LEGADO DE PEDRO

Sexta-Feira, 16 de Maio de 2014, 07h:16 | Atualizado: 16/05/2014, 08h:32

Dante se torna amigo de Casaldáliga na década de 70; ex-algozes o visitam


Enviada especial a São Félix do Araguaia

Dante - Bezerra

Ex-governadores Dante e Carlos Bezerra faziam visitas a Pedro Casaldáliga

Os ex-governadores Carlos Bezerra (PMDB) e Dante de Oliveira (PSDB), já falecido, estão na lista dos políticos que comandaram o Estado e que visitaram o bispo emérito de São Félix do Araguaia, Pedro Casaldáliga, durante o período em que estiveram à frente do Palácio Paiaguás.

Dante, conforme Pedro, se tornou seu amigo e o visitava com frequência. "Um homem simples, humilde, mas que nunca abriu mão de suas convicções", disse Dante durante homenagem feita a Casaldáliga na UFMT. À época, Dante era candidato ao Senado e o bispo recebeu o título de Doutor Honoris Causa, entregue pelo então reitor da Universidade, Paulo Speller.

A viúva do ex-governador Thelma de Oliveira pontua que os dois se aproximaram ainda na década de 70, quando o tucano era deputado estadual, durante a ditadura. "Dante tinha muito carinho por Dom Pedro. Como ministro (da Reforma Agrária) ajudou a resolver alguns conflitos e continuou ajudando como governador", pontua Thelma.

Ela lembra que um dos casos mais marcantes durante essa amizade foi na década de 80 quando a UDR de Porto Alegre do Norte tentou matar o prefeito Rodolfo Alexandre Inácio, o Cascão, que era da esquerda e seguia a linha da Prelazia. "Cascão era um líder da região e isso revoltou a  direita. Dante foi para lá tentar ajudar", cita Thelma.

Bezerra e Dante foram os últimos governadores de Mato Grosso a visitar Casaldáliga, conforme o bispo emérito, em entrevista ao Rdnews. Já o hoje senador Blairo Maggi (PR), que é da Bancada Ruralista e o atual gestor, Silval Barbosa (PMDB) nunca mantiveram nenhuma conversa com ele. Silval, no ano passado, quando esteve na região do Araguaia, lançando e entregando obras, chegou a solicitar uma audiência com Casaldáliga, mas, por conflito de agendas, o encontro não ocorreu.

Ocorre que o líder religioso, aos 86 anos, está com a saúde bastante debilitada por causa do mal de Parkinson. Assim, não consegue manter o mesmo ritmo de antes. “Horário que Pedro podia, o governador não podia”, ressalta o padre Paulo, que cuida do bispo desde 2010.

Algozes

Luciano Ribeiro

Siqueira Campos

Ex-governador Siqueira Campos foi um dos que interrogaram Pedro Casaldáliga

Com bom humor, Casaldáliga ressalta que até mesmo ex-algozes já o visitaram e/ou solicitaram visita, como é o caso do ex-governador do Tocantins, Siqueira Campos (PSDB), que renunciou ao mandato em abril deste ano e deixou em aberto à possibilidade do seu filho, o ex-senador Eduardo Siqueira Campos (PSDB) concorrer à principal cadeira do Palácio Araguaia. Siqueira, à época da ditadura (em 1977), que era do Arena-GO, foi  membro da CPI da Terra  - que investigou irregularidades no sistema fundiário brasileiro  - e foi um dos que interrogaram Casaldáliga.

Recentemente, já como governador, chegou a pleitear uma conversa com o bispo para debater a polêmica em torno da construção da TO-500, que interligará a BR – 242 e corta a ilha do Bananal conectando os estados do Tocantins e Mato Grosso. Acontece que, segundo o bispo, justamente por cortar a Ilha do Bananal, tem causado conflitos com os índios das aldeias Karajá e Javaé.

Para Casaldáliga, a rodovia é ruim para os índios porque corta Itapapé. Já, em relação ao uso do rio para hidrovias, o bispo emérito pontua que seria necessária a construção de eclusas porque, senão, na seca, os barcos tocariam o chão.

O reencontro, entretanto, não ocorreu. “Generais que participaram da repressão na região, depois passaram pela casa de Pedro, mas Pedro sempre faz questão de lembrar a situação e ele lembra da pessoas”, ressalta padre Paulo.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • claudiomiro-Glória D'Oeste | Sexta-Feira, 16 de Maio de 2014, 13h34
    0
    0

    Assim como Casaldáliga, Dante também tinha o ser humano como mola mestre.

  • Evandro Carlos | Sexta-Feira, 16 de Maio de 2014, 12h02
    2
    0

    Parabens Romilson Dourado , Patrícia Sanches, e toda equipe do RDNews pela matéria, uma das melhores matérias que seu site já publicou, Pedro Casaldáliga não é um ser completamente perfeito , pois como todo ser humano também tem seus defeitos, mas a verdade é una, nós que aqui nascemos e crescemos ralamos aqui neste rincão esquecido seriamos ainda mais massacrados se a voz do velho Bispo estivesse calada. Casaldáliga é um fenômeno, e sabem por quê? Tudo porque durante décadas, o estado foi inoperante no Norte Araguaia, porque somos desunidos, não aceitamos nossas próprias soluções, simplesmente, aceitamos migalhas e ideias de aventureiros de plantão, que ganham na desgraça alheia. Se hoje, os 15 municípios do Norte Araguaia tivessem uma política de acesso para resolver a situação fundiária e ambiental, que envolve sua intensa colcha de retalhos, que vão desde titulação, licenciamento, reserva legal até APPS. Quem seria Pedro Casaldáliga? Se os projetos SUDAM tivessem dado certo, e ao invés de milhões de dólares serem desviados para a sede de seus grupos nos grandes centros, eles estivessem gerando emprego e renda, e assim dando qualidade de vida aos jovens e as mulheres no Araguaia. Quem seria Pedro Casaldáliga? Se tivéssemos um ótimo hospital regional, de média e alta complexidade, mantido com recursos federais e estaduais, e nossos irmãos não morressem a caminho de Palmas, capital do Tocantins. Quem seria Pedro Casaldáliga? Se o Norte Araguaia tivesse saneamento básico, abastecimento de água tratada, aterros sanitários e coleta do lixo. Quem seria Pedro Casaldáliga? Se nossos assentados rurais tivessem infraestrutura, logística e serviços técnicos, gerando emprego e renda, evitando o jogamento rural. Quem seria Pedro Casaldáliga? Se as cidades do Norte Araguaia fossem interligadas por asfalto, e as áreas urbanas pavimentadas em suas principais vias, e principalmente se o asfaltamento da BR 158 estivesse concluído. Quem seria Pedro Casaldáliga? Se a justiça de fato funcionasse como sonhamos, sem morosidade e não de praxe como é, onde não se mede o que se sente, e os problemas se arrastam por anos e décadas, como em Suiá Missú. Quem seria Pedro Casaldáliga? Somos culpados, porque barganhamos a custo de nada, nossos míseros e sofridos votos, com políticos de fora e assim deixamos nosso povo morrer na míngua, se fossemos unidos e não votássemos em quase 20 deputados que descem ao Araguaia como salvadores da pátria e impediram Silval Barbosa de dar ao Norte Araguaia um cargo de primeiro escalão. Quem seria Pedro Casaldáliga? Somos vitimas covardes do preconceito e da indiferença, e o caso Marãiwatsédé X Suiá Missú provou isso, e como disse uma vez, reafirmo agora, chegamos ao cúmulo do absurdo, quando os excluídos ficaram uns contra os outros, e os oportunistas de plantão culpam Pedro Casaldáliga. Gostem ou não, sem Casaldáliga, o Norte Araguaia seria muito pior, afinal mesmo que o velho bispo às vezes tenha lado, e que também cometa erros, ele é o único cidadão que faz o mundo perceber que o Araguaia existe. “Quando se sonha sozinho é apenas um sonho. Quando sonhamos juntos é o começo da realidade” escreveu Miguel Cervantes em sua obra máxima, Dom Quixote de La Mancha. No Araguaia, “Nós não sonhamos juntos, então vivemos fora da realidade, pois se sonhássemos juntos, Dom Pedro seria apenas mais um bispo como tantos quaisquer”. Enquanto isso não acontece, a cansada voz do velho bispo ecoa sozinha, e é por isso tudo que o sonhador Pedro Casaldaliga é o Fenômeno do Vale dos Esquecidos.

  • pedro | Sexta-Feira, 16 de Maio de 2014, 10h56
    0
    0

    com a morte de dante, cuiaba tbém morreu um pouco......

EP cita 4 pela força do MDB em Cuiabá

rafael bastos 400 curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro disse neste sábado, no encontro do MDB, que acabou atraindo a presença de representantes de outros 12 partidos, que a agremiação emedebista foi construída e ganhou força e espaço na Capital graças aos filiados históricos Rafael...

Júlio, do DEM, vê boa gestão de EP

julio campos 400 curtinha   Júlio Campos (foto), uma das lideranças históricas do DEM, foi "apertado" nesta sexta, em entrevista a Antero de Barros, na rádio Capital FM, especialmente sobre o fato do ex-governador e ex-senador demonstrar simpatia e apoiar a gestão do prefeito Emanuel, enquanto outros do partido...

Empresário ensaia de novo em ROO

 luizao_curtinha400   Em Rondonópolis, o empresário Luiz Fernando de Carvalho, o Luizão, dono da Agro Ferragens Luizão, ensaia mais uma vez disputar a prefeitura. Como a sua pré-candidatura não é considerada novidade, ele é visto como uma espécie de "cavalo paraguaio", que tem arrancada...

2 governistas prontos para a briga

chico2000_curtinha400   O prefeito Emanuel tem 2 aliados de primeira hora na Câmara que não resistem a uma provocação. Tratam-se de Renivaldo Nascimento (PSDB) e Chico 2000 (foto), do PL. Sabendo do estopim curto, os vereadores de oposição, especialmente Diego e Abílio, não perdem a chance de...

Niuan agora sob rédeas do Podemos

niuan ribeiro curtinha 400   O vice-prefeito Niuan Ribeiro, agora no Podemos, se torna obrigado, conforme exigência estatutária, a contribuir com 5% dos R$ 15 mil que recebe mensalmente . Ou seja, vai ter que repassar R$ 750 para o seu novo partido. Considerado um partido com novas concepções, regras e exigências, o...

Efeito-senado e briga no ninho tucano

carlos-avalone_curtinha400   O deputado estadual Carlos Avalone não tem certeza de que o acordo pré-estabelecido para ele se tornar presidente do PSDB-MT, a partir de fevereiro, ou seja, daqui 5 meses, será cumprido. Pela costura entre a cúpula tucana, Paulo Borges renunciaria à presidência, abrindo assim...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Mauro Mendes?

excelente

bom

regular

ruim

péssimo

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.