Blog do Romilson Cuiabá, 20 de Abril DE 2021 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

"Salve Geral" pega o Estado de surpresa e apavora a população; bandidos são soltos

Por 30/12/2016, 08h:52 - Atualizado: 30/12/2016, 09h:05

selo_retrospectiva2016

No ano de 2016 Mato Grosso começou a conhecer uma realidade antes só vista pela televisão e que chocou a população. Os atentados denominados “Salve Geral”, ordenados de dentro dos presídios, pegou o Estado de surpresa e apavorou os cidadãos. Os bandidos que causaram terror no Estado já estão soltos. 

Na noite de 10 de junho, uma sexta, ocorreram, em Cuiabá e Várzea Grande, diversos ataques a ônibus, sendo alguns completamente tomados pelo fogo. Pelo menos três ônibus foram incendiados. Um dos casos aconteceu na avenida General Melo, próximo à avenida Beira Rio, na região do bairro Praiero. O outro foi queimado no bairro Jardim Vitória.

Segundo o chefe da Polícia Civil, delegado Adriano Peralta, à época, a ordem para o ataque partiu de criminosos dentro da cadeia, como uma forma de retaliação à suspensão das visitas devido à greve dos agentes penitenciários.

.

salve_geral.jpg

 Imagem dos ônibus incendiados durante o ataque do Salve Geral em Mato Grosso, em 10 de junho

Durante todo aquele final de semana, a Sesp, em conjunto com autoridades, realizaram trabalho de força tática para coibir mais ataques. "A cúpula está toda reunida neste momento na Sesp. Hoje à noite ainda o departamento do GOE, do Garra, do Bope e do GCCO já vão para a rua com a máxima de evitar novos ataques em pontos estratégicos", explicou na época o delegado em  áudio pelo Whatsapp.

Os bandidos também usaram o Whatsapp para dar as ordens dos ataques. O áudio dos criminosos citava vários bairros de Cuiabá e Várzea Grande, incluindo ataques a casas de agentes, ônibus e tiroteio. “É pra botar o bagulho no vermelho entendeu? Tacar fogo nos ônibus. A voz veio da torre, entendemos. Nós estamos sendo oprimidos aqui. Aquele que não somar, é bom se jogar já”, dizia um dos mandantes.

Nos dois casos, os incêndios foram controlados pelo Corpo de Bombeiros. Não houve registro de feridos. Vídeos e fotos que circularam pelas redes sociais mostraram os atos de vandalismo. A Polícia Civil chegou a recomendar que a população não saísse para as ruas.

Agentes são alvo

Dois agentes penitenciários foram vítimas de ataques na noite daquela sexta, mas não ficaram feridos. “Houve ameaças e os servidores tiveram cautela. Os casos registrados foram parecidos. Em Cuiabá, o agente estava em uma reunião e foi para casa por volta de 19h30. Ele foi abordado por alguns indivíduos e correu para casa. Ele teve a residência e o veículo atingidos por tiros. Em Várzea Grande, perto do 4º Batalhão da Polícia Militar, alguns homens atiraram contra a casa e o carro de outro agente”, relatou o presidente do sindicato dos Servidores Penitenciários (Sindspen), João Batista, ao à época.

Mentores dos ataques

Os ataques ocorreram em Cuiabá, Várzea Grande, Primavera do Leste e Barra do Garças. Na Capital três ônibus foram incendiados, agentes penitenciários foram alvos de atentados, além de tiros que foram disparados contra prédios e bases da polícia. Uma viatura da PM, uma Kombi e dois carros que pertence ao sistema prisional também foram incendiados.

O primeiro preso, identificado como Reginaldo Aparecido Moreira, foi apontado no sábado (11 de junho) como o mentor da onda de ataques. Outros três detentos foram identificados e autuados na noite de domingo: João Luiz Baranosk, Reginaldo Silva Rios e Carlos Alberto Vieira Teixeira. A Sesp diz que os três também organizaram as ações de dentro da unidade onde cumprem pena.

Depois dos ataques, uma revista foi feita entre os raios 3 e 4 da Penitenciária Central do Estado. Foram encontrados aparelhos celulares e materiais diversos que comprovariam a participação dos presos nas ordens de ataques criminosos em Mato Grosso.

Conforme informações de processos criminais pela Justiça de Mato Grosso, os quatro presos foram condenados ou respondem a diversos crimes, entre eles assalto a banco, roubo, homicídio e tráfico de drogas. O mentor dos ataques, Reginaldo Aparecido Moreira, responde por tráfico de drogas e homicídio.

O segundo preso, João Luiz Baranoski, de 34 anos, é citado em quatro processos, sendo em Porto dos Gaúchos, Tabaporã, Cláudia e Sinop. Ele é apontado pelo Ministério Público Estadual (MPE) como integrante de uma quadrilha que assaltava agências bancárias em Mato Grosso, Acre e Rondônia.

Em um dos processos, ele é tido como integrante de uma organização criminosa que assaltou uma agência bancária em Tabaporã, em setembro de 2009. Naquela ocasião, seis homens fortemente armados e encapuzados dispararam contra as portas do prédio e fizeram reféns. Clientes e funcionários foram obrigados a se prostrarem à frente da agência sob a mira das armas.

As vítimas foram colocadas como escudo humano para impedir a aproximação dos policiais da cidade. Desse assalto, a quadrilha conseguiu levar R$ 166 mil do cofre do banco.

O terceiro preso, identificado como Reginaldo Silva Rios, de 35 anos, é condenado por tráfico de drogas e responde a processos em Cuiabá e Várzea Grande. Reginaldo, conforme informações dos processos judiciais, é considerado um dos chefes de uma organização criminosa que age de dentro dos presídios em Mato Grosso. O último preso, Carlos Alberto Vieira Teixeira, de 35 anos, responde por roubo em Barra do Bugres e Cuiabá.

.

salve_conversa.jpg

Trecho do áudio transcrito dos bandidos ao dar ordens para  ataques do Salve Geral em Mato Grosso

Prisões e soltura

Além dos quatro detentos que foram identificados como os organizadores dos ataques, a polícia prendeu, até domingo (12 de junho), 16 pessoas que teriam envolvimento nos casos. No sábado (11), 14 pessoas foram presas, sendo 10 em Cuiabá e Várzea Grande, e outras quatro em Primavera do Leste, onde foram queimadas uma viatura desativada da Polícia Militar e um veículo utilitário.

No domingo, policiais militares de Barra do Garças prenderam duas pessoas suspeitas de atear fogo em duas viaturas do Sistema Socioeducativo do município.

A juíza da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, Selma Arruda, decidiu, na última quarta (21 de dezembro), revogar as prisões de Reginaldo Aparecido Moreira, mentor dos ataques, e João Luiz Baranosk, também um dos líderes do Salve Geral, que provocou clima de terror e insegurança em Cuiabá e no interior. Os dois ex-detentos que seriam transferidos são acusados de integrarem a organização Comando Vermelho (CV).  

Para explicar a decisão, a magistrada alegou que após as informações do Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário (GMF), de que a Penitenciária Central do Estado (PCE) está à beira de um colapso em razão da superlotação, acarretando risco de rebelião, bem como diante da proximidade do recesso forense, decidiu pela soltura dos meliantes. “O que dificulta o trâmite dos processos, passo a analisar, de ofício, a situação processual dos réus presos nestes autos, deliberando sobre a necessidade ou não de sua manutenção em cárcere”.

Juiza manda soltar responsáveis pelos ataques criminosos no Estado

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Antonio Nene | Sexta-Feira, 30 de Dezembro de 2016, 09h12
    0
    0

    Antonio Nene, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

INFIDELIDADE PARTIDÁRIA

Pra se salvar, Cattani cita BO, arrola 6 testemunhas e quer ação extinta

Por 19/04/2021, 18h:48 - Atualizado: 09h atrás

gilberto cattani 680

Em sua contestação ao pedido de cassação do mandato por infidelidade partidária, o recém-empossado deputado Gilberto Cattani alega que o suplente Emilio Populo, que pleiteia a cadeira, ajuizou ação antes do prazo estabelecido, o que contraria a norma eleitoral.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Jorge | Segunda-Feira, 19 de Abril de 2021, 19h32
    4
    0

    Vou torcer para ele se candidatar.vamos livrar desse q só nós faz vergonha. Quero também q o barbudo tente se reeleger, terrenos dois a menos. Foi o que aconteceu com o deputado do mikei graças a Deus

RUMO AO SENADO

Só apoio de Bolsonaro não elege Medeiros

Por 19/04/2021, 14h:20 - Atualizado: 19/04/2021, 14h:22

jos� medeiros 680

Num Estado em que a principal engrenagem que puxa a economia é o agronegócio, apenas o apoio político de Bolsonaro não será suficiente para eleger José Medeiros senador nas urnas do próximo ano, mesmo com boa parte do eleitorado considerado conservador e inclinado às ideologias de direita.

Postar um novo comentário

Comentários (12)

  • SEBASTIÃO BENILDO RCOHA | Segunda-Feira, 19 de Abril de 2021, 20h30
    6
    2

    Não é todo dia que acefalia substitui cerebro pensante e estrutura. fALA BOBAGEM DEMAIS, NÃO TEM PROJETO NEM PROPOSTA PRA SOCIEDADE. BABA OVO NÃO CRIA IMGAGEM PROPRIA.

  • Citizenship | Segunda-Feira, 19 de Abril de 2021, 19h48
    3
    1

    A regra de proibição de coligações partidárias em eleições parlamentares produz efeitos interessantes. Deputado federal de um partido pequeno parece vislumbrar um cenário de não reeleição e então discute uma candidatura majoritária, a senador. Será que este é o motivo?

  • Moisés | Segunda-Feira, 19 de Abril de 2021, 19h16
    1
    7

    Sempre desmerecendo o deputado federal José Medeiros, medem ele pelo que ele tem financeiramente e não pelo que ele é. Erraram feio quando ele saiu candidato a deputado federal, falavam que ele não se elegeria, se fosse eleito seria porque seria puxado e, Medeiros foi eleito e segundo mais votado no estado, Medeiros tem serviço prestado ao estado de Mato Grosso e aos municípios e não se misturou a grupos de políticos que tem práticas não republicanas! Medeiros tem todas credenciais para disputar o cargo de senador ou governador em 2022 sim!

RUMO À ASSEMBLEIA

Principais pré-candidatos a deputado pelo Araguaia saiba

Por 19/04/2021, 07h:19 - Atualizado: 19/04/2021, 09h:07

baiano filho 680

A região do Araguaia, com 35 municípios e cerca de 300 mil eleitores e que hoje só tem um representante entre 24 deputados, o médico Eugênio de Paiva, de Água Boa, já contabiliza ao menos 15 pretensos candidatos à Assembleia.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Regina Mendes | Segunda-Feira, 19 de Abril de 2021, 13h24
    1
    0

    O Engenheiro Nakamoto vai ter muitos apoios nesta região, mesmo sendo de outra!

  • Gonçalves | Segunda-Feira, 19 de Abril de 2021, 11h35
    1
    10

    Eu sou de São Félix do Araguaia e faço política em Luciara, Santa Terezinha, Vila Rica e outros Município e esses nomes são fracos e com pouca chance de serem eleitos, por isso o Grupo do DEM prefere votar no ex Governador Júlio Campos que será Deputado Estadual e será eleito e não em alguém que não tem chance de ganhar. Nos vamos de Júlio 2525.

  • Araguaia | Segunda-Feira, 19 de Abril de 2021, 09h11
    10
    0

    Nenhum merece ser eleito são todos farinha do mesmo saco, sou do araguaia digo e afirmo que todos os deputados que sairá da região envergonhou nossa gente, se pensarmos bem não devemos eleger ninguém dessa turma. Eles São eleitos para representar o governo e não o povo.

REPASSES FEDERAIS

Bolsonaro cita verbas "robustas" para MT; senador pede informações

Por 18/04/2021, 14h:39 - Atualizado: 18/04/2021, 14h:39

jair bolsonaro 680

O Governo Bolsonaro, que ainda não abriu o orçamento deste ano, tem feito propaganda de números robustos de repasses em 2020 para Mato Grosso.

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • Pedrão | Segunda-Feira, 19 de Abril de 2021, 16h58
    2
    0

    É impressionante que expressiva parcela de evangélicos esteja "fechada com bolsonaro". Como acendem uma vela a Deus e outra ao diabo? O cabra já deu mostras, inúmeras vezes, de que não veio pra compor, mas para segregar. Só governa (sic) para sua base, e suas políticas principais são voltadas para a extinção das minorias - e de todos a quem elegeu como inimigos. Como o crente "é de Deus" e apoia um troço desses??

  • Jorge | Segunda-Feira, 19 de Abril de 2021, 11h07
    2
    0

    Diva, ignorância também tem limites. Lembrando que, segundo o teu mito, você nasceu de uma fraquejada. Não é que ele tem razão? Pelo teu comentário, você está com capim no lugar do cérebro.

  • rico | Segunda-Feira, 19 de Abril de 2021, 10h08
    5
    1

    Aqui na VG o dinheiro foi gasto nas pracinhas, na Orla do Porto , Parque Berneck e eleição

ASSISTÊNCIA SOCIAL

Cáceres gasta quase R$ 500 mil na compra de 5.460 cestas básicas

Por 18/04/2021, 07h:58 - Atualizado: 18/04/2021, 08h:03

fabiola campos caceres 680

A prefeitura de Cáceres, sob Eliene Liberato, vai comprar 5.460 cestas básicas para distribuir gratuitamente a famílias em vulnerabilidade socioeconômica neste período de pandemia.

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • Pedrão | Segunda-Feira, 19 de Abril de 2021, 17h29
    0
    0

    Ô dona Sônia Campos, não fossem as (poucas) políticas adotadas pelo prefeito anterior, teríamos um número de mortos muito mais assustador. As parcas medidas restritivas atrapalharam os negócios, mas pouparam vidas. A economia só vai reagir após a vacina, coisa que o seu presidente ainda não aceitou.

  • Sandra Furlan | Domingo, 18 de Abril de 2021, 19h40
    2
    0

    Qual é a estratégia do ser,ou melhor ,qual foi a estratégia no início da pandemia,acorda povo.

  • Victor | Domingo, 18 de Abril de 2021, 18h12
    4
    1

    Se não fosse a PM e o Rotary com suas ações sociais a população estaria passando fome.

MODAL DE TRANSPORTE

A luta ignorada de Vuolo pra ressuscitar VLT

Por 17/04/2021, 14h:07 - Atualizado: 17/04/2021, 14h:09

vicente vuolo 680

Mesmo com a decisão oficial do governador Mauro Mendes de enterrar de vez a ideia de retomar as obras do VLT e, sim, de implantar o BRT na Região Metropolitana, o servidor do Senado, Vicente Vuolo, segue na luta incansável, desgastante e isolada de ressuscitar o tal metrô de superfície.

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • Hernan Escudero | Segunda-Feira, 19 de Abril de 2021, 09h51
    1
    0

    Discordo q esteja sendo ignorado!, pois muitos de nos cuiabanos e varzeagrandenses! Estamos tda aguardando o posicionamento do MpF e a da Justica federal

  • Hernan Escudero | Domingo, 18 de Abril de 2021, 20h59
    1
    0

    Discordo q esteja sendo ignorado!, pois muitos de nos cuiabanos e varzeagrandenses! Estamos tda aguardando o posicionamento do MpF e a da Justica federal

  • João Vicente Latorraca | Domingo, 18 de Abril de 2021, 16h16
    1
    1

    A decisão do governador não teve e nunca terá respaldo técnico. Se tivesse, a viabilidade do VLT estaria estampada. Ele sabe disso. Isso é fortemente sustentado pelo fato dele correr do debate. Assume uma postura autoritária para tentar provar a eficácia de suas decisões. Não é difícil imaginar os motivos para ele querer o BRT. Tirem suas conclusões. Parabéns Vicente, sua luta não será em vão. Força 💪

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2695