Judiciário

Quarta-Feira, 22 de Janeiro de 2020, 09h:51 | Atualizado: 22/01/2020, 14h:05

JUSTIÇA ELEITORAL

TRE-MT decide que eleição suplementar ao Senado será realizada em 26 de abril

Rodinei Crescêncio

Gilberto Giraldelli

O desembargador Gilberto Giraldelli, presidente do TRE-MT, na sessão do Pleno, em que juízes membros aprovaram data da eleição suplementar

Por unanimidade, o Pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) marcou, em sessão nesta quarta (22), a eleição suplementar ao Senado para 26 de abril. A decisão foi dada seguindo voto do presidente do TRE-MT, desembargador Gilberto Giraldelli, que era o relator do processo que trata da substituição da senadora Selma Arruda (Pode), cassada por caixa 2 e abuso de poder econômico.

Acompanharam o presidente os juízes membros: Luis Aparecido Bortolussi, Bruno D'Oliveira Marques, Jackson Coutinho, Sebastião Barbosa, Fábio Henrique Fiorenza, Armando Biancardini Candia.

Na sessão desta manhã, o Pleno também designou 25 de junho, uma quinta, como data da diplomação. Hoje, foi aprovada a minuta de resolução que dispõe sobre a escolha e o registro de candidatos, assim como o calendário. Outros temas como propaganda eleitoral e prestação de contas serão publicadas por meio de resoluções, que serão apreciadas pelos membros do TRE-MT.

A senadora teve a cassação do mandato confirmada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em dezembro. Com a publicação do acórdão no dia 19 daquele mês, começou a contar o prazo para que o TRE-MT realize a eleição complementar para escolha de um novo senador para o cargo.

Selma, vale lembrar, teve os direitos políticos cassados por oito anos. Gilberto Possamai (PSL), primeiro suplente, também ficou inelegível pelo mesmo período. Desde dezembro os partidos se articulam na escolha de nomes para a disputa.

Uma minuta produzida pela área técnica do TRE-MT sugeriu o dia 26 de abril como a data mais adequada para a eleição suplementar. A Secretaria Judiciária do tribunal levou em conta o tempo necessário para realização de todas as etapas prévias à eleição, como convenções partidárias, registro de candidaturas, prazos para impugnação, julgamento de registros, propaganda eleitoral, entre outros.

As datas possíveis seguem o calendário determinado pelo TSE na portaria nº 821, de outubro de 2019. Lá, as datas de 12 de janeiro, 2 de fevereiro e 8 de março também constam, mas não haveria tempo hábil para mobilização do TRE-MT.

Além de 26 de abril, 10 de maio e 21 de junho também seriam possíveis. Depois desse período, o TRE-MT começa as atividades visando as eleições municipais de 2020.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • ARNALDO | Quinta-Feira, 23 de Janeiro de 2020, 17h47
    0
    0

    NA MINHA OPINIAO ACHO QUE NEN PRECISAVA DE OUTRA ELEIÇÃO .NÃO FAZER DIFERENÇA 2 OU 3 ACHO QUE TINHA QUE TER SO UM E MAIS DESPESA PARA O ESTADO .NÃO FAZ NADA MESMO

  • Anderson Felipe de Carvalho Silva | Quarta-Feira, 22 de Janeiro de 2020, 23h58
    0
    1

    Maria Lucia senadora #65

  • Leandro | Quarta-Feira, 22 de Janeiro de 2020, 13h21
    2
    2

    Qual a necessidade de se fazer outra eleição? Não seria muito mais simples, rápido e menos oneroso substituir pelo candidato que ficou em segundo lugar? Olha a quantia de tempo e recursos públicos que este caso está tomando do Estado, recursos e tempo que poderiam estar sendo usados para outros casos mais urgentes para a sociedade.

DEM-Cuiabá projeta até 4 vereadores

beto 400 curtinha   O presinte da Provisória do DEM da Capital e secretário estadual de Governo, Alberto Machado, o Beto 2 a 1 (foto), está animado com as chapas do partido construídas para o embate eleitoral. Já conta com 38 pré-candidatos a vereador e avalia que todos são competitivos. Uma das...

Chapa de Pivetta faltando um nome

adilton sachetti curtinha 400   O empresário Otaviano Pivetta continua avaliando um nome para composição de sua chapa ao Senado na suplementar de 26 de abril para a vaga da cassada Selma Arruda. A primeira-suplência deve ficar mesmo com o ex-prefeito rondonopolitano e ex-deputado federal Adilton Sachetti (foto), do PRB....

Senado, disputa interna e PT rachado

verinha_curtinha   O PT, que recebe hoje as inscrições de pré-candidatos ao Senado, deve ter apenas um nome na disputa interna, o do deputado e presidente estadual da sigla Valdir Barranco. A ex-vereadora Enelinda, com dificuldade, corre contra o tempo para se viabilizar. Enquanto isso, membros de outras correntes menos...

Falta na votação da emenda impositiva

jose medeiros 400 curtinha   O deputado José Medeiros (foto), vice-líder do Governo Bolsonaro na Câmara e pré-candidato a senador na suplementar de 26 de abril, explica que não procede a informação de que teria votado favorável à PEC 34/19, que assegura o orçamento impositivo de...

Feliz da vida na base e com emendas

wilson santos 400 curtinha   Wilson Santos (foto) já chegou com moral no Governo Mauro Mendes. Depois de um ano fazendo oposição ao Palácio Paiaguás, o deputado tucano se tornou governista de carteirinha. E começa a colher os dividendos. Uma de suas emendas de R$ 300 mil para ajudar na...

Voto a favor e agora contra Congresso

O pitbull do governo Bolsonaro, deputado federal José Medeiros (foto), está pegando carona num protesto, marcado para 15 de março, onde não deveria porque os seus atos não correspondem ao discurso, ao menos segundo sustentam seus adversários políticos. Contam que Medeiros foi um dos parlamentares que aprovaram o orçamento impositivo de R$ 30 bilhões, vetado pelo presidente. Eis que agora, ele próprio, defende a...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.