Blog do Romilson Cuiabá, 06 de Junho DE 2020 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

RETROSPECTIVA

Apesar de ano turbulento, com prisões e crise, governo encerra 2017 com dinheiro em caixa

Por 01/01/2018, 09h:00 - Atualizado: 01/01/2018, 17h:47

selo_retrospectiva2017

O governo enfrentou diversas turbulências ao longo de 2017. O escândalo dos grampos ilegais com prisões de secretários de Estado, déficit bilionários nas contas públicas, atrasos no repasse dos duodécimos dos Poderes e órgãos autônomos, atrasos nos repasses da saúde, greve  no Detran e o escalonamento dos salários dos servidores contribuíram para desgastar o governador Pedro Taques (PSDB).

Em 2017, o governo conseguiu chegar a acordo com servidores públicos sobre o pagamento parcelado da Revisão Geral Anual (RGA). Com isso, evitou embates e greve do funcionalismo como ocorreu no ano passado.

Apesar das dificuldades, encerra o ano em situação mais favorável. Com os R$ 500 milhões do FEX previsto para entrar no caixa e com a emenda conjunta da bancada federal no valor de R$ 100 milhões, já empenhada pelo Ministério da Saúde, será possível quitar boa parte dos duodécimos e repasses da saúde em atraso. Também entrou dinheiro da dívida da Conab e do acordo judicial com a Energisa, ultrapassando os R$ 200 milhões.

José Medeiros

Pedro taques gabinete

 Governador Pedro Taques posa para foto em seu gabinete no Palácio Paiaguás. Encerra 2017 com dinheiro em caixa

Além disso, o Executivo conseguiu renegociar a dívida pública a partir da promulgação da PEC do Teto dos Gastos Públicos pela Assembleia. Em dezembro, pagou a folha e 13º salário de parte dos efetivos e dos comissionados com a arrecadação própria.

O escândalo dos grampos ilegais veio à tona em maio a partir de reportagem do Fantástico e resultou na exoneração do então chefe da Casa Civil Paulo Taques. Alguns policiais militares, incluindo o ex-comandante geral da PM, coronel Zaqueu Barbosa, foram presos por envolvimento no esquema que monitorou de forma clandestina políticos, empresários, profissionais liberais, jornalistas e até amante de autoridade do Estado.

Em setembro, a Polícia Civil deflagrou a Operação Esdras como desdobramento das investigações sobre o esquema dos grampos ilegais. Foram presos preventivamente os secretários Rogers Jarbas (Casa Civil), Airton Siqueira (Justiça e Direitos Humanos), Evandro Lesco (Casa Militar), Paulo Taques pela segunda vez e outras pessoas envolvidas no caso. Todos foram exonerados e já estão respondendo ao processo em liberdade.

Mayke Toscano

pedro taques sociedade

 Taques conseguiu efetuar repasse à saúde. Na foto, abraça idosa

Já o déficit nas contas públicas chegou a R$ 2,3 bilhões, conforme previsão apresentada por Taques no início do ano. Os números finais estão sendo consolidados pela pasta da Fazenda.

Em relação aos atrasos dos duodécimos, o governo deve aos Poderes e órgãos autônomos cerca de R$ 700 milhões referentes a 2017 e anos anteriores. Já os repasses para a saúde dos municípios, que chegam a R$ 130 milhões, levaram a Associação Mato-Grossense dos Municípios (AMM) a cogitar pedir o impeachment de Taques por improbidade administrativa.

Em relação ao funcionalismo, Taques conseguiu firmar acordo com o Fórum Sindical sobre o pagamento parcelado da RGA e evitou paralisações e embates capazes de travar a máquina pública. Entretanto, enfrentou greve no Detran de 59 dias  e em outubro escalonou os salários por falta de recursos para pagar a folha de forma integral.

No final de dezembro, com os recursos do FEX em caixa e a perspectiva de economizar até R$ 1,3 bilhão com a renegociação das dívidas, Taques adotou discurso mais otimista. Afirma que 2018 será ano para “virar a chave” e promete oferecer mais serviços públicos à sociedade.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Contribuinte indignado | Segunda-Feira, 01 de Janeiro de 2018, 23h24
    6
    0

    Encerra com dinheiro em caixa? que contraditório o Governo encerra o ano devendo fornecedores em quase todas as Secretárias, chegando com até 3 meses de atraso. Dizem que a SEJUDH é a secretaria com a situação mais dramática, está devendo a alimentação do sistema prisional há meses. Se tem dinheiro então porque não encerrou o ano quitando seus compromissos? Não honrar seus compromissos com fornecedores, vai resultar no seguinte: As empresas não vão querer contratualizar com o estado e as que se submeterem vão elevar seus preços, porque sabem que o governo atrasa o pagamento. Resultado Sobrepreço de Aquisições governamentais, serviços mais caros para o contribuinte pagar.

  • Mariana | Segunda-Feira, 01 de Janeiro de 2018, 17h31
    7
    0

    Não fez os repasses municipais, não fez os repasses da Saúde, salários atrasados, excesso de arrecadação, deve ter posto o dinheiro em algum lugar. Deve estar em caixa, só pode. Kkkmk

  • Pardal | Segunda-Feira, 01 de Janeiro de 2018, 11h31
    11
    0

    Pois é, dinheiro em caixa, mas até agora não pagou nem aposentados, nem pensionistas, nem servidores públicos estaduais; porém prometeu que pagaria dia 30/12/17, prometer e não cumprir é igual a mentir... Isso foi demais.... Deixou Pensionistas chorando sem Ceia de Ano Novo.

RUMO À APOSENTADORIA

Ex-deputado vai "arrastado" pra sala

Por 05/06/2020, 20h:02 - Atualizado: 07h atrás

ellene lima 680

Aos 65 anos e já cansadão, Eliene Lima, que voltou à sala de aula após quase 30 anos de vida pública, estava indo arrastado para o IFMT, onde é lotado como professor de matemática, até antes da pandemia. 

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Juca | Sexta-Feira, 05 de Junho de 2020, 21h42
    5
    0

    Esse tem histórico de m...

  • Mário Figueiredo | Sexta-Feira, 05 de Junho de 2020, 21h31
    5
    0

    He Mato Grosso....mais um que se deu bem!!!!

  • José Eduardo | Sexta-Feira, 05 de Junho de 2020, 20h16
    5
    1

    Outro mestre da demagogia.

MORTE PREMATURA

1º exame em Adriano dá negativo para Covid-19

Por 05/06/2020, 12h:42 - Atualizado: 05/06/2020, 12h:45

adriano silva 680

O exame feito em Cáceres em Adriano Silva, que faleceu na última quarta (4), deu negativo para Covid-19.

Postar um novo comentário

PRECAUÇÃO

Governador deixa residência para fazer exame e nega viagem para SP

Por 05/06/2020, 11h:52 - Atualizado: 05/06/2020, 12h:26

mauro mendes 680

O governador Mauro Mendes, por meio da Secretaria de Comunicação, assegura que continua em casa e desmente a informação de que teria viajado a São Paulo, nesta madrugada, para continuar tratamento contra coronavírus no hospital Sírio-Libanês.

Postar um novo comentário

Comentários (11)

  • Mauro | Sexta-Feira, 05 de Junho de 2020, 21h39
    3
    1

    Num momento de dificuldades pelo qual todos nós estamos passando na minha opinião faz-se necessário todo órgão de impressa ter cuidado e checar primeiro a informação antes de divulgá-la, sob pena de produzir e publicar algo inverídico o que de nada contribui no momento atual

  • Eve | Sexta-Feira, 05 de Junho de 2020, 17h16
    22
    3

    Vocês publicaram que ele tinha viajado para Sao Paulo se tratar no Sírio. Qual é a noticia verdadeira ? Ou voces espalham FAKES NEWS?

  • fabinn | Sexta-Feira, 05 de Junho de 2020, 14h39
    30
    2

    Isso ai governador, não lhe desejo mal, porém, peço que mostre a qualidade dos hospitais públicos em Cuiabá. Por favor, não pensem errado sobre minha opinião, mas será que o governador iria para o Metropolitano? Santa Casa? Mostre que confia no serviço desses hospitais sr governador. Por favor, eu peço perdão pela fala, não desejo mal de ninguém, não estou usando a doença do governador, só uma curiosidade minha. Desejo melhoras ao nosso chefe de estado.

PROCESSO ELEITORAL

Mesmo sob pandemia, reitor da UFMT já convoca Colégio Eleitoral

Por 04/06/2020, 20h:43 - Atualizado: 04/06/2020, 20h:48

evandro ufmt 680

Mesmo com as atividades da UFMT suspensas por causa da pandemia, o reitor Evandro Soares da Silva, que já se movimenta pela recondução ao cargo, convocou reunião do Colégio Eleitoral Especial.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Antonio Carlos jaudy | Sexta-Feira, 05 de Junho de 2020, 09h47
    5
    1

    Quero saber quem disse que ele é candidato único? Quero saber se consulta a instituição se faz através de uma Live? Se esse pleito não tiver transparência, justiça e legalidade será motivo de demanda jurídica e responsabilização dos que não cumprirem os ditames legais. A professora Danieli Backes é também candidata e está muito bem cotada quero ver se o nome dela não irá constar da lista tríplice.

  • DANIELI BACKES | Sexta-Feira, 05 de Junho de 2020, 09h34
    3
    3

    Antônio, quem é você que fala em nome da UFMT? De onde parte sua informação de que os pre-candidatos retiraram sua candidatura? E esse consenso, foi construído como? Quando a comunidade interna da UFMT foi consultada a respeito?

  • DANIELI BACKES | Sexta-Feira, 05 de Junho de 2020, 09h30
    3
    1

    Antônio, esse consenso foi construído como? Quando a comunidade interna da UFMT foi consultada a respeito?

ANTES E DEPOIS

Prefeito de Cáceres agora elogia Adriano; pura falsidade assista

Por 04/06/2020, 15h:46 - Atualizado: 04/06/2020, 16h:43

francis maris 680

O prefeito de Cáceres Francis Maris, que desde a campanha de 2016 vinha fazendo ataques e denúncias contra Adriano Silva, gravou um vídeo, classificando o ex-adversário político de "líder", de "filho ilustre de Cáceres", para quem prestou grande serviço, seja junto à comunidade acadêmica, como professor e reitor da Unemat, seja pelos trabalhos prestados na região.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Claudomiro | Quinta-Feira, 04 de Junho de 2020, 19h00
    11
    2

    Politicamente nunca fui fã dos dois como politico, mas inoportuno e falso e esse comentário do rdnews.

  • O cara | Quinta-Feira, 04 de Junho de 2020, 17h04
    17
    1

    Adversário político não é inimigo pessoal. Cada comentário.

DESENVOLVIMENTO

Um pool de novas indústrias em Primavera; 7 anunciam fábricas

Por 04/06/2020, 12h:09 - Atualizado: 04/06/2020, 20h:57

primavera do leste vista a�rea 680

No ranking de quinta economia do Estado e com quase 100 mil habitantes, Primavera do Leste está recebendo sete novas indústrias, mesmo em meio à pandemia da Covid-19, agravada com crises sanitária e econômica em praticamente todo o mundo.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Reginaldo | Quinta-Feira, 04 de Junho de 2020, 22h03
    3
    0

    A posição geográfica, sócio econômica e malha viária já conta muito como grandes atrativo, mas isso não tira o mérito da administração local. Parabéns.

  • Francisco Assis roo | Quinta-Feira, 04 de Junho de 2020, 13h17
    15
    1

    é isso mesmo Léo busca emprego e renda para essa cidade bonita e pugante que vc está tendo a oportunidade de administrar não fica nessa só de fazer praça e coisa e tal igual um prefeito que eu conheço na nossa região

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2553