiabá e Várzea Grande, e outras quatro em Primavera do Leste, onde foram queimadas uma viatura desativada da Polícia Militar e um veículo utilitário.

No domingo, policiais militares de Barra do Garças prenderam duas pessoas suspeitas de atear fogo em duas viaturas do Sistema Socioeducativo do município.

A juíza da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, Selma Arruda, decidiu, na última quarta (21 de dezembro), revogar as prisões de Reginaldo Aparecido Moreira, mentor dos ataques, e João Luiz Baranosk, também um dos líderes do Salve Geral, que provocou clima de terror e insegurança em Cuiabá e no interior. Os dois ex-detentos que seriam transferidos são acusados de integrarem a organização Comando Vermelho (CV).  

Para explicar a decisão, a magistrada alegou que após as informações do Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário (GMF), de que a Penitenciária Central do Estado (PCE) está à beira de um colapso em razão da superlotação, acarretando risco de rebelião, bem como diante da proximidade do recesso forense, decidiu pela soltura dos meliantes. “O que dificulta o trâmite dos processos, passo a analisar, de ofício, a situação processual dos réus presos nestes autos, deliberando sobre a necessidade ou não de sua manutenção em cárcere”.

Juiza manda soltar responsáveis pelos ataques criminosos no Estado

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Antonio Nene | Sexta-Feira, 30 de Dezembro de 2016, 09h12
    0
    0

    Antonio Nene, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

BENESSES DO PODER

A vida boa do presidente da AMM

Por 24/02/2020, 18h:41 - Atualizado: 24/02/2020, 18h:53

neurilan fraga 680

Neurilan Fraga, que usa em demasia a estrutura da AMM para se projetar politicamente - primeiro tentou, sem êxito, candidatura a deputado federal em 2018 e agora sonha em concorrer ao Senado -, elevou o próprio salário.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • CHIRRÃO | Segunda-Feira, 24 de Fevereiro de 2020, 22h00
    4
    0

    SEM PRESTAR CONTA FICA DIFÍCIL!!

  • Orlando figueiredo | Segunda-Feira, 24 de Fevereiro de 2020, 21h17
    0
    17

    Porque, só este site fala mal do competente e futuro senador Neurilan fraga? Porque será hem?

  • joana | Segunda-Feira, 24 de Fevereiro de 2020, 18h50
    24
    0

    mais uma vergonha pro MT

SAÚDE PÚBLICA

Prefeito vistoria obra mal "acabada" da UPA Verdão e exige qualidade

Por 24/02/2020, 14h:43 - Atualizado: 24/02/2020, 14h:48

emanuel pinheiro 680

Trajando uma camisa com estampa toda colorida, típica de carnavalesco, o prefeito da Capital Emanuel Pinheiro fez uma vistoria hoje às obras da UPA Verdão. Prometeu fazer novas checagens na próxima semana, nesta fase de acabamento. Deve inaugurá-la em 9 de março.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • moreira | Segunda-Feira, 24 de Fevereiro de 2020, 15h01
    0
    0

    moreira, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

CARNAVAL

Frevo em Chapada do alto confira

Por 24/02/2020, 10h:52 - Atualizado: 24/02/2020, 10h:53

carnaval chapada 680

A turística Chapada dos Guimarães atraiu para este Carnaval o maior número de foliões da Baixada Cuiabana. As ruas centrais foram tomadas no domingo, ainda no período vespertino, empurradas por trios elétricos e pelo tradicional bloco do Bode do Karuá.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Maria | Segunda-Feira, 24 de Fevereiro de 2020, 11h08
    4
    0

    Tem mais carro do q gente!

ELEIÇÃO SUPLEMENTAR

Abicalil desiste e, em carta, anuncia Barranco ao Senado veja

Por 24/02/2020, 00h:44 - Atualizado: 24/02/2020, 00h:50

valdir barranco 680

Carlos Abicalil recuou da ideia de tentar o Senado e agora defende a candidatura do deputado Valdir Barranco, de quem é assessor parlamentar.

Postar um novo comentário

MESA DA ASSEMBLEIA

Pela 1ª Secretaria, Janaína leva vantagem, mas Max joga pesado

Por 23/02/2020, 21h:01 - Atualizado: 24/02/2020, 11h:05

max russi janaina riva 680

Max Russi (PSB) e Janaína Riva (MDB), longe da convivência pública, travam uma disputa fraticida pela futura Primeira-Secretaria, segundo cargo mais importante da Mesa, por ser quem ordena despesas de um Legislativo que recebe R$ 42,2 milhões mensais de duodécimo (R$ 506,8 milhões anuais).

Postar um novo comentário

ACORDÃO

Gisela no PDT para apoiar Pivetta ao Senado e ser apoiada à prefeita

Por 23/02/2020, 18h:15 - Atualizado: 23/02/2020, 19h:27

gisela simona 680

A suplente de deputada federal Gisela Simona confirmou para Nilson Leitão (PSDB) a intenção de trocar o Pros pelo PDT.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Alice | Segunda-Feira, 24 de Fevereiro de 2020, 17h09
    0
    0

    Alice, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Alice | Segunda-Feira, 24 de Fevereiro de 2020, 17h08
    0
    0

    Alice, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Eliana Roger | Domingo, 23 de Fevereiro de 2020, 21h51
    2
    4

    Acorda Gisela, vc só tem um pouco de votos em Cuiabá, e na VG onde voce é conhecida graças ao PROCOM, mais essas duas cidade tem apenas 600.000 eleitores, o equivalente a 25% do eleitorado de Mato Grosso, que é de cerca de 2.300.000 eleitores. Os demais MUnicipios do Interior tem 75% dos votos. Voce não ganha para o Senado nem a paú . A final vai ser o Julio Campos, versus Piveta.

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2497