COPA-2014

Domingo, 09 de Novembro de 2014, 15h:10 | Atualizado: 09/11/2014, 15h:31

Pós-Copa

4 meses pós Copa, COTs ainda estão inacabados, mas obras 70% quitadas

Gilberto Leite/Rdnews

Cot_ufmt_gilberto-leite-(4).jpg

COT UFMT já recebeu 75% do pagamento da obra, que segue em contrução lenta

Os Centros de Treinamento (COTs) da Barra do Pari em Várzea Grande e da UFMT em Cuiabá, que deveriam ter sido entregues em maio deste ano, antes da Copa do Mundo, continuam em obras e o ritmo é lento. Ambos estão sob responsabilidade da Engeglobal Construções, que conseguiu novo prazo junto ao governo do Estado para o término das obras, 31 de dezembro, data do vencimento dos contratos.

De acordo com a Secopa, as obras estão atrasadas pelo fato de a empresa responsável ter passado por uma reestruturação. “É notório que a empresa tinha um problema de gestão, inclusive, houve até uma demissão em massa dos contratados. E, agora, segundo a Engeglobal, estão readequando e retomando os trabalhos em sua integralidade nos próximos dias”, explica o secretário Maurício Guimarães.

O Consórcio Barra do Pari é formado pelas empresas Engeglobal, Três Irmãos e Valor Engenharia. Conforme a Secopa, já recebeu o 3º termo aditivo de prazo. A obra, com os aditivos, chega aos R$ 31,7 milhões. Desse montante, foram pagos mais de R$ 22 milhões, quase 70% do total. Já o Consórcio Campus Universitário, formado pelas empresas Engeblobal e Três Irmãos, também está em seu 3º termo aditivo, cujo valor do contrato chega a mais de R$ 19,5 milhões, dos quais foram investidos R$ 14,4 milhões, mais de 75% do montante.

Gilberto Leite/Rdnews

Cot-do-pari_gilberto-leite-(9).jpg

Inacabado, COT Barra do Pari deveria ter sido principal centro de treinamento da Copa

Enquanto isso, os estudantes da UFMT continuam sem local apropriado para a prática de algumas modalidades esportivas, como o atletismo e futebol e relatam o descaso do governo com a comunidade acadêmica. “A disciplina ‘Futebol’ está sendo feita em outro campo, fora de mão para os alunos. A estrutura de lá é vergonhosa, nem água nós temos para tomar, precisamos levar de casa. Essas aulas deveriam ser feitas no COT”, desabafa a estudante do 1º semestre de Educação Física, Lígia Bezerra.

Para a aluna do 7º semestre do mesmo curso Danielle dos Santos, a situação que o COT se encontra é consequência de um governo ausente e do descanso dos órgãos reguladores, que não vistoriaram e cobraram de forma enérgica o conjunto de obras para o mundial. “Por conta de um governo omisso, nós estamos arcando com esse prejuízo. Aulas precisaram ser remanejadas, temos que nos deslocar para outros lugares e com isso o atraso nas aulas é inevitável”, completa.

Segundo o secretário, no COT da UFMT, os trabalhos que envolvem a cobertura sobre a arquibancada continuam em execução e a construção da pista oficial de atletismo ainda não foi iniciada. No COT do Pari, continuam apenas os trabalhos de revestimento e alvenaria, os demais estão concluídos. Depois de prontos, ficarão sob gestão da Universidade e do Corpo de Bombeiros ou da Prefeitura de Várzea Grande, após definição do governador eleito Pedro Taques (PDT).

De acordo com a Secopa, caso os Consórcios não cumpram o novo prazo para conclusão das obras, o contrato poderá ser rescindido e penalidades serão aplicadas. “As empresas poderão ficar de fora de licitações por um período de até quatro anos, além da aplicação de multas”, esclarece o secretário.

COT UFMT

Com capacidade para abrigar 1,5 mil torcedores, o COT da UFMT está sendo construído ao lado do Ginásio Poliesportivo da universidade e tem como diferencial a construção de uma pista oficial de atletismo de padrão internacional, com piso sintético e 400 metros de comprimento. Idealizado pelo arquiteto e professor da instituição, José Afonso Portocarrero, a obra atende, segundo a Secopa, às normas legais e recomendações técnicas que asseguram o acesso de pessoas com necessidades especiais (como cadeirantes, cegos, surdos, mudos, obesos e idosos) aos vestiários, banheiros, área destinada à imprensa, camarotes, áreas VIP e em toda a extensão do COT.

COT Barra do Pari

Construído em uma área total de aproximadamente 52 mil m², o COT deverá se transformar no primeiro estádio de Várzea Grande. O projeto garante acessibilidade a todos.

A obra conta com salas de imprensa, cabines de transmissão, vestiários, camarotes, 250 vagas de estacionamento (20 delas exclusivas para idosos e pessoas com deficiência), lounge, salas de musculação e fisioterapia, alojamentos, lavanderia, cozinha, refeitório e restaurante.

Galeria de Fotos

Credito: Gilberto Leite/Rdnews
Credito: Gilberto Leite/Rdnews
Credito: Gilberto Leite/Rdnews
Credito: Gilberto Leite/Rdnews
Credito: Gilberto Leite/Rdnews
Credito: Gilberto Leite/Rdnews
Credito: Gilberto Leite/Rdnews
Credito: Gilberto Leite/Rdnews
Credito: Gilberto Leite/Rdnews
Credito: Gilberto Leite/Rdnews

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Acerto pra Pivetta se filiar ao Podemos

alvaro dias curtinha   Mais uma demonstração de que o senador Álvaro Dias (foto), líder do Podemos no Congresso, está ignorando a pré-candidatura ao Senado do seu próprio colega de partido, deputado José Medeiros. Álvaro já acertou com Pivetta apoio na disputa à...

Critério para definir candidatura em VG

fabio tardin 400 curtinha   O presidente da Câmara de Várzea Grande e filiado ao DEM, Fabinho Tardin (foto), sonha com a cadeira de prefeito, mas não tem apoio dos Campos para concorrer à sucessão municipal. Como Lucimar Campos não pode buscar o terceiro mandato seguidamente, o grupo liderado pelo senador...

Prefeito de Lacerda, projeto e derrota

alcino curtinha 400 pontes e lacerda   O prefeito de Pontes e Lacerda, Alcino Pereira Barcelos (foto), resolveu dar de ombro para a Câmara Municipal sobre um projeto de grande alcance social e perdeu feio na queda-de-braço. Contrariando a vontade do prefeito, os vereadores aprovaram a proposta, apresentada pelos colegas Pedro Vieira e...

MPE antes e depois de Maluf no TCE

jose antonio borges 400 curtinha   Antes, membros do MPE fizeram esforço para impedir a nomeação de Guilherme Maluf como conselheiro do TCE, sob argumento de que não detinha notório saber jurídico, contábil, econômico e financeiro e ainda carrega vários processos judiciais nos ombros....

Fatura por média e multa à Energisa

thiago 400 ager curtinha   Após fiscalização no 2º semestre do ano passado, a Ager-MT multou em R$ 14,4 milhões a Energisa. Descobriu-se irregularidades na área comercial da concessionária de energia. Thiago Bernardes (foto), coordenador Regulador de Energia da Agência, explica que, no trabalho...

PS-VG e revolta por falta de médicos

marcondes curtinha 400   Principal calcanhar de Aquiles do 2º maior município do Estado, que registra hoje cerca de 200 mil habitantes, o Pronto Socorro de Várzea Grande não está recebendo pacientes ortopédicos e nem ginecológicos em sua porta de entrada. É que a unidade não tem...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Sobre a senadora Selma Arruda, que teve mandato cassado por caixa 2 e abuso de poder econômico, você acha que ela foi...

ingênua

corrupta

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.