LEGADO DE PEDRO

Sexta-Feira, 16 de Maio de 2014, 07h:16 | Atualizado: 16/05/2014, 08h:06

Casaldáliga é ícone emblemático e ainda é alvo de ameaças de morte


Enviada especial a São Félix do Araguaia

Davi Valle

Pedro casaldáliga

Casaldáliga caminha com a ajuda de uma bengala e do padre Paulo

Com mãos trêmulas, dificuldade para conversar e se locomover, mas com uma memória e uma lucidez invejável, Pedro Casaldáliga, 86 anos, ainda é alvo de ameaças de morte. Questionado sobre a questão, ele responde de imediato e com bom humor: “Mais ou menos”, revela o bispo emérito da prelazia São Félix do Araguaia, em entrevista ao Rdnews, em sua residência. O encontro demorou cerca de 1h. Acontece que o bispo tem uma saúde debilitada e, por isso, se cansa fácil. Embora o tom da voz seja baixo, as vezes quase um sussuro, Casaldáliga impressiona pela forma como expressa as suas ideias, sempre com firmeza e segurança.

Quem observa este homem de movimentos leves e cabelos brancos, num primeiro momento, acredita estar à frente de apenas um missionário com boas histórias, mas logo percebe-se que, apesar dele praticamente não sair de casa há 4 anos, Casaldáliga ainda acompanha de perto os conflitos da região e, por isso, é uma figura emblemática no país. Ele é apontado por produtores como um dos principais responsáveis, por exemplo, pela desintrusão na gleba Suiá Missu.

A expulsão dos não índios começou em dezembro de 2012, mas teve novo desdobramento neste ano, quando posseiros invadiram a área indígena, onde antes era o Posto da Mata, e foram expulsos pela Polícia Federal. Em 2012, inclusive, ele teve que deixar São Félix do Araguaia por 3 semanas, por orientação da PF. “Minha presença criava a sensação de mal estar”, conta.

Além disso, conforme ele, se avaliou que, naquele momento, era importante sua saída porque, assim, a PF não precisaria ter dois focos: fazer a segurança dele e a desintrusão. Hoje, produtores ainda tentam conquistar o direito de retornar para a área. Os indíos Xavantes, por sua vez, tomam posse da reserva indígena. Casaldáliga pondera que os Xavantes estão felizes, mas ainda precisam de estrutura e remédios.

Mas Casaldáliga não foi alvo de ameaças apenas por causa deste conflito. Em março de 2013 , o bispo voltou a denunciar, à Carta Maior,  que sofria ameaças anônimas, que chegam à sua residência por todos os meios: telefonemas, internet e falsas mensagens. Acontece que na região há uma série de situações polêmicas.  

Davi Valle/Rdnews

Pedro Casaldáliga

Pedro Casaldáliga se prepara para descansar em seu quarto. Bispo ainda tem forte influência na região, defendendo índios e retirantes. Ele é alvo de ameaças

Mas, o fato é que a “sombra” da morte acompanhou Casáldaliga durante esses 46 anos em que o líder religioso está no Brasil. Ele chegou no país durante a ditadura e, desde então, já relatou uma série de ameaças de morte e truculências. Talvez, por isso,o bispo trate o assunto com tanta naturalidade e a impressão que fica é de que a situação já se tornou rotina. Conforme o padre Paulo Santos, que acompanha e cuida de Pedro, as ameaças amenizaram, mas não cessaram porque o nome de Pedro Casaldáliga “vai e volta toda vez que há um tema sobre um conflito”.  

Segundo padre Paulo, que cuida de Pedro desde 2010, fazendeiros entendem que o bispo conhece muita gente e que, por isso, ainda tem influência na região. Além da Suiá Missu, que ainda é alvo de polêmica entre o setor produtivo e a Funai, padre Paulo pondera que o nome de Casaldáliga também aparece quando se trata da criação da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), em Luciara.

Lá o conflito ainda é intenso. No final de 2013, por exemplo, duas  casas foram queimadas enquanto fazendeiros e grileiros bloquearam todas as estradas e o acesso pelo rio Araguaia, com objetivo de impedir a criação da reserva. Mas, apesar das ameaças, Casaldáliga mantém sua rotina e segue morando em São Félix do Araguaia, cidade que fica às margens do rio Araguaia.

Para impedir reserva, bando expulsa pessoas e queima casas

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

"Pátio igual gato, comendo e miando"

jose medeiros 400 curtinha   O deputado José Medeiros (Podemos), vice-líder do Governo Bolsonaro na Câmara, disse que o prefeito Zé do Pátio, de Rondonópolis, está parecendo gato, comendo e miando, pois recebe recursos federais, inclusive de programas habitacionais e, mesmo assim, ainda alardeia nos...

Adair lançará ex-vice em Alto Paraguai

adair 400 curtinha   O ex-prefeito de Alto Paraguai, advogado emedebista Adair José Alves Moreira (foto), não vai disputar novamente, apesar da insistência do seu grupo. A tendência é de apoiar o seu ex-vice Luiz Figueiredo, com quem administrou a cidade de 2013 a 2016. Luiz também é do MDB e...

Deputado bolsonarista critica prefeito

claudinei deputado curtinha 400   O deputado Claudinei Lopes (foto), morador em Rondonópolis, ficou na bronca com o discurso populista do prefeito Zé do Pátio, para quem o povo nordestino votou em massa no PT e que não tem conseguido construir mais casas populares porque, diferente dos governos petistas, o presidente...

Sem Senado e tudo pela Mesa da AL

max russi curtinha 400   Presidente regional do PSB-MT, o deputado Max Russi (foto) tem participado das discussões para definição de candidaturas ao Senado, na suplementar de abril, mas não mais como pré-candidato. Seu desafio é outro. A prioridade é a busca da reeleição como...

Lúdio desiste e PT perde com Barranco

ludio cabral 400 curtinha   O deputado Lúdio Cabral (foto) estava se movimentando para tentar convencer o PT a lançá-lo ao Senado, por aclamação, e ainda instigar o diretório estadual a buscar recursos junto à Nacional para a campanha. Mas o tiro saiu pela culatra. O guru do partido no Estado,...

Carta de Abicalil cita traição de Lúdio

carlos abicalil 400 curtinha   Carlos Abicalil (foto), ex-federal e hoje assessor do deputado Valdir Barranco, demonstra até hoje estar "atravessado" com Lúdio Cabral por causa da traição política de 2010. Na época, mesmo o PT o tendo lançado ao Senado, Lúdio, ex-vereador por Cuiabá e...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.