Blog do Romilson Cuiabá, 06 de Junho DE 2020 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

"Salve Geral" pega o Estado de surpresa e apavora a população; bandidos são soltos

Por 30/12/2016, 08h:52 - Atualizado: 30/12/2016, 09h:05

selo_retrospectiva2016

No ano de 2016 Mato Grosso começou a conhecer uma realidade antes só vista pela televisão e que chocou a população. Os atentados denominados “Salve Geral”, ordenados de dentro dos presídios, pegou o Estado de surpresa e apavorou os cidadãos. Os bandidos que causaram terror no Estado já estão soltos. 

Na noite de 10 de junho, uma sexta, ocorreram, em Cuiabá e Várzea Grande, diversos ataques a ônibus, sendo alguns completamente tomados pelo fogo. Pelo menos três ônibus foram incendiados. Um dos casos aconteceu na avenida General Melo, próximo à avenida Beira Rio, na região do bairro Praiero. O outro foi queimado no bairro Jardim Vitória.

Segundo o chefe da Polícia Civil, delegado Adriano Peralta, à época, a ordem para o ataque partiu de criminosos dentro da cadeia, como uma forma de retaliação à suspensão das visitas devido à greve dos agentes penitenciários.

.

salve_geral.jpg

 Imagem dos ônibus incendiados durante o ataque do Salve Geral em Mato Grosso, em 10 de junho

Durante todo aquele final de semana, a Sesp, em conjunto com autoridades, realizaram trabalho de força tática para coibir mais ataques. "A cúpula está toda reunida neste momento na Sesp. Hoje à noite ainda o departamento do GOE, do Garra, do Bope e do GCCO já vão para a rua com a máxima de evitar novos ataques em pontos estratégicos", explicou na época o delegado em  áudio pelo Whatsapp.

Os bandidos também usaram o Whatsapp para dar as ordens dos ataques. O áudio dos criminosos citava vários bairros de Cuiabá e Várzea Grande, incluindo ataques a casas de agentes, ônibus e tiroteio. “É pra botar o bagulho no vermelho entendeu? Tacar fogo nos ônibus. A voz veio da torre, entendemos. Nós estamos sendo oprimidos aqui. Aquele que não somar, é bom se jogar já”, dizia um dos mandantes.

Nos dois casos, os incêndios foram controlados pelo Corpo de Bombeiros. Não houve registro de feridos. Vídeos e fotos que circularam pelas redes sociais mostraram os atos de vandalismo. A Polícia Civil chegou a recomendar que a população não saísse para as ruas.

Agentes são alvo

Dois agentes penitenciários foram vítimas de ataques na noite daquela sexta, mas não ficaram feridos. “Houve ameaças e os servidores tiveram cautela. Os casos registrados foram parecidos. Em Cuiabá, o agente estava em uma reunião e foi para casa por volta de 19h30. Ele foi abordado por alguns indivíduos e correu para casa. Ele teve a residência e o veículo atingidos por tiros. Em Várzea Grande, perto do 4º Batalhão da Polícia Militar, alguns homens atiraram contra a casa e o carro de outro agente”, relatou o presidente do sindicato dos Servidores Penitenciários (Sindspen), João Batista, ao à época.

Mentores dos ataques

Os ataques ocorreram em Cuiabá, Várzea Grande, Primavera do Leste e Barra do Garças. Na Capital três ônibus foram incendiados, agentes penitenciários foram alvos de atentados, além de tiros que foram disparados contra prédios e bases da polícia. Uma viatura da PM, uma Kombi e dois carros que pertence ao sistema prisional também foram incendiados.

O primeiro preso, identificado como Reginaldo Aparecido Moreira, foi apontado no sábado (11 de junho) como o mentor da onda de ataques. Outros três detentos foram identificados e autuados na noite de domingo: João Luiz Baranosk, Reginaldo Silva Rios e Carlos Alberto Vieira Teixeira. A Sesp diz que os três também organizaram as ações de dentro da unidade onde cumprem pena.

Depois dos ataques, uma revista foi feita entre os raios 3 e 4 da Penitenciária Central do Estado. Foram encontrados aparelhos celulares e materiais diversos que comprovariam a participação dos presos nas ordens de ataques criminosos em Mato Grosso.

Conforme informações de processos criminais pela Justiça de Mato Grosso, os quatro presos foram condenados ou respondem a diversos crimes, entre eles assalto a banco, roubo, homicídio e tráfico de drogas. O mentor dos ataques, Reginaldo Aparecido Moreira, responde por tráfico de drogas e homicídio.

O segundo preso, João Luiz Baranoski, de 34 anos, é citado em quatro processos, sendo em Porto dos Gaúchos, Tabaporã, Cláudia e Sinop. Ele é apontado pelo Ministério Público Estadual (MPE) como integrante de uma quadrilha que assaltava agências bancárias em Mato Grosso, Acre e Rondônia.

Em um dos processos, ele é tido como integrante de uma organização criminosa que assaltou uma agência bancária em Tabaporã, em setembro de 2009. Naquela ocasião, seis homens fortemente armados e encapuzados dispararam contra as portas do prédio e fizeram reféns. Clientes e funcionários foram obrigados a se prostrarem à frente da agência sob a mira das armas.

As vítimas foram colocadas como escudo humano para impedir a aproximação dos policiais da cidade. Desse assalto, a quadrilha conseguiu levar R$ 166 mil do cofre do banco.

O terceiro preso, identificado como Reginaldo Silva Rios, de 35 anos, é condenado por tráfico de drogas e responde a processos em Cuiabá e Várzea Grande. Reginaldo, conforme informações dos processos judiciais, é considerado um dos chefes de uma organização criminosa que age de dentro dos presídios em Mato Grosso. O último preso, Carlos Alberto Vieira Teixeira, de 35 anos, responde por roubo em Barra do Bugres e Cuiabá.

.

salve_conversa.jpg

Trecho do áudio transcrito dos bandidos ao dar ordens para  ataques do Salve Geral em Mato Grosso

Prisões e soltura

Além dos quatro detentos que foram identificados como os organizadores dos ataques, a polícia prendeu, até domingo (12 de junho), 16 pessoas que teriam envolvimento nos casos. No sábado (11), 14 pessoas foram presas, sendo 10 em Cuiabá e Várzea Grande, e outras quatro em Primavera do Leste, onde foram queimadas uma viatura desativada da Polícia Militar e um veículo utilitário.

No domingo, policiais militares de Barra do Garças prenderam duas pessoas suspeitas de atear fogo em duas viaturas do Sistema Socioeducativo do município.

A juíza da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, Selma Arruda, decidiu, na última quarta (21 de dezembro), revogar as prisões de Reginaldo Aparecido Moreira, mentor dos ataques, e João Luiz Baranosk, também um dos líderes do Salve Geral, que provocou clima de terror e insegurança em Cuiabá e no interior. Os dois ex-detentos que seriam transferidos são acusados de integrarem a organização Comando Vermelho (CV).  

Para explicar a decisão, a magistrada alegou que após as informações do Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário (GMF), de que a Penitenciária Central do Estado (PCE) está à beira de um colapso em razão da superlotação, acarretando risco de rebelião, bem como diante da proximidade do recesso forense, decidiu pela soltura dos meliantes. “O que dificulta o trâmite dos processos, passo a analisar, de ofício, a situação processual dos réus presos nestes autos, deliberando sobre a necessidade ou não de sua manutenção em cárcere”.

Juiza manda soltar responsáveis pelos ataques criminosos no Estado

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Antonio Nene | Sexta-Feira, 30 de Dezembro de 2016, 09h12
    0
    0

    Antonio Nene, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

RUMO À APOSENTADORIA

Ex-deputado vai "arrastado" pra sala

Por 05/06/2020, 20h:02 - Atualizado: 08h atrás

ellene lima 680

Aos 65 anos e já cansadão, Eliene Lima, que voltou à sala de aula após quase 30 anos de vida pública, estava indo arrastado para o IFMT, onde é lotado como professor de matemática, até antes da pandemia. 

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Juca | Sexta-Feira, 05 de Junho de 2020, 21h42
    5
    0

    Esse tem histórico de m...

  • Mário Figueiredo | Sexta-Feira, 05 de Junho de 2020, 21h31
    5
    0

    He Mato Grosso....mais um que se deu bem!!!!

  • José Eduardo | Sexta-Feira, 05 de Junho de 2020, 20h16
    5
    1

    Outro mestre da demagogia.

MORTE PREMATURA

1º exame em Adriano dá negativo para Covid-19

Por 05/06/2020, 12h:42 - Atualizado: 05/06/2020, 12h:45

adriano silva 680

O exame feito em Cáceres em Adriano Silva, que faleceu na última quarta (4), deu negativo para Covid-19.

Postar um novo comentário

PRECAUÇÃO

Governador deixa residência para fazer exame e nega viagem para SP

Por 05/06/2020, 11h:52 - Atualizado: 05/06/2020, 12h:26

mauro mendes 680

O governador Mauro Mendes, por meio da Secretaria de Comunicação, assegura que continua em casa e desmente a informação de que teria viajado a São Paulo, nesta madrugada, para continuar tratamento contra coronavírus no hospital Sírio-Libanês.

Postar um novo comentário

Comentários (11)

  • Mauro | Sexta-Feira, 05 de Junho de 2020, 21h39
    3
    1

    Num momento de dificuldades pelo qual todos nós estamos passando na minha opinião faz-se necessário todo órgão de impressa ter cuidado e checar primeiro a informação antes de divulgá-la, sob pena de produzir e publicar algo inverídico o que de nada contribui no momento atual

  • Eve | Sexta-Feira, 05 de Junho de 2020, 17h16
    22
    3

    Vocês publicaram que ele tinha viajado para Sao Paulo se tratar no Sírio. Qual é a noticia verdadeira ? Ou voces espalham FAKES NEWS?

  • fabinn | Sexta-Feira, 05 de Junho de 2020, 14h39
    30
    2

    Isso ai governador, não lhe desejo mal, porém, peço que mostre a qualidade dos hospitais públicos em Cuiabá. Por favor, não pensem errado sobre minha opinião, mas será que o governador iria para o Metropolitano? Santa Casa? Mostre que confia no serviço desses hospitais sr governador. Por favor, eu peço perdão pela fala, não desejo mal de ninguém, não estou usando a doença do governador, só uma curiosidade minha. Desejo melhoras ao nosso chefe de estado.

PROCESSO ELEITORAL

Mesmo sob pandemia, reitor da UFMT já convoca Colégio Eleitoral

Por 04/06/2020, 20h:43 - Atualizado: 04/06/2020, 20h:48

evandro ufmt 680

Mesmo com as atividades da UFMT suspensas por causa da pandemia, o reitor Evandro Soares da Silva, que já se movimenta pela recondução ao cargo, convocou reunião do Colégio Eleitoral Especial.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Antonio Carlos jaudy | Sexta-Feira, 05 de Junho de 2020, 09h47
    5
    1

    Quero saber quem disse que ele é candidato único? Quero saber se consulta a instituição se faz através de uma Live? Se esse pleito não tiver transparência, justiça e legalidade será motivo de demanda jurídica e responsabilização dos que não cumprirem os ditames legais. A professora Danieli Backes é também candidata e está muito bem cotada quero ver se o nome dela não irá constar da lista tríplice.

  • DANIELI BACKES | Sexta-Feira, 05 de Junho de 2020, 09h34
    3
    3

    Antônio, quem é você que fala em nome da UFMT? De onde parte sua informação de que os pre-candidatos retiraram sua candidatura? E esse consenso, foi construído como? Quando a comunidade interna da UFMT foi consultada a respeito?

  • DANIELI BACKES | Sexta-Feira, 05 de Junho de 2020, 09h30
    3
    1

    Antônio, esse consenso foi construído como? Quando a comunidade interna da UFMT foi consultada a respeito?

ANTES E DEPOIS

Prefeito de Cáceres agora elogia Adriano; pura falsidade assista

Por 04/06/2020, 15h:46 - Atualizado: 04/06/2020, 16h:43

francis maris 680

O prefeito de Cáceres Francis Maris, que desde a campanha de 2016 vinha fazendo ataques e denúncias contra Adriano Silva, gravou um vídeo, classificando o ex-adversário político de "líder", de "filho ilustre de Cáceres", para quem prestou grande serviço, seja junto à comunidade acadêmica, como professor e reitor da Unemat, seja pelos trabalhos prestados na região.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Claudomiro | Quinta-Feira, 04 de Junho de 2020, 19h00
    11
    2

    Politicamente nunca fui fã dos dois como politico, mas inoportuno e falso e esse comentário do rdnews.

  • O cara | Quinta-Feira, 04 de Junho de 2020, 17h04
    17
    1

    Adversário político não é inimigo pessoal. Cada comentário.

DESENVOLVIMENTO

Um pool de novas indústrias em Primavera; 7 anunciam fábricas

Por 04/06/2020, 12h:09 - Atualizado: 04/06/2020, 20h:57

primavera do leste vista a�rea 680

No ranking de quinta economia do Estado e com quase 100 mil habitantes, Primavera do Leste está recebendo sete novas indústrias, mesmo em meio à pandemia da Covid-19, agravada com crises sanitária e econômica em praticamente todo o mundo.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Reginaldo | Quinta-Feira, 04 de Junho de 2020, 22h03
    3
    0

    A posição geográfica, sócio econômica e malha viária já conta muito como grandes atrativo, mas isso não tira o mérito da administração local. Parabéns.

  • Francisco Assis roo | Quinta-Feira, 04 de Junho de 2020, 13h17
    15
    1

    é isso mesmo Léo busca emprego e renda para essa cidade bonita e pugante que vc está tendo a oportunidade de administrar não fica nessa só de fazer praça e coisa e tal igual um prefeito que eu conheço na nossa região

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2553