Esporte e Lazer

Sábado, 15 de Dezembro de 2018, 07h:55 | Atualizado: 15/12/2018, 12h:24

MANOBRAS CUIABANAS

Divas Skateras tomam rampas com estilo e viram referência pelo mundo - conheça

Arquivo Pessoal

Divas Skateiras

Galera de Cuiabá faz história no skate feminino pelo mundo e diculga o esporte radical 

Existem esportes radicais para todos os estilos e idades. Na cultura de rua, mais do que os obstáculos improvisados e rampas pelo caminho, mulheres seguem na resistência para conquistar espaço como skatistas. Mesmo que lhes digam que é um esporte masculino, elas mostram atitude há alguns anos, ao reforçar que o fato de serem meninas e mulheres não as diferem em nada na hora de mostrar o talento nas rampas.

O skate feminino no Brasil tomou força a partir dos anos 2000, mas o espaço entre as skatistas ainda era pequeno. Os ícones reconhecidos na época ainda eram todos homens. Para mudar essa realidade, naquele ano, foi dado o start da Associação Brasileira de Skate Feminino (ABSFE), o que reforçou popularização do skate entre as atletas mulheres. Fator crucial como ponto de união entre elas e também como um órgão regulamentador das competições e eventos, que até 2005 eram inexistentes.

Arquivo Pessoal

estefânia

Estefânia é fundadora do movimento Divas Skateras que fomentou por 10 anos skate feminino no país. Ficou parado por 2 anos e agora retorna às rampas

Iniciado em Cuiabá, mas que percorreu o mundo, o Divas Skateras também está neste embate há 10 anos. Em entrevista ao a cuiabana e idealizadora do projeto Estefânia Lima, 30 anos, fez uma session na sua história que começou há 16 anos. “Eu via a galera passando de skate na televisão e, depois, também na avenida perto da minha casa. Queria fazer aquilo”, lembra.

O Divas Skateras fomentou por 10 anos o skate feminino do Brasil e do mundo. Esteve em stand by nos últimos dois anos e retoma as atividades neste mês de dezembro. “Notamos que o movimento caiu durante esse período”, frisa.

Reconhecimento no exterior

Estefânia salienta que o retorno será marcado com o show nacional da rapper Flora Matos, dia 15 de dezembro, que terá uma rampa pequena para elas performarem. Depois das manobras feitas por duas skatistas, a rampa será liberada aos presentes no evento. “Levem seus skates”, estimula.

Ela salienta ainda que, no Brasil, existem apenas dois vídeos de skate feminino, o primeiro se chama "Dona Maria", e foi lançado em 1998. O segundo, produzido pelo Divas Skateras em parceria com outras esportistas, 16 anos depois do primeiro, se chama "Divas Skateras - We Can do It".

Este, que entrou no ar em 2014, conta com sete grandes nomes do skate feminino brasileiro, entre elas, Euli Vieira, Karen Feitosa e Karina Rosa de São Paulo, Pipa Souza do Rio de Janeiro, Mah Veiga do Paraná, Jéssica Estefani de Brasília e Jéssika Barreto de Goiás.

O lançamento em audiovisual foi elogiado por várias grandes mídias, principalmente no Canadá, Polônia e Estados Unidos. Entre as menções de Estefânia, ela memora a aclamação pelo site theberrics, site conceituado entre os esportistas do meio, e que tem a rampa de skate mais famosa do mundo.

“É legal ver à proporção que tomou, e como as pessoas têm um enorme carinho até hoje pelo projeto. Fortalece muito e falo isso com orgulho, somos referência, quando se trata de skate feminino”, comenta.

Veja vídeo

Desafios e superação

Aos olhos de Lima, as mulheres se sentem mais à vontade para praticar junto com um grupo de meninas e mulheres unidas pelo mesmo propósito, que é o um esporte praticado majoritariamente por homens. “Existem certos tipos de medos como sofrer preconceito, falta de apoio e vergonha, mas estamos aqui para quebrá-los”, acrescenta. Além disso, temem inúmeras violências, como o assédio por transitarem pelas ruas.

Durante o bate-papo, muitas histórias de parceiras skatistas passam pela mente da jovem, mas uma em especial chama sua atenção. Ela menciona Emilie, famosa skatista de Macaé, no Rio de Janeiro, conhecida nas competições e rampas espalhadas pelo país como Pipa. “Ela já passou por maus-bocados, trabalha em tempo integral para conseguir se manter na vida, manter o tênis, suas peças de skate e viagens. Agora, além disso, também faz faculdade”, descreve.

Assim como Pipa, muitas outras skatistas seguem como inspiração. Em suas rotinas movimentadas, não deixam os cadarços embaraçarem os passos, passam por obstáculos e saltam cada vez mais longe, em um equilíbrio constante entre o shape e a paixão pelo esporte.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

COT do Pari segue travado até 2020

padeiro_400_curtinha   A secretaria de Infraestrutura, sob Marcelo Padeiro (foto), determinou a criação de uma Comissão Técnica de Trabalhos para estudar detalhadamente o contrato e a obra do COT do Pari, que só será retomada no ano que vem. Afinal, os trabalhos de análise, seguirão até...

Nezinho, enfim, remanejado na gestão

nezinho_400_curtinha   Mesmo com reclamações sobre a maneira burocrática e os passos lentos de Nezinho (foto) no Governo, o prefeito da Capital Emanuel demorou mais de dois anos para remanejá-lo. Ex-prefeito de Livramento e amigo de longa data de Emanuel, Nezinho agora assume a Controladoria do município. No...

Natal Solidário com prêmios valiosos

francis maris 400 curtinha   O empresário e prefeito de Cáceres Francis Maris (foto) lança nesta quarta, às 14h, na Assembleia Legislativa, mais uma campanha solidária em nome do Instituto Cometa, do Grupo Cometa, com sede em Cáceres e uma das maiores concessionárias de revenda do país. Em...

Sem elevar vaga de desembargador

carlos alberto 400 curtinha   O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha (foto), até concorda com a proposta de se aumentar o número de vagas de desembargadores, podendo subir de 30 para 35, por causa da elevada demanda e da necessidade de desafogar os processos na Justiça em...

Piran e avião de R$ 6 mi via o BNDES

valdir piran 400   O Antagonista revelou hoje a lista de beneficiários de empréstimos do BNDES para a compra de jatinhos da Embraer. E nela estão banqueiros, empresários, advogados e artistas. Um deles é o empresário mato-grossense Valdir Piran (foto), que captou nada menos que R$ 6,4...

Com mestrado e pronto para o retorno

jose carlos novelli 400 curtinha   Mesmo afastado da ativa por imposição do Supremo, em meio a um processo controverso baseado em denúncias sem prova, o conselheiro do TCE-MT, José Carlos Novelli (foto), segue se aperfeiçoando e ampliando conhecimentos. Acaba de receber diploma do curso de Mestrado...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Mauro Mendes?

excelente

bom

regular

ruim

péssimo

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.