Arte e Cultura

Sábado, 23 de Novembro de 2019, 08h:15 | Atualizado: 23/11/2019, 12h:09

Homenagem

Em memória de Capucine, família retoma Campanha de Gravuras e expõe acervo

De vestidos bem estampados, em momentos festivos, não lhe faltavam pedrarias. A cor vermelha estava presente indubitavelmente em algum detalhe do corpo, bem como em todas suas obras. O batom enfeitava o sorriso de Capucine Picicaroli, quase sempre com palavras risonhas, como boa geminiana – além de um humor que oscilava do dócil ao mais ácido, em um único pingar de tintas. 

Arquivo pessoal

Em vida Capucine celebrava vida em cores diversas

Em vida, Capucine celebrava vida em cores diversas e queria tornar sua arte mais acessível

Quieta por muito tempo, só se estivesse criando outra obra. Concentrada. Fora isso, dançante, e frequentemente a primeira ao entrar na pista – sabendo que não seria eterna, derramava-se nos seus dias. A enfermidade que enfrentou no decorrer dos anos não afetava as aquarelas que reproduzia. Ou talvez afetassem, às avessas, já que era apreciadora de Frida Kahlo – que também expressava até sua dor com paixão. Capu penetrava-se nos temas tropicais e dos próprios universos e fantasias. Difícil recordar de uma Capucine triste. Talvez, em dias menos felizes, ela nem saísse tanto de casa. É provável que a arte fosse sua melhor terapia. Em agosto do ano passado, descansou os pincéis.

Arte acessível

As memórias são ainda mais latentes aos familiares. Dos sonhos e projetos da artista, entre eles, é que todos tivessem acesso as suas expressões. Picicaroli gostava mesmo de contar histórias por meio de suas obras, qualquer história que demonstrasse muita expressão e vida, e por isso continua a narrar seu legado – com o que criou um dia. O anseio da família Picicaroli, desta vez, é dar continuidade à tradição da Campanha de Gravuras que fez muito sucesso quando lançada anos atrás. Para isso, uma parceria foi selada com o Cine Teatro Cuiabá.

Arquivo pessoal

Fam�lia de Capucine quer manter sua mem�ria e acessibiliza arte

Família quer manter sua memória retomando projeto antigo

As gravuras em “promoção” possuem medidas de 300mmx402mm em papel especial Canson livre de ácido com Ph neutro e alta gramatura pelo valor de R$ 180 por R$ 50 cada. Menos da metade do preço.

O intuito é continuar espalhando as obras da artista pelo mundo. Além de retomarem o projeto, este ano serão arrecadados alimentos não perecíveis para a Casa da Criança Cuiabana e Nosso Lar. As datas para abertura do evento, compras e doações estão marcadas para os dias 28, 29 e 30 de novembro. Uma exposição também será realizada durante os dias com o acervo pessoal da família.

Uma das frequentes queixas de Capucine era de que não via fomento por parte do governo para que sua arte fosse vista pelos mato-grossenses. E, como teve formação em publicidade, não poupou esforços para reverter essa realidade. Abriu galerias, uma delas, na rua 24 de Outubro e outra, em outro período, em um shopping da Capital. Por sua ousadia, além do Brasil, teve obras expostas em outras partes da América como Uruguai e também países da Europa, como França e Itália.

Ayla, filha e admiradora

Ayla não esconde a admiração que tem pela mãe em todas suas faces. 

Galeria: Colorida e criativa

Ela conta ao que o intuito inicial, quando a família criou a Campanha das Gravuras, foi porque gostaríam que o público admirador do trabalho da Capucine, mesmo que não pudesse investir em uma obra de arte original, tivesse acesso às obras dela de uma forma mais acessível financeiramente. “A Campanha deu super certo e tanto os clientes de obras de arte quanto os de Gravuras investem, colecionam, presenteiam, levam para outros países como um pedacinho da nossa terra e decoram. Hoje, para mim, isso se tornou mais uma forma de manter viva a memória da Capucine com essa campanha que ela sempre amou”, explica. 

Arquivo pessoal

Capucine teve a hist�ria marcada por obras pelo mundo e sua defesa pelos artistas em MT

Capucine teve a história marcada por obras pelo mundo e sua defesa pelos artistas em MT, montou a própria galeria

Para a empreendedora, o acesso à arte desperta com mais facilidade o interesse. Por isso, ela sempre explica sobre o papel, a gramatura, tempo médio de duração e tipo de impressão. Mesmo que sejam gravuras, são feitas com muitos cuidados e especificações para serem colecionadas e duram, em média, 200 anos. ”Com isso a pessoa passa a se interessar em colecionar também obras de outros artistas. Fará outras perguntas a respeito e o interesse vai evoluindo para obras originais e trabalhos de outros artistas”, acredita.

Ayla define sua mãe como um arco-íris que se movimentava “por aí”, tanto pela personalidade como pelo trabalho. “Na verdade, seu trabalho era uma extensão dela. Então eu vejo como uma forma de perpetuar seu nome, seu trabalho e sua luta, todo o seu legado. Ela sempre lutou pelos direitos dos artistas como profissão, era contundente e até polêmica às vezes. Acho que, independentemente de alguém gostar ou não pessoalmente de suas telas, o trabalho dela foi maior do que pintar, mas o de promover a arte”, finaliza.

_____________________

  1. Serviço
  2. Campanha de Gravuras de Capucine Picicaroli
  3. Data: 28, 29 e 30 de novembro
  4. Local: Cine Teatro Cuiabá
  5. Whatsapp: 065 9 9612-8491
  6. Email: picicaroli@hotmail.com

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Acerto pra Pivetta se filiar ao Podemos

alvaro dias curtinha   Mais uma demonstração de que o senador Álvaro Dias (foto), líder do Podemos no Congresso, está ignorando a pré-candidatura ao Senado do seu próprio colega de partido, deputado José Medeiros. Álvaro já acertou com Pivetta apoio na disputa à...

Critério para definir candidatura em VG

fabio tardin 400 curtinha   O presidente da Câmara de Várzea Grande e filiado ao DEM, Fabinho Tardin (foto), sonha com a cadeira de prefeito, mas não tem apoio dos Campos para concorrer à sucessão municipal. Como Lucimar Campos não pode buscar o terceiro mandato seguidamente, o grupo liderado pelo senador...

Prefeito de Lacerda, projeto e derrota

alcino curtinha 400 pontes e lacerda   O prefeito de Pontes e Lacerda, Alcino Pereira Barcelos (foto), resolveu dar de ombro para a Câmara Municipal sobre um projeto de grande alcance social e perdeu feio na queda-de-braço. Contrariando a vontade do prefeito, os vereadores aprovaram a proposta, apresentada pelos colegas Pedro Vieira e...

MPE antes e depois de Maluf no TCE

jose antonio borges 400 curtinha   Antes, membros do MPE fizeram esforço para impedir a nomeação de Guilherme Maluf como conselheiro do TCE, sob argumento de que não detinha notório saber jurídico, contábil, econômico e financeiro e ainda carrega vários processos judiciais nos ombros....

Fatura por média e multa à Energisa

thiago 400 ager curtinha   Após fiscalização no 2º semestre do ano passado, a Ager-MT multou em R$ 14,4 milhões a Energisa. Descobriu-se irregularidades na área comercial da concessionária de energia. Thiago Bernardes (foto), coordenador Regulador de Energia da Agência, explica que, no trabalho...

PS-VG e revolta por falta de médicos

marcondes curtinha 400   Principal calcanhar de Aquiles do 2º maior município do Estado, que registra hoje cerca de 200 mil habitantes, o Pronto Socorro de Várzea Grande não está recebendo pacientes ortopédicos e nem ginecológicos em sua porta de entrada. É que a unidade não tem...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Sobre a senadora Selma Arruda, que teve mandato cassado por caixa 2 e abuso de poder econômico, você acha que ela foi...

ingênua

corrupta

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.