Blog do Romilson Cuiabá, 29 de Maio DE 2020 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

Retrospectiva

Ano acaba com cenário nebuloso sobre disputa ao governo; Taques, Mauro e Joaquim ensaiam páreo

Por 01/01/2018, 12h:05 - Atualizado: 01/01/2018, 12h:06

selo_retrospectiva2017

Ao contrário dos outros anos pré-eleitorais, 2017 acaba com cenário bastante nebuloso em relação à disputa ao governo neste ano. O próprio governador Pedro Taques (PSDB), considerado por muitos como “candidato natural” à reeleição, tem evitado falar sobre o assunto.

Outros nomes como o conselheiro afastado do Tribunal de Contas do Estado (TCE) Antonio Joaquim, o ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes (sem partido), o vice-governador Carlos Fávaro (PSD) e o senador Wellington Fagundes (PR) são especulados como possíveis candidatos a governador. No entanto, sem qualquer perspectiva de definição a curto prazo.

Taques tem afirmado que discutirá a possibilidade de disputar a reeleição somente depois da Semana Santa. Ocorre que suas movimentações políticas indicam que pretende entrar no páreo pelo segundo mandato.

No último período, se tornaram públicas as divergências entre o governador e deputado federal Nilson Leitão (PSDB). O parlamentar quer concorrer ao Senado enquanto Taques defende que a vaga na majoritária deve ser cedida a aliados, possivelmente, pensando em fortalecer o palanque da reeleição.

 

Reprodução

taques_mauro_antonio

 Apesar do cenário incerto, nos bastidores ensaiam disputar o governo Taques à reeleição, Mauro e Antonio Joaquim

As divergências entre Taques e Leitão chegaram ao diretório nacional do PSDB. O presidente da sigla, governador de São Paulo Geraldo Alckmin, promete interceder para apaziguar os ânimos em Mato Grosso.

Fortalecer o palanque deve ser prioridade para Taques. Eleito com apoio de 12 partidos, o tucano assistiu seu arco de alianças encolher neste ano. Pelo menos três partidos – PP, PV e PSC – se afastaram do governador enquanto outros, incluindo o PSD de Fávaro, debatem a conveniência de desembarcar do governo.

Antonio Joaquim, afastado do TCE na Operação Malebolge da Polícia Federal, encaminhou a aposentadoria para se filiar ao PTB e se dedicar nas articulações para se viabilizar como candidato a governador pela oposição. Ao invés de assinar o ato administrativo, Taques consultou o Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a legalidade, obrigando o virtual adversário a cancelar o ato de filiação partidária. 

Diante da ação de Taques, Antonio Joaquim o acusou de censurar a oposição por medo, devido ao fracasso da gestão. Agora, aguarda manifestação do STF que deve acontecer em janeiro para poder se dedicar a viabilização da candidatura.

Já Mauro Mendes, que ainda decide se ingressa no DEM, PP ou PR após a ruptura do seu grupo político com o PSB, não assume pré-candidatura nem nega a intenção de entrar na disputa pelo governo. Mesmo assim, segue sendo encorajado a concorrer por diversos setores.

O ex-prefeito costuma afirmar que não tem perfil para o Legislativo, descartando a disputa ao Senado. Ao mesmo tempo, diz que aceitaria somente concorrer a cargo no Executivo e alimenta as especulações sobre possível candidatura a governador.

Com perfil conciliador e considerado como “novo” na política mato-grossense, Fávaro é lembrado para concorrer a deputado federal ou a senador. A também cogitada candidatura a governador do social-democrata depende da desistência de Mauro, do desembarque de partidos aliados do Governo Taques e de consolidar o apoio do setor agronegócio.

Enquanto isso, Wellington Fagundes também segue sendo lembrado como uma alternativa da oposição para candidato a governador. Embora não esteja animado para a disputa, pode aceitar caso a conjuntura seja favorável e mesmo derrotado, terá outros quatro anos de mandato no Senado.

As definições devem começar a partir de março. Depois, precisam ser confirmadas nas convenções partidárias marcadas para o final de junho.

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • Luiz | Terça-Feira, 02 de Janeiro de 2018, 16h14
    0
    0

    Procurador Mauro na Verdade companheiro Diego ele tem que vir a estadual ou a Federal ele tem na baixada cuiabana 20.000 votos consolidados sem sair de casa vc veja a expressão de votos em 2014 quase 85 mil votos e em 2016 quase 75 mil votos. Alô procurador que seu espaço na política vem a estadual ou a federal...

  • helio | Terça-Feira, 02 de Janeiro de 2018, 09h20
    1
    1

    se tiver qualquer um que queira ser candidato ao governo que pode ser um gari, um pedreiro, um servente de pedreiro, carpinteiro estamos aceitando desde que queira tirar esse pedro taxis do governo.

  • Maria Helena Monteiro | Terça-Feira, 02 de Janeiro de 2018, 09h06
    0
    2

    Interessante, esse reporter Gosch, pseudo analista politico do RDNews, insiste em desconheçer o nome do ex-Governador e ex-Senador Jaime Campos, como um forte nome para disputar o Governo em 2018 na sucessão do Taques. E´bom ele ouvir mais os politicos e o povão, pois Jaime é dos nomes citados, o unico que tem café no bule $$$, voto na Grande-Cuiabá e no interior do Estado, respeitabilidade junto aos possuidores de votos (parlamentares,prefeitos e vereadores),e a simpatia pessoal do atual mandatário do estado,alem disso ficou fora de qualquer delação do explosivo SILVAl Barbosa. Portanto é bom esse SITE se reorientar melhor politicamente. Segundo fontes acreditadas juntos a Assembleia Legislativa Jaime agrega 16-18 deputados em torno do seu nome, e com isso mais de 120 prefeitos, e traz para uma sua provavel candidatura 10 partidos. E o proprio Governador Taques, o tem como seu principal aliado e plano B, numa nao eventual recandidatura. Tenho dito.

PÓS-CASSAÇÃO

Ex-senadora agora monta escritório advocatício com 2 ex-assessores

Por 28/05/2020, 21h:55 - Atualizado: 08h atrás

selma arruda 680

Juíza aposentadora e senadora com mandato prematuramente cassado neste ano por crimes eleitorais, Selma Arruda ainda não conseguiu licença da Ordem para atuar como advogada.

Postar um novo comentário

EM RONDONÓPOLIS

Governo Bolsonaro ama índio, diz ministra em MT veja

Por 28/05/2020, 18h:44 - Atualizado: 28/05/2020, 18h:50

damares discurso 680

A ministra Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos), com um cocar sobre a cabeça, arrancou aplausos em Rondonópolis nesta quinta ao dizer que estava ali realizando a maior obra do Governo Bolsonaro, que é cuidar de vidas.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Leonildo | Quinta-Feira, 28 de Maio de 2020, 21h09
    2
    2

    Que mentira!!!! E a boiada acredita....

  • Alberto | Quinta-Feira, 28 de Maio de 2020, 20h47
    3
    1

    Bolsonaro ama índio? Kkkkkk. Quem foi que disse que a cavalaria americana, ao contrário da nossa, foi competente ao exterminar os índios americanos.

EM RONDONÓPOLIS

Senador é ignorado e deixa ato constrangido

Por 28/05/2020, 13h:01 - Atualizado: 28/05/2020, 13h:09

damares favaro 680

O senador Carlos Fávaro (PSD) passou o maior constrangimento hoje, em Rondonópolis, durante ato de entrega de alimentos e máscaras faciais a povos indígenas com a presença da ministra Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos)

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • Cristiano | Quinta-Feira, 28 de Maio de 2020, 16h08
    7
    20

    Medeiros é o candidato do Bolsonaro ao senado!

  • Lourinil | Quinta-Feira, 28 de Maio de 2020, 15h56
    13
    31

    Ele estava no lugar errado. Nem senador é só está na cadeira pq fez manobras , o jeitinho para estar lá. O lugar é legalmente da juíza que foi tirada , na proxima eleição Coronel Fernanda a candidata do Presidente

  • Benedita | Quinta-Feira, 28 de Maio de 2020, 15h33
    12
    37

    Queria uma beira; si fu, o Medeiros veio foi junto com a comitiva; parabéns deputado José Medeiros, nosso futuro senador!

BATALHA JURÍDICA

Pedido de Albano para voltar ao TCE será julgado pelo Supremo na terça

Por 28/05/2020, 12h:28 - Atualizado: 28/05/2020, 12h:31

gilmar mendes 680

A Segunda Turma do Supremo julga na sessão da próxima terça (2 de junho), um agravo regimental do conselheiro Valter Albano, pleiteando retorno ao cargo. O pedido de HC chegou a entrar na pauta ontem, mas a presidente, ministra Cármen Lúcia, não o colocou em julgamento porque a sessão já havia extrapolado o prazo.

Postar um novo comentário

EM RONDONÓPOLIS

2 pré ao Senado disputam espaço em ato com ministra

Por 28/05/2020, 10h:30 - Atualizado: 28/05/2020, 10h:35

fernanda victorio galli 680

Rúbia Fernanda (de blusa rosa) e seu suplente da chapa ao Senado, Victorio Galli, aguardando chegada da ministra

Dois pré-candidatos à suplementar ao Senado, tenente-coronel Rúbia Fernanda (Patriota), e o deputado José Medeiros (Pode), participam do ato nesta manhã, na sede da Conab, em Rondonópolis, com a presença da ministra Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos).

Postar um novo comentário

PREOCUPAÇÃO

Por questão de segurança, Michelle Bolsonaro cancela agenda em MT

Por 28/05/2020, 07h:07 - Atualizado: 28/05/2020, 07h:20

michelle bolsonaro 680

Por recomendação do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), a primeira-dama Michelle Bolsonaro cancelou sua participação no evento de entrega de cestas básicas para comunidades indígenas hoje, em Rondonópolis.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Elias | Quinta-Feira, 28 de Maio de 2020, 14h31
    6
    1

    Jedae, raça infame é a tua. Vira este disco. Todo mundo vê o que essa corja está fazendo para dedtruir o Brasil. Somente você e sua corja de mau caráter ainda defende estes milicianos. Pior, não tem a capacidade tem postar um comentário sem agredir petistas, disseminando ódio, espalhando peçonha. Gente gomo você são o câncer da sociedade e precisa ser extirpado com urgência.

  • Jedae | Quinta-Feira, 28 de Maio de 2020, 10h20
    5
    12

    Ver petistas, comunas e toda raça infame chorar, não tem preço. Bolsonaro, só precisa fazer duas coisas. Primeiro: Não deixar haver roubos em todos os níveis. Segundo: Nunca mais deixar o poder cair nas mãos dessa quadrilha, que se intitula progressistas. De quebra, limpar esse STF, repleto de corruptos e vendidos. Nem sei quem é pior. Se é o ex-carregador de malas do mula ou o ex do Temer, enterno vice da anta!!!!!!!!!

  • MOSSUETO | Quinta-Feira, 28 de Maio de 2020, 09h46
    9
    4

    Ridícula essa justificativa, o nosso País nunca teve esse tipo de ameaças, mas a falta de postura e respeito com os eleitores é que está gerando esse tipo de reação.

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2548